Preso Pelo Desejo Desde Cedo


Click to Download this video!

Ola sou Kawai, vou relatar o que aconteceu na minha juventude, eu morava com minha mãe que era uma viúva, na época eu tinha 11 anos, eu estava na sétima série, devido ter aprendido a ler bem cedo eu entrei na primeira serie com 5 anos, eu sempre fui meio reservado, não me misturava com os outros alunos, no recreio eu comia meu lanche dentro da biblioteca, assim eu estava sepre lendo, aos 11 anos eu ainda era bem reservado, mas já conversava um pouco, em casa eu gostava de andar de bicicleta, patins, fazia exercícios físicos sozinhos, nunca nunca nem tinha pensado em sexo, só sabia na teoria, alias minhas notas eram sempre a melhor, eu gostava de aprender de tudo, era fera em matemática, português, e outras matérias, eu estudava eletrônica, em livros que comprava, minha mãe era caixa de banco, morávamos num bairro de classe, média alta de Curitiba, nossa casa era um sobrado bem grande, aconteceu que uma família se mudou pra casa ao lado, era 1 mulher loira chamada Carla, +ou- 1,70 de altura, olhos azuis, uma mulher de 40 anos linda, a mãe dela que já era idosa, e o filho dela, Vinicius, de 13 anos, Vinicius estava na quinta série, reprovou 2 anos, e como estávamos em agosto ele estava mal em matemática e outras materias, Carla logo fez amizade com minha mãe, e passou a frequentar minha casa, certa vez eu ouvi Carla falando pra minha mãe, que Vinicius era adotado, ela e o namorado havia o adotado antes de se casarem, ai aconteceu que o namorado dela veio a falecer e ela ficou com Vinicius, ela falou pra minha mãe que era virgem, é não sentia falta de homem, minha mãe falou, mas vc é tao linda, e nova, ai minha mãe falou que já estava conversando com um cara no banco, que era muito legal, e estava pra namorar esse cara, mas o que mais me chamou a atenção foi o fato de Carla ser virgem ainda, isso ficou na minha cabeça, eu era meio nerd e logo comecei a estudar sobre o assunto, e fui ficando curioso nesse assunto, ai aconteceu que Carla falou com minha mãe que estava preocupada com Vinicius achava que ele iria reprovar mais um ano, ai minha mãe falou vou falar com meu filho que é muito bom na escola, assim ele ajuda o Vinicius e se enturma mais, ai me chamram e Carla me pediu pra ajudar Vinicius, ela me pediu de um jeito tao carinhoso, e eu falei, sim eu o ajudo, mas ele terá que se esforçar também, ai Carla falou, eu vou conversar com ele, e ele terá que se dedicar mais, assim ficou combinado de que eu iria pelo menos 3 vexes por semana a casa dela pra ensinar o Vinicius, visto que estudávamos pela manha, assim que chegamos eu almocei, e fui a casa de Carla, la ela me recebeu, me deu um beijo no rosto, e um abraço bem forte, ela estava cheirosa, cabelos soltos, uma blusa que realçava seus seios que eram médios, e uma saia curta, branca, que realçava as coxas grossas, ela era forte, nem gosta nem magra, mas formosa, e eu ficava sem desconcentrado perto dela, ela falou com Viniciu que com meus ensinos seira a única chance de que ele pelo menos ficasse de recuperação, assim eu comecei a ensina-lo, fizemos amizade, e começamos a nos entender, nas escola ele ficava na minha cola, lendo na biblioteca, me perguntando os exerciciso, e eu o ensinava, as notas dele começou a melhorar, Carla foi ficando cada vez mais contente com as aulas que eu dava pra Vinicius, e quando eu estava la ela sempe ficava me olhando, me elogiando, a vóz dela era doce, macia, a noite eu sonhei com ela, no sonho ela me abraçava, brincávamos, corríamos um atraz do outro, foi quando aconteceu um beijo entre nós, eu acordei e fiquei sem entender muito bem, mas gostei do sonho, ai eu dormi, sonhei de novo com ela me elogiando, ai acordei e fiquei pensando nela, minha mãe era bonita, mas era minha mãe, agora Carla, eu pensava nela e ficava estranho, ai o radio relógio despertou e eu estava