As Sapatilhas da Minha Vizinha

Click to this video!

Olá, sou Fernando e tenho 33 anos. Sou louco por sapatilhas, isto me deixa excitado e com muita vontade de comer a mulher que está usando sapatilhas. Hoje vou relatar um conto que me deixa muito louco.
Com este fetiche, me veio à mente as sapatilhas de minha vizinha, uma gordinha com uma bundinha deliciosa, baixinha, loirinha de olhos verdes e com um peitinho maravilhoso. Ela não me dava muita bola, mas quando a vejo vestida em uma calça jeans e com uma blusinha calçando sapatilhas sem meia, vou ao delírio.
Em uma manhã meia chuvosa, ao sair na garagem do condomínio onde moramos, deparei com as suas sapatilhas meia usadas tomando um ar, imaginei logo que poderiam ter um cheirinho maravilhoso, me pondo a excitação de poder cheirar aqueles pezinhos melados de suor das suas sapatilhas.
Como disse ela não dava bolas para mim, mas um dia estava só em minha casa quando a campainha tocou, adivinhem quem era? A vizinha loirinha! Fiquei surpreso, porém mais ainda quando sorrindo pra mim me pedia que viesse em seu apartamento para verificar um mal contato no painel de disjuntores que havia naquele momento ficado sem energia o seu Ap. Eu prontamente me propus em ajudar aquela lindeza! Com isto ela está vestida daquele jeito, blusinha branca, mini saia jeans e adivinhem oque ela estava calçando? Sapatilhas pretas….. Fui ficando de ferramenta dura ao ver tudo aquilo….. Ela tinta várias sapatilhas, pois já via observado isso. Ela tinha uma amarela, bem surrada já, devido ela usar em seu ofício de professora, ficar o dia inteiro com aquelas sapatilhas ai ai, um cheiro que só na imaginação poderia sentir… Cheguei ver outros modelos mas está amarela e esta preta me deixa louco, com vontade de tirar, lamber seus pezinhos e gozar nelas como se fossem uma bucetinha molhadinha….
Naquele dia fui ao seu Ap, e comecei a conversar com ela perguntando sobre oque havia acontecido antes do problema elétrico, e ao me relatar comecei perceber que ela estava um pouco nervosa, pois ela chegou próxima de mim e percebi que estava trêmula mas o sorriso de fácil ainda estava estampado em seu rosto. Comecei a acalmá-la com carícias em seus braços gelados e ela me perguntou se eu queria um refresco, eu aceitei, e começamós a conversar após resolver o problema, sentamos em um sofá e loco ela começou a tirar e colocar as sapatilhas com as pernas cruzadas, uma pele branquinha, um pezinho lindinho, com as sapatilhas penduradas só pelas pontinhas dos dedos, foi uma loucura, minha mente decolou com pensamentos eroticos.
O problema elétrico ocorreu quando ela se preparava para o banho, e portanto ela estava despida quando faltou energia, e se vestiu rapidamente para procurar ajuda, e portanto está sem suas roupas íntimas, eu fiquei surpreso com suas palavras, mas ao mesmo tempo começou a me acariciar as pernas, meu corpo ficou eletrizado e então começamos a nos entregar um ao outro, fui me aproximando de suas pernas e com as mãos por baixo de sua mini saia fui chegando próximo à sua buceta e percebi que estava molhadinha já, ela começou a suspirar e tremula agarrou meu pinto duro, fui gemendo levemente e minhas imaginações começaram a realizar com aquela loirinha.
Tirei minha mão de sua bucetinha e cheirei, quase gozei… Um cheiro de buceta suada, com um melzinho nos dedos e começamos a nos baixar freneticamente. Ela ficou em pé tirou a blusinha e aqueles seios durinhos balançando em minha frente me dizendo mama, mama, mama desesperadamente, eu fui pro abraço e ela gemia muito, um gostinho de suor com cheiro de tetas meladas de babá, pediu parar…. Estranhei…. Perguntei se não estava gostando…. Ela não me respondeu… Começou a abrir o zíper de sua saia, começou a baixar a saia e os pelinhos da xana começou a aparecer, um cheirinho começou a exalar na sala e eu indo ou delírio com aquela gordinha fedidinha de buceta…. A saia caiu em seus pés, ainda com as sapatilhas ela disse: ou me lambe ou cai fora…. Pois este será seu pagamento pelo serviço elétrico. E eu sem demora cai de língua naquela buceta peluda e fedida e ela trepava em mim gemendo e tremendo, as sapatilhas em seus pés estavam saindo e entrando nos pés de tanto ela forçar a buceta no meu rosto, pois percebi com minhas mãos que já estavam em seus pés percebendo que estavam suados…. Levantei e tirei minha roupa, joguei ela no sofá, com o meu pinto duro fiz ela chupar como um pirulito, montado em seus peitinhos quase gozei na boca dela… Segurei, fui até seus pezinhos suados com as sapatilhas pretas, ela gemendo, começou a balbuciar, tirei uma sapatilha e comecei a lamber seu pezinho, todo o meu sonho estava se realizando, um pezinho suado, com um cheiro de chulé erótico, ela gemia e disse me mete logo pois estou pronta pra gozar, mingau buceta quer sua rola, me fode, vai me fode…. Abri suas pernas, coloquei par o alto e com as sapatilhas no pezinho dela enfreia a rola na buceta dela, cheirando seus pezinhos de chulé com as sapatilhas enchi a xana de porra… Essa loirinha gemia como uma puta…. Gozamos juntos….realizei meu sonho aquele dia e comprovei que eram as sapatilhas mais deliciosas para lamber e cheirar enquanto socava a pica naquela buceta. Nós vestimos e nos despedimos com. Muitos beijos e carícias na buceta e no meu pau mas com uma condição: de repetirmos a doze…Uma loirinha gordinha que pretendo foder seu cuzinho ainda numa próxima oportunidade, com sapatilhas mais suadas e fedidas de chulé……