Meu dia de Natal mais Feliz

Click to this video!

Ola o que vou contar para vocês aconteceu agora no dia 24 de Dezembro 2015, véspera de Natal, sou casado, minha esposa uma Loira bonita, umas pernas grossas, uma bunda saliente carnuda, seios grandes durinhos, muito gostosa e neste natal colocou uma roupa muito provocante, uma saia apertadinha que delineava bem o volume da sua bunda, uma blusinha bem a vontade degotada mostrando as poupas do seus seios, uma sandália de salto alto, nossa estava uma delicia, fomos passar a ceia de Natal na casa de uns amigos, um pessoal muito legal mais muito devagar, já uma hora estavam querendo dormir, nos fomos embora, no caminho resolvemos fazer uma visita a uma casal de amigos o Henrique e Selma, o Henrique um negrão gente boa, 1,80, grandão muito brincalhão, e a Selma também bem divertida, quando chegamos as luzes estavam acessa, mais não havia barulho, resolvi tocar a campainha, nos atendeu o Henrique cumprimentamos ele, ele abraçou minha esposa elogiou ela e mandou que entrássemos, já na casa perguntamos pela Selma, ele nos respondeu que ela havia ido passar o natal na casa da mãe dela em São Paulo, nos samos daqui de Santos, foi com as crianças e que ele estava sozinho, pois iria trabalhar no dia 25 as 14 horas, eu e minha esposa já havíamos bebido algumas, já estávamos bem alegrinhos, ele nos serviu mais algumas bebidas, eu então disse a ele que iriamos embora pois ele já estava querendo ir dormir, ele também já tinha tomado todas, tinha ido a casa de alguns amigos, e como e brincalhão, disse negativo não vão embora não, e bebemos mais, minha esposa sentou-se no sofá e sem querer deixou a saia subir mostrando a calcinha, nos demos risada, ela então perguntou porque estão rindo nunca viram uma mulher de calcinha, e levantou a saia mostrando a calcinha, nossa o Henrique não esperava uma dessa, e na brincadeira respondeu gostosa como esta não, ela novamente levantou a saia mostrando novamente e perguntou você acha mesmo gostosa, ela já estava meio bêbada para fazer aquilo, o Henrique passou a mão na rola e disse nossa cara assim eu não aquento, sozinho em casa a dois dias numa seca ela ainda faz isso, eu já tomado pela bebida também, eu disse a ele ela deve estar querendo rola, minha esposa perguntou o que vocês estão cochichando ai, eu aproveitei peguei mais um copo de bebida dei a ela e respondi o Henrique disse que se você levantar a saia de novo ele não responder pela atitude dele e vai lhe passar a rola, ela riu e disse que não seja por isso levantou de novo, nossa na hora fiquei de rola dura, o Henrique então mostrou o volume da bermuda para ela dizendo olha como você esta me deixando, ela respondeu nossa que mala grande, e pediu deixa eu ver, ele tirou para fora, nossa que rola enorme, 22 cm por 10 muito grossa, minha esposa tirou a calcinha e mostrou a boceta para ele, ai começou ele tirou a bermuda pois a rola para ela chupar nossa ela mamava que nem louca, ele foi tirando a roupa dela deixou ela peladinha, começou a chupar a boceta dela, ela urrava, de tesão, e pedia vem Henrique vem aqui mete esta rola aqui dentro vem, ele foi colocando devagarzinho empurrando aquela cabeçorra para dentro, ela pedia devagar esta doendo, e ele não queria nem saber meteu todinha lá dentro, eu fiquei só observando os dois meteram ela cavalgava, pulava em cima da rola dele, um visão maravilhosa ela branquinha com aquela coisa preta atolada na boceta, e começou a me xingar esta vendo seu corno você me deixou de fogo e quis vim aqui para eu dar para o negrão agora vê ele me arrombando a boceta, e ele socava tudo lá dentro ate que gozou, ele se levantou foi se lavar eu acabei dando uma chupada na boceta dela melada de porra, ela foi se lavar, o Henrique conversando comigo perguntou ela deixa meter no cu dela, eu respondi deixar ela deixa, só que sua rola e muito grossa não sei se ela vai deixar se vai aguentar, nisso ela vem peladinha estávamos os três pelados, o Henrique abraçou ela por trás já com a rola dura de novo, colocou a rola entre as pernas dela por trás, e dizendo que bunda linda, ela começou a rebolar a bunda nele, ele então disse a ela vamos no quarto vamos quero meter neste cu, pensei que ela iria dizer que não que não iria aguentar, mais foi numa boa, ele deitou ela com a bunda para cima começou chupando o cuzinho dela, e passou um lubrificante que depois eu soube que era um lubrificante anestésico, e foi pincelando ela se abriu todinha e ele foi forçando a entrada , nossa quando a cabeça passou ela deu um grito, ele a segurou não deixou ela sair fora e foi colocando, ela xingava ele de filho da puta, você esta me arrombando todinha, e gemia muito, ele então ´perguntou quer que eu tire fora, ela disse não agora quer sentir tudo lá dentro, quero gozar com esta rola preta no cu, e assim ficaram metendo por um bom tempo ele tirava a rola todinha do cu dela e empurrava de novo ate o saco, nossa ela ficou de quatro ele quasse que de pé na cama socava tudinho ate o saco, ele judiou muito dela mesmo, deixou ela com o cu todo assado, ai tomou um banho e fomos embora já era quasse de manha.
No caminho de casa ela me disse amor o que fomos fazer e agora, nossa amizade, a Selma minha amiga, eu disse ela não precisa saber ele não vai contar e nem nos, mas não sei como vou encarar esta situação, eu perguntei o importante e saber se você gostou, nossa adorei, que rola ele tem, só sei que você estava planejando isso né, estava querendo me ver dando para outro, em casa acabamos metendo de novo, eu chupei a boceta dela com cheiro de porra, ele perguntando esta gostoso chupar a porra do Henrique, eu respondi delicioso.
Quando foi no Sábado a noite o Henrique me ligou e conversamos pelo telefone ele queria que fossemos lá no Sábado, pois sua mulher só chegaria no Domingo, infelizmente tínhamos um compromisso, ele disse pode vir depois do compromisso , eu disse vou ver se der, eu na realidade estava a fim, mais tinha que falar com minha esposa.
Logo fui conversar com ela e disse que o Henrique queria que a gente fosse lá pois a Selma só chega no Domingo, minha esposa respondeu que não dava estava ainda dolorida, que deixaria para o meio da semana, eu então disse a ela que a Selma iria estar ai, ela então respondeu não tem problema convida ele para vir aqui em casa e metemos aqui bem gostoso, vou dar para ele na nossa cama, você vai ser corno mesmo, agora sempre que ele quiser ele vem foder comigo na nossa cama, corno que e corno tem que emprestar a esposa e deixar meter na sua cama, nossa aquilo me deixou com um tesão maluco que acabei metendo gostoso nela, que delicia. na próxima semana eu conto para vocês como foi a visita dele aqui em casa.