meio sonolento, ai falei com minha mãe que não iria a escola, eu quase nunca faltava e vosto que minhas notas eram a melhor, então minha mãe só falou, filho dormi mais então, eu dormi ate umas 8 horas tentndo sonhar novamente com Carla, mas não sonhei, ai levantei abri a janela do meu quarto que ficava na direção da casa de Carla, e assim que abri eu a vi, ela estava com uma sainha bem curta, um top, estava lavando roupa, eu a olhava, ela as vezes abaixava pra pegar algo no chão, e aparecia a calcinha no cofrinho dela, foi quando ela me viu e falou, não foi a escola? eu falei, estou meio indisposto, ai ela falou, mas vc esta bem né? eu falei, sim só estou meio sonolento, ai ela falou, vou terminar aki depois vou ai falar com tua mãe e te dar um beijo, eu falei, ta bom, vou avisar minha mãe, e fiquei super ansioso de que ela chegasse em casa, lavei o rosto, me penteei, tomei café e fiquei aflito pra ela chegar, foi quando ouvi alguém tocando a campanhia, foi correndo ver, e era ela, meu coração deu tipo uma salto, ela me abraçou forte, e me deu um monte de beijos no rosto, sempre cheirosa, ai ela encostou minha cabeça bem no peito dela, eu estava atônito, ai entramos ela segurando no meu ombro, e eu na cintura dela, entramos em casa, minha mãe estava se trocando no quarto, ai eu ofereci café, um suco, fazia de tudo jpra tentar agrada-la, ai minha mãe desceu elas se cumprimentaram e Carla falou pra minha mãe, teu filho é lindo, o mais educado e carinhoso que já vi, ai ela falou, pena que é uma criança, senão esse eu me casaria na hora, homens assim não existem mais, ai minha mãe que terminou a mizade com o cara no banco falou, é homem assim é raro mesmo, pois eu sou assim também em casa, eu lavava louça pra minha mãe, fazia de tudo pra ela, levava agua, suco, também era assim com minha mãe, e Carla falou pra minha mãe, olha, se um homem trata a própria mãe com carinho respeito, é bondoso, ele sera assim também com a esposa, seu filho já tem isos naturalmente, e falava, a se já fosse grande, o fim do ano chegou e Vinicius passou direto, sem recuperação, Carla ficou muito feliz, ela me beijou, abraçou, e eu viajando, é estava apaixonado por Carla, vivia sonhando em dar um beijo como dizima na época de novela, as férias chegou e Vinicius foi pra casa da madrinha dele, iria ficar uns 30 dias la, e a mãe de Carla também, só iria ficar Carla, ela recebia um salario de um seguro que o ex namorado havia feito, e costurava pra um firma de cortinas, naqueel més minha mãe iria entrar mais as 7:00hs no banco, pois haveria um treinamento e ela teria que entrar mais cedo, ai assim que ela saia eu acordava, abria a janela e ficava torcendo pra Carla aparecer, aquele primeiro dia, eu acordei fiz minha higiene tomei café, arrumei a casa, e fui ao quintal quando Carla apareceu, ela falou, oi meu amor, sua mãe agora vai sair cedo né? Eu falei, sim mas já estou acostumado, ela todo ano faz isso, e eu já tomei café, lavei a louça do café e dei uma arrumada básica na casa. Ai ela falou. Que lindo, vem aki ficar um pouco comigo, assim vc me faz companhia, eu imediatamente fui, eu estava pra fazer 12 anos, e ela já estava com 41 anos, ao entrar ela me abraçou, me beijou muito, e colocou minha cabeça no seu peito, eu sentia meu corpo tremer, ai ela me chamou pra entrar, eu entrei, e ela foi lavar louça, eu logo peguei um pano e falei eu seco pra vc, ai ela lavava e eu secava, ela falava, vc é lindo sabia? vc vai dar muito trabalho pra tua mãe com as garotas. Ai eu falava, não só uma me interessa. Ai ela pergontou sorridente, é mesmo? Quem é? Me conta. Ai eu falava. depois eu conto, terminamos a louça, e ela me chamou pra subir ae o quarto dela, eu subi, e ela falou preciso dobrar essas roupas, me ajuda? eu falei, sim claro, e comecei a dobrar as blusinhas dela, ela dobrava de um jeito, mas eu já tinha lido sobre dobradura de roupa, e a