Fui arrombada por policiais


Click to this video!

Vou relatar agora uma aventura com policiais que começou contra minha vontade, mas que depois se tornou uma verdadeira fodaah!
Tinha ido à uma festa com um cara que eu estava saindo, ele tinha me pegado em casa pra irmos. Mas discutimos lá e fiquei sem ter como voltar pra casa. Fui andando até o ponto de taxi, mas antes que eu chegasse parou um carro de plícia, com dois policiais dentro e me ofereceram carona, não vi nenhum problema nisso, afinal eles estavam ali pra fazer a segurança. Entrei no carro e eles me perguntaram onde eu morava e expliquei o endereço pra eles. Depois de uns 5 minutos percebi que eles entraram num lugar diferente, que não tinha nada a ver com o caminho pra minha casa, e perguntei a eles onde eles estavam me levando. Eles olharam pra mim, riram e disseram que eu não precisava me preocupar. Fiquei meio preocupada, mas não demonstrei pra eles. Entraram numa rua estrada que ainda estava em construção, não passava ninguém lá, foi aí que entendi o que eles queriam, mas não
acreditava que aquilo estava acontecendo comigo. Eles me mandaram sair do carro e eu disse que não, que eu iria embora, foi aí que um deles abriu a porta e me puxou pelas pernas, eu estava de vestido, fiquei com as pernas abertas e ele passava a mão na minha buceta por cima da calçinha, ele era bonito, alto, loiro, olhos mel, Wellington era o nome dele pude ver na sua farda, sempre tive tesão por homens fardados mas nunca havia tido oportunidade de realizar minha fantasia, não pude deixa de me sentir atraída por ele. Ele começou a me beijar, mas eu tentava resistir. Ele me puxou pra fora do carro e me colocou sentada no capu, eles me devoravam com os olhos, Wellington tinha uma boca linda, Ricardo não era muito bunito, mas tinha um corpo lindo. Wellington me beijava enquanto tirava meu vestido, eu tentava me soltar, ainda não acreditava no que estava acontecendo. Me deixou apenas de calçinha, ele beijava meus peitos, chupava com vontade, tava ficando molhadinha de tesão nele, quando olhei pra Ricardo ele estava com o cacete pra fora, era lindo, grande e grosso, fiquei louca de vontade nele, não tirava os olhos dele batendo uma vendo Wellington chupando meus peitos. Ricardo percebeu e me mandou ficar de joelhos, eu disse que não, mas ele me pegou e me colocou de joelhos, eu não podia fazer nada, o lugar era deserto, não apareceria ninguém pra me tirar dali, então resolvi aproveitar. Ele enfiou aquele cacete na minha boca, eu começei a mamar gostoso naquele cacetão que mal cabia na minha boca, Wellinton vendo aquilo também tirou seu pau da calça, também era lindo, grosso, mas menor que o do Ricardo, começei a mamar nele também, punhetava um enquanto mamava no outro, revesando entre eles. Eles me chamavam de putinha, diziam que eu era gostosa e que eles fariam tudo que quisessem comigo, que eu conhecer homens de verdade. Minha buceta tava molhadinha, encharcando minha calçinha. Me levantei e sentei no capu do carro denovo e tirei minha calçinha, tava toda depiladinha, lisinha e muito molhada, Wellinton ficou louco quando me viu ali de pernar abertas e caiu de boca na minha buceta, lambia, chupava, enfiava a língua todinha dentro na minha xaninha, era delicioso aquilo. me deitei para que Ricardo também pudesse se deliciar comigo, ele começou beijar meu pescoço, minha boca, chupava meus peitos enquando acariciava minha barriga, eu não me aguentava mais e gozei na boaca de Wellington, ele lambia e Ricardo também queria provar meu mel e mandou que wellington saisse e começou a chupar com vontade minha buceta, era uma delícia, que língua gostosa e quentinha ele tinha. Queria que eles me fudessem logo,e pedi a eles que me dessem o que eu queria, Wellington me puxou abrindo minhas pernas e enfiou tudinho na minha buceta e fazia um vai e vem gostoso, me segurava pela cintura e enfiava tudinho na minha xaninha, ele me carregou ficando de pé e eu no colo dele, começei a rebolar naquele pau, gemia e chamava ele de gostoso. Ricardo não estava se contentando em só olhar e começou a lamber meu cuzinho, lambia gostoso e eu fiquei louca com pica nele, mandei que ele socasse aquela pica logo no meu cuzinho ele se encostou no carro e mandou que Wellington de aproximasse e de uma só vez ele socou tudinho, doeu muito, a pica dele era enorme e grossa, Wellinton me beijou impedindo que eu gritasse, e eu estava ali cheia de pica na buceta e no cú, adorando aquela situação. Tirei a camisa do Wellington e começei a arranhar as costas dele, beijava seu pescoço, mordia sua orelha, eles tavam doidos em mim, me falavam que eu era a melhor putinha que eles já tinha cumido, Ricardo dizia que meu cuzinho era uma delicia, era o melhor que ele já tinha fudido. Wellington quis provar dele também, desci do colo dele, e me coloquei de 4 me apoiando no capu do carro e falei pra ele -“soca essa pica toda no meu cuzinho, lindo”- ele ficou doido me olhando, abriu minha bunda, meu cuzinho já tava todo arrombado pela pica do Ricardo, e entrou gostoso o cacete do Wellington… ele bombava forte, me segunrando com uma mae pela cintura e com a outra massageava meu clitoris, não demorou muito e goseei, fiquei de joelhos novamente e pedi que eles gosassem na minha boca, adoro leitinho, chupava o cacetes deles, punhetava, ate que eles gozaram tudinho na minha boca, deixei limpinhos, no vestimos e fomos embora, prometendo que pegaria mais uma carona dessas, mas desse vez iriamos pra um lugar melhor, pra melhorar ainda mais a foda que já foi uma delícia!u