Trasando com a Irmã na adolescência

Click to this video!

Há muito tempo queria compartilhar este relato com vocês, fiz sexo com minha irmã na adolescência e até hoje ainda rola algumas transas.
Sou Mauricio,casado,43 anos,engenheiro civil e moro no Rio de Janeiro,minha irmã é a Julia,39 anos. Branquinha,1,70,65 kg, toda gostosinha.

Quando tinha dezesseis anos e ela 12/13,éramos em quatro em casa,eu na fase de punhetas,revistinhas de sacanagem,revistas Ele & Ela tinha aos montes embaixo do colchão(kkkk).Nunca tinha olhado para minha irmã,era magrinha,os peitinhos eram só uns pontinhos. Eu arranjava umas meninas para dar umas fodas, mas algumas eram difíceis, pois se engravidassem teria que casar,as vezes pegavas uns viadinhos novinhos,mas a maioria era só punhetas,sempre imaginando a vizinha gostosa,professora,tias ou até mesmo as das revistas.
Meu pai gostava de acampar para pescar com alguns amigos,uma vez foi organizado para ficar uns cinco dias acampados,foram os amigos com seus familiares e nós,meu pai tinha aquela barraca de camping grande,com dois quartos. No primeiro dia foi aquela festa, montagem das barracas,mulheres faziam o almoço,preparação nos barcos para pescar na madrugada. Estávamos cansados e fomos dormir cedo.
Noutro dia meu pai saiu com os amigos,ficando eu,minha irmã,minha mãe e as esposas dos outros amigos,com filhos pequenos. Tinha uma amiga de meus pais que tinha uma bunda e uns peitos bonitos, fiquei imaginando como seria fuder aquela boceta. Chegaram na parte da tarde,trouxeram alguns peixes e começaram a beber e muita conversa,chegou a noite e continuaram contando piadas e historias,fui dormir e deixei a Julia com meus pais. Na madrugada escuto alguém gemendo,a barraca estava no escuro,mas devido alguma luz no lado de fora,iluminava pouco o ambiente e ao me virar,percebi Julia deitando rápido,fiquei imaginando o que seria e ouvi os gemidos vindo do quarto dos meus pais,logo imaginei que Julia estava olhando,olhei pelo buraquinho e vi meu pai socando na minha mãe,fiquei excitado e mexi com Julia e ela fingia que dormia,falei baixinho no ouvido dela,vem cá que quero te mostrar uma coisa, e ela o que? Levanta! Amostrei o buraquinho e falei para olhar,ela ficou olhando e fiquei atrás dela olhando também, só que meu pau estava duro e encostei na bundinha de Julia e ela quietinha,virei o cabelo dela para o lado e fiquei beijando o pescoço dela, meu pai socando e Julia olhando fixamente e fui encostando mais e puxando ela pela cintura,então meu pai gozou e se ajeitou para sair da barraca,,deitamos rápido e ficamos quietos,passados um tempo ele retornou e foi dormir eu continuava de pau duro e fui encostando em Julia,ela estava de costa para mim,me ajeitei e fui beijando seu pescoço e ela quietinha,levantei sua camisolinha e fui alisando sua barriguinha e ela deu uma viradinha para me olhar e beijei sua boca, ficando nos beijando e minha mão já alisava todo seu corpinho,me ajeitei de frente para ela e tirei sua calcinha e cai de boca na sua bocetinha,ela segurava na minha cabeça e eu chupava bastante aquela bocetinha virgem,até que percebi que ela gozou,ficou toda tremula, voltei a beija-la e pedi para ela chupar meu cacete, ela começou,toda sem jeito e fui ensinando como eu gostava,não demorou muito e acabei gozando em sua boca,que se engasgou e deixou escorrer a minha porra. Falei para não falar para ninguém e fomos dormir.
Noutro dia,os homens saíram para pescar e falei para minha mãe que iria dar umas voltas pelo acampamentos e chamei a Julia para vir comigo,Saímos pela trilha e paramos em um mirante e ficamos olhando a paisagem e vendo o acampamento lá embaixo,começamos a conversar e perguntei se tinha gostado,ela disse que sim e perguntei se ela sabia alguma coisa de sexo,disse que só o conversava com as colegas e visto as minhas revistas embaixo do colchão. E que ao vivo somente dos nossos pais,ela disse que já viu outras vezes. Falei para não comentar nada com ninguém e nem com suas colegas, me prometeu!
Voltamos abraçados e no meio do caminho, paramos e começamos a nos beijar, chupei os biquinhos do seio,me ajoelhei e arriei sua calcinha e cai de boca na sua bocetinha,tirei minha camisa e coloquei ela deitada e fiquei me deliciando na sua grutinha virgem, ela pedia para chupar meu pau,disse que iria gozar de outro jeito,virei ela de costa e disse que não iria machuca-la,mandei ela colocar a cabeça no chão e abri a bundinha com as duas mãos,ficou toda abertinha e aquele cuzinho rosado piscando para mim,dei uma cuspida no buraquinho e fui apontando a cabeça toda melada na entrada e fui forçando,ela tentou sair,mas disse para ficar quietinha que não iria machucar e a cabeça entrou ela tentou sair e segurei sua cintura e fui
enfiando devagar e foi relaxando,comecei a bombar mais rápido e acabei inundando o rabinho dela de porra,tirei e ela reclamou que tava doendo,disse que iria passar. Desse dia em diante diminui as punhetas e comia sempre o cuzinho da Julia. Era só nossos pais saírem para fazermos alguma sacanagem,até algumas coleguinhas ela me ajudou para comer o cuzinho, as meninas iam lá para casa e ela ficava mostrando as minhas revistas,era certos de elas ficarem curiosas para segurar um pau de verdade,Julia falava que iria na padaria e deixava elas comigo,falava que iria tomar um banho e ficava de cuecas,elas ficavam olhando e era pedir para segurar um pouquinho e ela vinha toda sapeca. Devo ter deflorado uns seis cuzinho nessa época com a ajuda da Julia.