ensinei como dobrar, e ela gostou muito do jeito que eu dobrava, depois vieram as lingeries, eu fiquei meio sem jeito, mas ela falou as calcinha também, ai eu falei, mas fico sem graça, ai ela falou. Meu amor, não precisa, tua mãe também usa, e vc já dobrou as dela. eu falei, sim mas vc eu fico, sei la. Ai ela perguntou. Veja essa aki é bonita não é? Ai eu fiquei mais a vontade e comecei a dobrar, dobrei e guardei e ela falou, vc é jeitoso, deixa tudo bem melhor do que eu deixaria, ai eu observei que nas calcinhas não havia nenhuma cor de rosa, mas a que ela estava usando era cor de rosa, e eu falei, Mas vc não tem nenhuma calcinha cor de rosa, minha mãe tem varias, ai ela fez o que eu nem sei mas gostei, ela deu uma abaixadinha na lateral da saia e falou. só tenho essa aki, vc gosta de calcinha cor de rosa? Eu falei, sim, acho muito linda, e essa que vc esta usando esta mais linda ainda, pois ta em vc, nem sei pq disse aquilo, mas falei, ai ela disse, Entao me acha bonita? Eu falei. Não te acho, vc é linda, alias lindíssima, Ai ela falou, Humm então sou linda? Eu reafirmei, Sim vc é linda, Ai ela falou, Bobo, vc que é lindo, vamos descer e fazer um lanche, ai descemos, fomos a cozinha, comemos bolo, e fomos pra sala, sentamos no sofá, e ela deixava as pernas um pouco aberta, eu ficava de olho, era estranho meu corpo tremia, mas ela começou a falar. Querido, agora quero que me conte, quem é a menina que vc gosta? eu era bem intelectual apesar da idade, ai eu falei, Gostar eu gosto da minha mãe, mas amar de paixão é só uma, alias ela sempre foi a única, Ai eu perguntei a ela, E vc, quem vc ama? Ela falou sorridente, Eu amo vc. Ai eu falei, ah ta de brincadeira. Ai ela falou, Mas amor mesmo vc, agora me conta, quem esta no seu coração. Ai eu disse, então fala serio quem vc ama, Ai ela falou. Querido, já disse, é vc, só que vc é criança, e eu já sou velha, tua mãe tem 38 anos, e eu 41 sou mais velha que tua mãe, então vc é meu amor, mas é impossível. Ai ela olhou nos meus olhos e disse. Estou falando serio meu amor. Eu disse, mas vc não é velha, é a mulher mais linda do mundo, e é vc a mulher que não sai do meu coração, mas como vc disse, sei la, é difícil. Ai ela veio pra sofá onde eu estava e me abraçou, me beijou no rosto, e falou, vc é lindo, eu me sinto suja pensando isso, Ai eu falei, isso o que, vc nunca sera suja, eu te amo Carla, já não havia mais barreiras verbais, já expúnhamos nossos sentimentos, ela abraçada em mim, e eu falando vc é cheirosa, ah como eu queria te beijar Carla, correr atraz de vc, eu sonho com vc todas as noites, e ela falou, Eu também sonho com vc, mas olha, não fala nada pra tua mãe, nem pro Vinicius, eu falei, Claro que não Carla, ai eu pedi pra beijar no rosto dela, e ela falou, pode beijar, meu amor, eu beijei, e ela falou vem me baija na boca, e nos beijamos muito, meu primeiro beijo, um delicia, ela com uma língua grande, lábios carnudos, hummm, eu fiquei de pau duro, mas não entendia muito bem estar excitado, foi um beijo longo, ai ela se afastou e começou a chorar. Eu falei. Carla o que foi? Ela falou. Vc é uma criança, isso é crime, o que vou fazer se descobrirem? eu posso ate ser presa. Ai eu falei, Carla ninguém precisa saber, que nos amamos, fica só entre nós, ai ela foi ao banheiro lavou o rosto e falou. Esta bem meu amor, mas vamos tomar cuidado. Eu falei. Sim ninguém ficara sabendo jamais. e nos beijamos novamente, ai fomos pro quarto dela, ela falou vc já viu uma mulher assim nua? Eu disse que não, ai ela foi tirando a roupa, ficou só de calcinha e sutiã, e perguntou gosta? Eu eufórico ddise adoro, ai ela falou, pega nas minhas pernas, e eu peguei, uma coxas grossas, macias, peguei nos seios, e ela falou gostou da calcinha? e eu disse gostei muito, ai ela tirou a calcinha e me deu, e falou cheira ve se vc gosta, eu cheirei hummm que delicia, ai fiquei olhando pra ela, uma