Com uma frase meu filho me comeu


Click to this video!

Conto de Mayara Nascimento
Me chamo Luciana e comecei a namorar com quatorze anos, uma menina ainda, e depois de três anos de namoro e um de noivado me casei aos dezoito anos com  o Mauro, um amiguinho da escola que conhecia desde os doze anos. Não resisti as tentações da carne  e acabamos transando varias vezes antes do casamento. No primeiro mês após o casamento descobri que estava grávida de um menino, o Rafael que veio completar nossa alegria como um belo presente de casamento. O Rafael foi crescendo sempre cercado de muito carinho e amor tanto por min quanto pelo pai. No décimo ano de casamento eu e o Mauro começamos a nos desentender,o que culminou na separação definitiva dois anos depois, após eu descobrir que ele tinha como amante uma colega de trabalho. Quando comecei a desconfiar da traição passei a segui-lo com o carro de uma amiga, para não levantar suspeita, o que me permitiu vê-lo entrando em motéis com pelo menos cinco garotas diferentes, uma a cada vez. Dar uma escapadinha pro motel com outras mulheres casualmente como acabei descobrindo, não me incomodava nem achava traição, sinceramente comer uma bucetinha diferente pra min isso é normal pro homens principalmente pros casados,tanto que quando eu sabia que o Mauro tinha comido uma ,na cama eu me imaginava no lugar dela e isso me levava a loucura e eu tinha inúmeros orgasmos , gozava pra caramba. O que me incomodou me irritou mesmo foi descobrir que ele tinha uma filial, fixa com casa montada e arcando com todas as despesas dela e da casa, ai não teve jeito foi o fim mesmo. A partir daí comecei a cuidar de min, da minha casa e do meu filho, e não foi nada fácil, hoje ele ta homem feito , com dezenove anos.O tempo passa pra todos, como passou pra min também, mas eu sempre procurei me cuidar e aos trinta e oito anos ainda me sinto bonita a viva, a ponto de despertar tesão no meu filho.Num desses feriados prolongados ele alugou uma casa na praia, ia levar a namorada Mônica, mas os pais dela  também tinham programado uma viagem pra outro lugar, e não a deixaram ficar  com meu filho, talvez pressentindo o perigo. Com a ausência da namorada ele resolveu me convidar pra ir com ele, saímos cedo e chegamos por volta das nove horas ,dia lindo,céu azul solzão e mar convidativo, tudo perfeito. Trocamos de roupa  para aproveitar o máximo aquele dia, e ao me ver de bikini que pra dizer a verdade era bem minúsculo,meu filho fez um comentário que me deixou pasma. Nossa Mãe  que corpão em, como você ta linda, Juro que se você não fosse minha mãe eu ia traçar você hoje. Filho que isso, olha o respeito, sou sua mãe, e ele na maior cara de pau disse: te amoooo, me abraçou e me deu um beijo na boca. Naquele abraço não pude deixar de sentir o volume daquele pau já duro dentro da sunga. Nessa hora minha buceta formigou, fervilhou esquentou e babou de deseja, num aviso claro a min de que aquele seria dela. Saímos para a praia que ficava a uns duzentos metros da casa, de mãos dadas como se fossemos namorados e olhando praquele pau disse\: Raffa da um jeito e baixa esse negocio ai as pessoas vão perceber, Ah mãe deixa, eles vão ver o quanto você é gostosa e como to morrendo de tesão. Entramos na ágüa , nos divertimos muito , mas ele não perdia a oportunidade de tirar uma casquinha em min,ai eu o abracei e o beijei de verdade,como dois apaixonados,peguei sua mão e coloquei na minha buceta como se dissesse é toda sua, ao mesmo tempo peguei no seu pau e comecei a punhetar ali embaixo d’agua, quando ele começou dedilhar minha buceta extremeçi e veio o meu primeiro orgasmo. Nesse momento dei ao meu filho a certeza de que ele ia mesmo me traçar. Sempre olhei o Raffa como filho e nunca como homem, mas a partir desse dia  a fêmea adormecida acordou, ficamos na praia ate a tarde, voltamos pra casa sem dizer