O tempo passou e eu já com dezenove anos e ela completando quinze aninhos me pedi para tirar seu cabaço como presente de aniversário, a festa foi em um clube e um determinado momento ela me pediu para levá-la em casa, pois precisava trocar de roupa, fomos, chegando lá, logo nos agarramos e fomos nos beijando para o quarto dela,tiramos a roupa e cai de boca na sua boceta,chupava seus peitos,que agora eram deliciosos,fiz ela gozar na minha boca. A ajeitei na cama,colocando um travesseiro embaixo de suas costas e abri as pernas e fui enfiando meu cacete na entrada e forcei,foi se ajeitando e entrou,ela deu um grito e cravou as unhas nas minhas costas e me beijou,fui enfiando e ela pedindo para enfiar tudo,fui socando e ela gemendo,mete,fode sua irmãzinha,mete gostoso,vai,vai,ai,ai,ai que gostoso,fode,fode,me faz sua mulher,mete,vou ser sempre sua,mete ,mais rápido que vou gozar,soquei com força e ela gemendo,estou gozando e me puxou e nos beijamos. Ficamos um tempo ainda deitado, o lençol com sangue, disse que nunca esqueceria, pois era nosso primeiro cabaço que tiramos,tanto o dela quanto o meu e rimos. Ajeitamos-nos e voltamos para festa.

