Aluguei a barriga da minha esposa 2


Click to Download this video!

continuação de Aluguei a barriga da minha esposa
Todos os dias Dr. Hans aparecia na casa. Eu estava totalmente proibido de ter relações com minha esposa, mesmo com preservativo. Meu tesão era enorme, e um me masturbava umas 6 vezes por dia. Ele tinha dispensado Ana do trabalho para ela poder descansar e estar disponível a qualquer momento.

Em geral era no final da tarde que Dr. Hans comia Ana. Ele até incentivava a minha permanência na casa, pois segundo ele isto o excitava e aumentava a sua espermatogênese. Eu escutava os gemidos dele, e finalmente seu urro animal. Com o tempo Ana também perdeu a inibição e escutava seus gemidos. Inclusive era importante que ela também tivesse orgasmos, pois as contrações do útero facilitavam a fecundação.

Após o sexo, eu via as manchas de esperma nos lençóis. Via também o fundo das calcinhas de Ana duros do esperma seco. Muitas vezes, após a transa, quando entrava no quarto encontrava Ana plantado bananeira de ponta cabeça. Ela ficava assim por até uma hora, para facilitar a entrada do sêmen em seu útero e evitar qualquer perda.
Ana ainda me chupava e me masturbava, mas cada vez menos, parecia que estava com nojo de mim. Eu torcia para que ela engravidasse de Hans logo, para eu poder voltar a possuí-la.

Após uns 4 meses, ela começou a ficar enjoada e os exames confirmaram sua gravidez. Foi uma festa geral! Dr. Hans jantou conosco comemorando e eu feliz até comentei que iria poder voltar a possuir minha esposa. Dr. Hans ficou bravo, me disse que dentro da barriga de Ana estava um filho seu e que eu não poderia fazer nada até o nascimento!

Fiquei decepcionado. Sua barriga começou a crescer e Ana estava cada vez mais deliciosa. Seus seios cresceram, e os mamilos antes rosados, tornarm-se negros. Em seu ventre estava o filho de um outro homem e isto me revoltava e excitava. Ana com pena de mim e deixou eu possuí-la, escondido do Dr. Hans (que sempre fiscalizava tudo). Quando penetrei sua deliciosa bucetinha de grávida, que a tanto tempo não sentia, foi emocionante! Sua vagina continuava super apertada, e muito mais melada, acho que pelo muco da placenta. Não agüentei nem 3 minutos de penetração e esporrei um tanto enorme de porra (agora já tava grávida podia). Foi delicioso gozar em sua bucetinha sem me preocupar em engravidá-la. Imaginar quantas vezes outro homem encheu de porra sua buceta.

Agora transo poucas vezes com Ana, pois ela também perdeu um pouco o interesse por mim, além do que existe a proibição do Dr. Hans. Ele paga tudo em casa e não podemos contrariá-lo. Ele insinuou que queria continuar comendo Ana, mesmo após a gravidez, o que não aceitei, pois não era o combinado. Mas desconfio que ele continue fodendo ela, principalmente de dia enquanto trabalho.

Ana esta com 6 meses de gravidez, cada vez mais bela, mas tenho medo e às vezes me pergunto o que vai acontecer quando esta criança nascer? Será que Dr. Hans não vai querer além da criança também minha Ana? Ele é rico, é boa pinta e pai do bebê que minha esposa espera.

SERÁ QUE PERDÍ A MINHA MULHER?