uma palavra um ao outro, mal entramos em casa  agarrei o Raffa e o beijei, como nunca tinha feito, segurei na sua pica  e fui andando de costas e o puxando ate chega ao quarto, me livrei logo do bikini me deitei e quase implorando pedi ao meu filho pra me comer. Me come agora filho, não agüento mais esperar me traça como você queria fede , fede gostoso minha buceta , me regaça com sua pica , mata meu desejo vai mata ao seu também de comer a mamãeeeeeeee  aiiiiiiiiiiiiiiiii to gozando filhoooooo. Goza mãe vouy te fuder gostozo,fffffffilhoooo que pica gostooooza  goza  vai enche minha buceta de pooorrrrraaa  ate que meu filho explodiu dentro de min, sentia seu pau aumentar de tamanho e grossura e pulsando dentro da minha buceta  jorrar uma quantidade enorme de porra quente la dentro…. Em seguida meu filho me beijou de uma maneira muito gostosa chupou meus peitos enquanto eu acariciava seus cabelos, depois me confidenciou  que já havia gozado muitas vezes pensando em mim., que sempre teve vontade de me comer mas nunca ousou me cantar por respeito, por eu ser sua mãe. Da cama fomos pro banho caminhando e com ele me abraçado por trás e com aquele pinto ainda mole roçando na minha bunda, depois dormimos um pouco pra sairmos a noite. Depois de jantarmos num restaurante e de bebermos cerveja e alguns copos de vinho voltamos para casa  e assim que saímos do carro baixei a bermuda do Raffa e começou a chupar seu pau, ate ficar duro, enquanto chupava ficava punhetando naquele movimento de vai e vem, sem mesmo me importar com quem passava por perto , e não demorou muito pra ele e dar fortes estocadas na minha boca e despejar seu gozo quente e pegajosa em minha boca , que fiz questão de engolir tudo e ate deixar seu pau limpinho e mole. A noite depois de tantos beijos amassos e mãos nas nossas partes intimas ele começo a chupar minha buceta com maestria,parecia que já tinha anos de experiências, travei minhas pernas em suas costas e tive mais um daqueles orgasmos alucinantes, enquanto isso ele lubrificava o dedo na minha xota melada e introduzia no meu cuzinho me deixando louca de tesão. Me virei de bruços e abrindo minhas nádegas com as duas mãos expus meu cu para o Raffa e implorando pedi pra foder meu cu, o que ele atendeu rapidamente. Com a pica já babando foi introduzindo a cabeça no meu cu, que há muito tempo não sentia uma vara entrar ali,mesmo lubrificado parecia que estava arrancando as minhas pregas tamanha era a dor que eu sentia. Ele foi pondo e tirando ate que a cabeça passou e meu  cu foi engolindo aquela pica gostosa que ia cada vez mais deslizando para dentro ate eu sentir seu saco encostando em minha bunda. Com os joelhos  um de cada lado do meu quadril e suas mãos por baixa dos meus ombros me segurando meu filho fodia gostoso o meu cu, com fortes estocadas , que perdi as contas de quantas vezes gozei, de repente ele parou de socar e como que urrando senti seu liquido quente inundar minhas entranhas,como que sem forças ficou nessa posição por mais de meia hora em cima de min. Os outros dois dias do feriado não foram diferentes , nunca um homem havia me fodido tanto como o meu filho e eu nunca gostei tanto de ser fodida como agora  Nuança imaginei que um dia eu fosse trepar com meu próprio filho, mas foi surpreendente  e muito prazeroso. Se você sente tesão pelo seu filho, ou se perceber que ele sente alguma atração por você. Facilite as coisas pra ele, provoque-o seduza-o , você como mulher sabe fazer isso como ninguém,sinta esse gostinho de transar com ele e não vai querer mais outro homem em sua vida. Eu já fiz isso, agora tenho um filho um amigo um homem ,e um amante, agora ele tem minha buceta e meu cu pra comer quando quiser. Se ele não tivesse dito aquela frase: se você não fosse minha mãe eu ia te traçar hoje mesmo, eu não teria conhecido esse prazer maravilhoso.
Mayara Nascimento