Comi a ex-colega coroa e a filha


Click to this video!

Meu nome é Richard, tudo aconteceu alguns meses quando tinha ainda 40 anos.
Nao sou o cara mais bonito do mundo, sou até um pouco gordinho, 1m70, cabelo casganhos escuros.
Trabalhei num escritorio de advocacia onde na mesma sala partilhava a presença de uma jovem senhora que quando conheci tinha seus 45 anos e uma filha em torno dos 10. No tranalho, quando sozinhos, sempre trocavamos muitas confidências e conversar que, de um lado, eu solteiro e de meus antigos namoros e aventuras com outras mulheres, principalmente meu interesse de transar com coroas um pouco mais velhas. Minha tara é conseguir dar uma boa trepada com uma mulher casada e evitar compromisso.
Sempre deixei mascaradamente implícito que queria faturar a Sandra (este é o nome dela).
No inicio de 2015, me desliguei do escritorio e arrumei outro emprego, sem bem melhor renumerado do que era.
Um dia na rua, encontrei a antiga colega que, por sinal, estava muito bonita e bem vestida deixando ênfase seua peitos e o “conjunto” meio rochonchudo.
Numa rapida conversa inicial sobre amenidades e indo direto ao assunto, ela, pasando a mão nos cabelos e com olhar meio marito me perguntou se ainda tinha interesse numa coroa. De cara respondi sim, e que podia ser ela.eu queria levar ela se pudesse.
Sério, respondeu ela?
Disse a ela que na toparia leva-la para um motel naquele momento.
Como ela tinha que ir pra casa, ela sugeriu numa sexta após o feriado, pois estaria de folga e a filha Isabela estaria na escola e chegaria em casa depois das 13:00.
Na sexta-feira, em torno das 8:00, eu tocava em seu apartamento, sendo recebido por ela com um roupão. Fechada a porta, Sandrinha puxa o laço do roupão e finalmente vejo aquele corpo com seus peitões suculentos, e com a buceta levemente peludinha, com o talho da buceta que me deixou com o pau riste em insrantrs. Sentei na primeira cadeira proxima e comecei a mamar aqueles peitos com vontade, lhe arrancando um profundo suspiro, e sussurando: chupa gostoso…. sou tua…
Tomei uma ducha rápida para deixar o meu “pimpolho” cheiroso e me dirijo pro quarto, encontrando Sandrinha deirada na cama e calmamente se masturbando já com a buceta melada e me intima: “me chupar meus peitos e minha buceta bem gostosos.
Caio de boca e nao demora muito ela começa a gemer se entregando num orgasmo gemendo gostoso.
Recuperada, ela me manda deitar e começa uma bela chupeta punhetando e chupando ele inteiro meu cacete, e quando tremo as pernas indicando que vou gozar, ela começa a punhetar meu pau mamando de leve a cabeça do caralho me levando a dar uma bela esporreada e ela engolir jatos e jatos de esperma.
Ela me olha com cara de safada com os lábios e a boca escorrendo esperma dizendo: adorei tomar tua porra quente… vou querer mais depois.

Recuperado da bela chupada e depois de ter bulinado ela mais um pouco na bucetinha e nos peitos que estava com os mamilos exitadissimos, ela me diz:
– sempre fui uma mulher muito recatada, só fiz até hoje só o básico apenas com meu ex. Não gostava de fazer sexo, só abria as pernas pro ex e ele maioria das vezes nem terminava, saia de cima de mim e batia uma punheta. Nada mais.
Mas nosoa ultimos tempos veio a vontade de ser levada por outro homem. Precisava de um cara que me pudeasse me sentir viva.
Pedi para ela deitar, peguei um gel, lambuzei o pau de gel, e ela ja pronta na posição papai e mamãe, encabeço o caralho metendo devagarinho e começo a estocar meu caralho buceta a dentro. Gente, ela soltou seus primeiros gemidos que não duvido que os vizinhos e arredores tenha ouvido. Falava “mete o caralho na minha buceta” “me olha nos olhos meu macho, eu sou tua, fodeeee!!!”
Foram uns 10 minutos metendo e quando já tremia as perninhas para gozar de novo ela me encara e me diz: goza…goza tudo dentro de mim! E soltei tambem um urro de tesao preenchendo toda vagina dela.

Meia hora depois da primeira trepada, peço a ela para chupar um pouquinho e darmos uma segunda
Ela não só abriu as pernas mas um sorriso me dizendo: – Fodeee…. quero tudo dentro de mim!
Com o caralho firme e rígido começo a bombar alternando entre bombadas rápidas e umas estocadas mais lentas metendo lá no fundo. Ela me encarava o tempo todo e pedia “me fode olhando pra mim, sou tua puta!” – E geme como fosse o tempo todo. – mete…fode… meu macho… caralho na buceta… dizia ela.
Na hora de gozar ela me encara novamente e com os olhos com uma profunda excitação e gemidos de prazer ela fala alto: GOZA TUDO DENTRO DE MIM, ENCHE MINHA BUCETA DE PORRA!!! Finalmente explodo num gozo. Deixei o pau enterrado na buceta até amolecer e deitei no lado dela, sob a penumbra da claridade da tv que sei lá tava passando.

Mas não acaba por ai….

