Garotinha Safada


Click to Download this video!

Meu nome é Otávio e tenho 23 anos.Sou branquinho,alto e tenho olhos e cabelos escuros.Muito bonito,modéstia a parte.
Sou arquiteto,e sou muito bom no que faço.Sou solteiro,já namorei algumas vezes,mas nada sério.
Certo dia recebi uma ligação do meu chefe Carlos dizendo que tinha um novo trabalho.Eu certamente aceitei,sem pensar duas vezes.E fiz muito bem…
No dia marcado fui para a casa que ia trabalhar,iria planejar uma reforma,nada muito grande.Era uma casa bem grande,mas só moravam duas pessoas:Vitória e sua mãe Eduarda.Quando cheguei quem abriu a porta para mim foi Vitória,uma menina de 13 anos branquinha,cabelo castanho e olhos verdes.Ela tinha peitos grandes para a sua idade e uma bunda grande e redondinha.Eduarda era bonita,mas não muito interessante.
No primeiro dia eu e Eduarda combinamos algumas coisas,e Vitória não parava de olhar para mim.
Fui por uns dias,e cada vez ficava mais excitado.Vitória parecia bem safadinha e eu não aguentaria por muito tempo.
No último dia,Eduarda teve que sair e eu fiquei para dar os últimos ajustes.Só ficamos eu e Vitória na casa.
Entrei e vi ela na sala de estar deitada no sofá de barriga para baixo e aquela bundinha empinada.Ela me viu e sorriu malicioso,fiquei assustado,mas fui chegando mais perto e sentei no outro sofá.Não falamos nada até que ela quebrou o silêncio dizendo:
-Não precisa enrolar.Pode vir me fuder.
Ela veio para cima de mim sem nem esperar resposta.Veio logo metendo a mão no meu pau que estava duro.Ela disse para mim:
-Que pau grande!Quero cair de boca.
Sem pensar duas vezes,tirei minha calça e meu caralho duro pulou para fora.Vitória se ajoelhou e foi beijando a cabecinha e depois colocou tudo dentro da boquinha dela.Passamos um tempo assim e eu disse:
-Safadinha!Vem cá quero te arrombar.Quer aonde primeiro?
-Quero na buceta
Ela rapidamente tirou sua roupa e deitou de pernas abertas pra mim.A sua bucetinha era rosadinha e muito gostosa.Antes de enfiar meu cacete nela,chapei bucetinha todinha.Passei a língua e mordi seu grelo.
Já não me aguentava mais e enfiei meu pau e enfiei na buceta dela e não mesma hora ela gemeu e eu comecei a enfiar mais forte.Ela gemia mais e mais.Comecei a enfiar meu dedo no seu cuzinho apertado e ela falou entre gemidos:
-Coloca mais um
E eu coloquei.Fiquei ali fudendo a bucetinha dela.Quando a buceta de Vitória já tava arrombada,eu disse:
-Agora vou arrombar seu cuzinho!
Ela imediatamente ficou de quatro e eu tive aquela visão incrível.Como ela era gostosa!Coloquei minhas mãos no seus peitos fartos e comecei a enfiar meu caralhão no cuzinho apertado dela.Ela gemeu demais e começou a se curvar para sentir mais o meu cacete.Comecei a ir mais rápido e mais rápido até quando senti que ia gozar eu disse para ela e Vitória se ajoelhou e colocou o meu pau na boca e a enchi de porra.Gozei muito e ela bebeu tudo.Olhei a hora e disse:
-Já já sua mãe chega.
E perguntei:
-Gostou?
-Eu adorei.Você tem um pau enorme.
Depois daquele dia nunca mais vi ela,mas gostaria de voltar.

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(0 Votos)
Loading...