Arranjamos namorados, mas sempre transamos e ela as vezes colocava umas amigas na minha mão,ela sabia que adorava um cuzinho virgem. Ela ficou noiva e eu terminando a faculdade,tinha uma namorada mais nada sério.Sempre íamos nos quatro passear, certa vez teve uma festa dos parentes do noivo dela,foi em um sitio,bastante gente e acabamos e ter que ficar por lá,chegou um determinado momento Julia veio me falar que tinha uma coisa boa para mim,perguntei o que era,me disse que tinha pego uma menina,chupando o pintinho de um menino, a menina pediu para não falar nada para os pais dela,ela então falou para menina que tinha uma coisa melhor para ela e que tinha que ficar quietinha,ela aceitou. Julia inventou alguma coisa para minha namorada e me levou para um lugar escondido e pediu para ficar quieto,saiu e voltou com uma moreninha de vestidinho e disse para ela que iria gostar de chupar um pau de verdade,tirei meu pau e ela ficou espantada,pedi para segurar,ela sem jeito e foi segurando e fui colocando na sua boquinha,enquanto ia alisando sua bundinha,levantei seu vestidinho e a coloquei em cima de uma bancada e chupei sua bocetinha,ela gemia,beijava sua boquinha,virei ela de bruço,tirei sua calcinha e passei um creme no seu cuzinho e apontei meu cacete e fui enfiando,ela tentava sair e consegui enfiar a cabeça,ela chorava baixinho,disse que nunca iria esquecer minha piroca,que toda vez que tomasse no cu,se lembraria de mim e fui bombando,e ela se acostumou e foi abrindo mais e eu socando e enchi seu cu de porra.A ajeitei e disse para sair e não contar nada para ninguém,ela balançou a cabeça e saiu.

Julia iria se casar! Eu noivo!
Julia me contava que o sexo com o noivo era legal,mas gostoso era comigo,me falava que seu noivo quando gozava em sua boca,logo a beijava com a boca ainda com porra,disse que achava que devia gostar de beber porra,mas nunca desconfiou se era bisexual.
Chegou o dia do casamento! Pediu-me para levá-la na igreja,fui em casa busca-la e chegando lá ,dispensou todo mundo para ir para igreja e ficamos só nos dois,me pediu para fode-la de vestido de noiva e encher a boceta dela de porra,pois na lua de mel iria deixar o maridão chupar ela todinha para sentir o gosto da minha porra,transamos gostoso e ela foi casar toda fudida por mim e cheia de porra escorrendo pela perna.
Moramos na mesma cidade,sai de casa,moro sozinho. Certo dia,Julia me aparece com a moreninha da festa,pois ela vem ser filha da prima do marido dela,me disse que a menina sempre perguntava por mim e resolveu trazer para matar a curiosidade da menina.
Falou que iria na padaria e nos deixou sozinho,Perguntei a menina por que ela perguntava por mim,disse que estava com saudade,disse de quem de mim ou da minha pica,ela abaixou a cabeça ai mostrei minha pica e perguntei é isso que você quer,ela me olhou e disse que sim,mandei tirar sua roupa e vir engatinhando até minha piroca e ela veio e foi logo colocando na boca,ficou mamando,Julia volta e falo para sair e vestir a roupa,saiu correndo e Julia me perguntou e ai,pedi para ela esperar para ver,sentou no meu lado e a menina apareceu toda vestida,Julia perguntou ai vamos embora? Ela toda quietinha,perguntei já vai embora? Ela abaixou a cabeça tireia piroca para fora do short e perguntei não quer mais? Ela olhou para Julia e eu disse, amostra para Julia como você fez agora a pouco. Tirou a roupa de novo e veio engatinhando e mamou de novo. Julia ficou estática, você fez a menina ficar viciada na sua pica!.Levei a menina para cama e mandei ficar de quatro e abri a bundinha,atolei minha pica e ela gemia,puxei a Julia e nos beijamos,mandava a menina rebolar e ela atendia tudo que eu falava,tirei meu pau e peguei a menina e coloquei no meu ombro com a buceta na minha cara e fiquei chupando e pedi a Julia para ficar de quatro que iria atolar seu cu,e foi o que fiz,comia cu da Julia e chupava a bocetinha virgem da menina, na hora de gozar, mandei a menininha abrir a boca e enchi de porra e mandei-a engolir. Ficou sendo minha nova Julia.