No momento que relaxamos ouvindo só o barulho de nossas respirações, percebo um vulto ao pé da cama, era Isabela, que ao mesmo tempo olhava meio assustada deu uma gargalhada gostosa de ouvir.
Me apavorei, e Sandra disse:
– Filha, minha filhinha!!! O que voce ta fazendo ai?! Chegou mais cedo? O que você viu?!
A menina no seus 15 anos com peitos de moça disse:
Acho que tudo mãe: cheguei em casa, chamei oi mãe e quando cheguei na porta do quarto entreaberta e vi a porta ouvi você gemendo e falando um monte de coisa, que era uma cadela no cio pedindo para ele não parar. Fiquei com medo de atrapalhar e ficasse braba se te interrompe-se e até gostei de que vi. Parecia tão feliz transando que resolvi te olhar. Mesmo achando estranho não saber nada de você e o Richard, achei lindo, cheguei a molhar a calcinha e meios peitos ficaram com mamilos duros.
– Minha filha não leve a mal, mas explica que nos dois somos apenas amigos e resolveu ir pra cama comigo pela confiança que tinha em mim. Que era algo de momento, e que as dua continuassem na mesma relação de confiança e que nao teve nenhum cara alem do pai dela, mas que precisava de alguém para lembrar que tava viva sexualmente. Quando ela fosse mais adulta entenderia.
Constrangido e meio sem jeito começo a pegar a roupa, a Isabela dispara:
– mãe, acredito em você, mas tambem quero o Richard. Quero perder a virgindade com ele, aprender com ele, e sempre sonhei de você estar comigo no dia que fosse minha primeira vez. Também acho ele um cara legal.
– mas minha filha?!
– vou fazer um escandalo e contar para toda família o que aconteceu aqui.
– Mas voce tem apenas 15 anos?
– e já tenho idade para consentir o sexo e brinco muito xom chuveirinho e gosto de mechezerer nela com os os dedos até ficar molhada.
Quando vejo, Isabela tira a camiseta e saltam aqueles peitinhos durinhos no formato de dois meloeszinhos.
– Dai Sandrinha olha pra mim e pergunta: você topa?! Vai tratar com carinho?
– Não só topo como quero.
Já com pau em riste, digo a Sandra para sentar no pé da cama e assistir sua menina virar mulher.
Isabela, com seu corpinho levemente moreno, cabelos escuros, magra, com seu corpo lembrando a índia do filme Thaina se aproxima de mim e me diz:
– Também nunca beijei ninguém.
E me tasca um beijo.
Ela olha pra mim e para deixar ainda mais louco fala:
– Quero ser também tua e você também vai ser meu macho comedor. Foi você que escolhi para ser meu primeiro homem. Você manda agora, e trata com carinho para sempre lembrar da minha primeira vez.
Finalmente nua, Isabela aproxima e me diz: – me chupa a buceta, meu peitos, faça eu ficar mulher…
Chupo aqueles peitos lindos com ela soltando suspiros por longos minutos, quando finalmente peço a a Sandra: quer ensinar ela chupar?
– Sim, vem cá filha.
Sandra segura meu pau e mostra como se faz para ganhar um homem na cama. Em seguida, Isa começa a chupar pela primeira vez um pau, numa chupada vai e vem rápido, pegando um ar, e chupando aa cabeça do pau.
Não me aguento mais de tesão e quero fuder aquela bucetinha virgem. Me viro de barriga pra cima e Sandra segura meu pau e pede para filha: senta no cacete dele que vou colocar o pau em tua bucetinha.
Isabela vem devagarinho e sinto a cabeça do pau encaixar na buceta. Devagarinho, Isabela desce e solta um aaaiíiii… tá me rasgando… ate ter o pau todo dentro dela até o talo.
Ela começa num vai e vem gostoso e depois de pouco mais de 5 minutos peço a ela: vem agora rápido e chupa o cacete, não demorando 1 minuto, pedindo ao final segura ele com a mão e chupa a cabeça do meu pau chupando como um pirulito, só para quando eu mandar. Encho a boca da guria de esperma enchendo de gozo.
A menina ficou com uma alegria só.
Sandra disse que ia dar uma saida rápida para buscar uma coisa para comermos e que traria uma surpresa. Coisa de uns 20 minutos.
Pediu para que nao fizéssemos nada, mas claro que fiquei dando imas chupadas nos peitinhos dela e elogiando ela.
Voltando a Sandra, ela trouxe algumas coisas para comer e a surpresa era que ela passara na farmácia e teouxe uma cartela da pílula do dia seguinte.
– Filha, toma isto agora para que ele possa gozar dentro de você. Assim você não corre risco se engravidar.
Quase fui a locura.
Comemos algo e depois de ver uns videos pornos no celular, fomos para o segundo tempo. Agora mae e filha me chupavam, ate que eu pedi a Isa ficar se quatro na beira da cama.
Quando vi a garota de quatro pedi para Sandra passar o gel na buceta da menina e fui…. enterrei o pau fazendo ela soltar um gemido misturado com grito: minha buceta!!!
Bombei meu pau com ela gemendo gostoso…. mandei ela deitar na cama de barriga pra cima e atolava meu pau até o talo. A garota gemia como ninguém e quando vejo a Sandra esta ao lado se masturbando dizendo vai filhinha.
Isabela se entrega ao um longo gemido e encho a buceta dela de porra… tiro meu pau e sugiro a Sandra: chupa e limpa o esperma da bucetinha dela, que prontamente atendeu.
Satisfeito, nos repusemos, e combinamos de nos ver outras vezes.