Trepei com minha irmã evangelica

Click to this video!

Não darei nomes porque ela pode este conto um dia e descobrir que contei nosso segredo.
Eu tinha 20 anos a minha irmã tinha 40 ela tinha um filho de uns 15 anos. Moramos nos tres na mesma casa eu estava só de passagem iria me mudar breve, como era uma casa pequena tinha só dois quartos eu dormia num e ela dormia com o filho dela no outro. a 15 anos ela era evangelica e nunca mais tinha dormido com um homem. tempos atras eu e minha outra irmã tentamos fazer com que ela arrumasse um homem mas ela dizia que não queria mais homem na sua vida, só a religião para ela importava.
Certa noite ou madrugada cheguei de uma festa e minha irmã estava acordada ao entrar em casa ela ja foi dizendo que o filho dela tinha passado o dia ruim e que acabou dormindo na minha cama, que eu deixasse ele lá hoje e dormisse nos pes da cama com ela. e assim fizemos mas horas depois de dormirmos me acordei com o pau duro eu estava me arretando nas pernas da minha irmã, parei de me arretar mas como a tesão era muito forte resolvi me levantar e bater uma punheta, mas não fui no banheiro, estendi um pano no chão me ajoelhei ao lado dele e comecei a bater punheta, resolvi levantar o lençol para ver a bunda da minha irmã assim a punheta ficaria melhor, levantei o lençol ela estava de camisola puxei devagarinho a camisola dela até a cintura e vi aquela bunda gostosa, não aparecia muito a bunda dela pois ela usava umas calcinhas muito grande olhando aquela bunda bati minha punheta gostosa. sequei meu pau e deitei ao lado dela, deitei devagarinho e colei no traseiro dela, iria dormir assim depois diria a ela que nem lembrava como eu tinha deitado para cima, mas só encostei nela e o pau ja endureceu, tirei o pau pra fora e esfreguei na bunda dela, fui esfregando cada vez mais forte a tesão faz a gente perder o juizo, esfregava o pau tão forte na bunda dela que ela acordou, quando vi que ela estava acordando, coloquei minha mão por dentro da calcinha dela e enfiei o dedo na buceta dela, tava tão apertadinha que nem o dedo tava querendo entrar, ela tirou minha mão dizendo que não queria, eu percebi bem sutilmente que se eu insistisse ela deixava, ja fui subindo pra cima dela, com uma mão puxei a calcinha dela para o lado e com a outra peguei meu pau e tentava acertar a buceta dela, ja estava quase gozando quando acertei a buceta dela, não quis nem saber ja fui enfiando a cabeça e metendo tudo pra dentro, tapei a boca da minha irmã que urrava de dor e eu não queria nem saber, socava tudo no fundo da buceta dela, até encher aquela buceta de porra enquanto eu saboreava meu pau dentro dela olhei para o rosto dela que estava molhado eu devia ter machucado muito ela, pra compensar tirei o pau da buceta dela e comecei a chupar ela,ela começou a gemer e derrepente começou a se tremer toda enquanto afirmava minha cabeça no meio das pernas dela, depois tomei um banho deitei para os pes e dormir nem olhei pra ela e nem disse uma palavra. fui trabalhar no dia seguinte, quando voltei de noite fingimos que nada tinha acontecido. meu sobrinho resolveu dormir na casa de um colega dele. jantamos , quando fui arrumar minha cama a minha irmã se eu iria dormir ali ou iria dormir com ela, me aproximei dela e ela disse que a cama dela ja estava arrumada então eu disse pra ela:
tu sabe que vou comer a tua buceta se eu for dormir contigo
ela disse que sabia que só não queria transar de frente um para o outro eu pedi a ela para mostrar como ela queria. mandei que ela tirasse toda a roupa hoje eu iria mostrar para ela o que era foda de verdade, tambem tirei a roupa fui me aproximando e ela de quatro em cima da cama, virei ela pra mim, segurei a cabeça dela com a mão esquerda e com a direita arrumei meu pau dentro da boca dela, no começo ela não quis mas forcei meu pau na garganta dela,ela quase vomitou tirei meu pau e ja soquei novamente na garganta dela, meu pau ja estava todo babado, deitei ela e ja puxei as pernas dela bem na beirada da cama, então me ajoelhei no chão e chupai aquela buceta depois virei ela de quatro em cima da cama, abri as nadegas dela e guspi no cu dela, o guspi começou a escorrer e com o dedo arrumei no cuzinho dela, coloquei guspe no pau e arrumei no cuzinho dela, na primeira forçada minha ela ja tirou o corpo não querendo que eu colocasse ali, eu disse que primeiro eu iria colocar no cuzinho dela e depois eu colocaria na buceta, que no cuzinho eu so iria colocar meu pau bem no fundo uma vez depois seria só na buceta, ela voltou a ficar de quatro, guspi novamente e forcei meu pau naquele cuzinho, a minha irmã gritava e o pau não entrava no desespero tive uma ideia me abaixei e comecei a chupar o cuzinho dela, ela adorou chupei um bom tempo depois arrumei meu pau no cuzinho dela e fui enfiando devagarinha, ela gritou quando entrou a cabecinha depois berrava enquanto eu metia o resto com o pau todo dentro do cu da minha irmã, coloquei minha mão por baixo e enfiei o dedo na buceta dela comecei a comer o cuzinho dela enquanto batia uma siririca pra ela, estava muito gostoso mas tive que tirar do cuzinho dela e colocar na buceta, a buceta era muito apertada e machucava meu pau, parecia que estava arrancando o couro dela, levantei uma das pernas minhas para que eu pudesse colocar o pau la no fundo eu sentia a buceta dela esmagando a base do meu pau enquanto a ponta parecia que tocava o utero dela, derrepente ela começou a gemer e berrou pra mim colocar atras, eu não entendi e ntão ela voltou a dizer bota no meu cuzinho, bota no meu cuzinho, tirei da buceta dela e numa estocada só meti dentro do cuzinho dela, ficamos no vai e vem alucinado até gozarmos parecia que eu iria morrer de tanta porra que soltei, ficamos um pouquinho grudados depois ela foi se deitando e eu fui me deitando tambem sem tirar o pau de dentro do cuzinho dela, ficamos uns minutos assim derrepente ela começou a rebolar com meu pau dentro do cuzinho dela e ja comecei me excitar e ja começamos tudo de novo. tem transas que jamais serão esquecidas.