buceta grande, cabeluda, ai ela falou pega nela, eu peguei, na hora senti meu pinto deu uma fisgada, ai ela tirou o sutiã e me pediu pra chupar seus seios, eu chupei, uma delicia, depois ela deitou na cama com as pernas abertas e falou vem chupa aki minha xereca, eu beijei a buceta dela, e ela falou passa a língua bem ai, na linguinha, eu passei ela humm se contorceu, e puxou minha cabeça mas pra dentro da buceta dela, eu já esta com acara quase enterrada na buceta dela, e ela falando enfia a língua mais, passa mais pra baixo, mas forte, e eu obedecendo, de repente senti uma coisas meio amarga, quente, descer na minha boca, já quase sem ar, ela me enforcando la dentro, rebolando e ela me te a língua mais, ai eu só ouvi ela falando ai ai vai ai hummmm vaiiiii aiiiii hummmm e o liquido quente meio amargo, desceu muito na minha boca, eu tomei tudo, com o pescoço meio doendo ainda passei a língua toda por fora da buceta, e ela toda suada, respirando fundo, bem cansada, eu com a cara toda aranhada, ai eu perguntei que agua, ela falou. Queroo, eu fui buscar agua e quando voltei ela estava no banheiro mijando, eu levei a agua la mesmo, ela tomou e eu perguntei. Gostou, e ela casada falou gostei muito, delicia, vem ca, ela me abraçou depois lavou meu rosto, e me beijou, ai ela falou agora é sua vez, deita na cama, eu deitei ela tirou minha calça, minha camisa, depois minha cueca, e valou. humm que pintinho lindo, ai foi mexendo nele, foi muito gostosos ela mexendo, ai ela beijou bem na ponta, e falou? e grandinho já, ai ela foi beijando, e eu hummm muito bomm. de repente ela abocanhou meu pau, e começou a passar a língua bem forte, foi tao gostos que eu nem sabia explicar, ela me chupou muito e eu mesmo sem saber gozei, e puxei meu pau, ela falou gozou, e eu falei acho que sim um que bom ai beijei ela e ficamos por um tempo abraçado na cama, depois almoçamos e a tarde ela me pediu pa chupa-la de novo, eu a chupei, depos ela me chupou, hummm uma delicia, ficamos assim durante aquele mês todo, as aulas voltaram e agora Vinicius iria estudar a tarde, eu continuaria de manha, mas foi bom a tarde eu sempre ia a casa de Carla, chupava os seios, depois ia pra buceta, beijava as coxas, e metia a língua na buceta, ela rebolava, segurava minha cabeça forte, e eu lambia depois tomava todo o liquido que saia dela, era uma delicia, depois ela me chpava, eu hummm gozava feito doido, a noite eu ia a casa dela dar aulas pro Vinicius, aquele ano foi assim fazíamos quase todas as tardes, ai já no fim do ano, Vinicius bem nas matérias, foi ai que ejaculei pela primeira vez, na boca dela, hummm e ela tomou todo meu gozo, ela falou. Queirdo vc já é um homenzinho já pode m engravidar, cuidado, mas ela já havia feito alguns exames e ela como que não tinha ovários, então sei la, ela não podia engravidar, por isso ela falou tao sorridente, ai ela falou já ta na hora de colocar esse pintinho aki, na minha xereca, ai ela raspou bem a buceta, e me chamou la no outro dia, eu fui, ela me deu uma chupadinha só pra endurecer e eu fui por cima dela , e ela foi direcionando meu pau, foi quando entrou, hummm uma delicia, e ela falou mexe assim vai e eu só obedecendo, e ela vai hummm assim vai aiiiiiii humm os movimentos forma aumentando e ela gozou, gozou muito no meu pinto, ai passou assim eu a chpava, depos ela me chupava, e depois que nos repúnhamos ela me dava a buceta, o tempo foi passando e eu cheguei ao 18 anos, e ela 48 anos, nós na mesma sempre transando mas dessa vez estava melhor, já não seria mais crime transarmos, eu ganhei um carro da minha mãe, assim eu saia smpre com Carla, a levava a motéis, transavamos feito doidos, e transamos por um bom tempo ate qu ela já meio velha já não sentia mais tanto tesao como antes, hj eu tenho 45 anos e ela 75 anos não temos mais nada, mas as lembranças estão vivas, espero que tenham gostado do meu relato.