Minha primeira vez


Click to Download this video!

Oi meu nome é marcos e atualmente tenho 14 anos sou albino cabelos naturalmente morenos mas agora são violeta, compridos até o meio das costas com uma franja que passa pelos meus olhos verdes (sou bem emo) sou magro braços um pouco grossinhos mãos pequenas e dedos finos coxas grossinhas bunda empinada e um pouquinho carnuda pés pequenos enfim não sou exatamente um príncipe mas não sou de se jogar fora
Isso que vou contar aconteceu quando eu tinha 13 anos, (meu cormo estava igual) eu sempre fui muito intimo de um menino da minha rua chamado Raphael ele na época tinha 12 era assumidamente gay, seu cabelo no mesmo estilo que o meu só que rosa e o corpo era igual ao meu exceto pelo fato de que a pele dele tinha um pouco de cor
O aniversário de 13 anos dele estava chegando e ele ia passar o dia com os pais mas de noite eles iriam comemorar o aniversário de casamento deles e iam passar uns dias fora (estávamos nas férias de verão) ai como ele é muito viadão me pediu pra ficar com ele até os pais dele voltarem logico que eu aceitei
Quando o dia chegou eu e os nossos outros amigos passamos lá de tarde apenas pra dar feliz aniversário e entregar o presente e assim ele e a família saíram
Quando era umas 9 e pouco da noite ele e os pais apareceram na minha casa e me levaram para a deles, os adultos se despediram e foram para sei lá onde
Tem mais uma coisa que eu não contei eu e ele já tínhamos nos beijado antes e sempre que podíamos a gente ficava se pegando porem nada além de beijos e abraços, assim que entramos no quarto (e que quarto) largamos minhas coisas perto do guarda roupas e começamos a nos beijar de um modo meio selvagem, ele abraçava com força meu pescoço enquanto puxava meu cabelo e eu rodeava sua cintura a apertando contra meu corpo
Estávamos muito excitados, as ereções já apareciam e roçavam uma na outra, o ar estava começando a faltar mas eu não queria para porem me vi obrigado
– quer continua?- perguntei distribuindo beijinhos em seu pescoço
– ainda não- disse ofegante contendo os gemidos- quero que seja essa noite- sorri e descolei um pouco nossos corpos
– tudo bem- aceitei
Assim continuamos a nos beijar porem um pouco mais contidos
E assim a noite foi passando nos jogamos vídeos game comemos tomamos banho e fomos para a cama
– tem certeza que quer fazer isso- me preocupei
– tenho, quero você aqui e agora- rodeou meu pescoço
Sorri um pouco, abracei sua cintura e beijei ele, o amasso ficava cada vez mais selvagem nossas línguas brigavam por espaço até o nosso ar acabar, com o fim do beijo passei a beijar seu pescoço e o Raphael pulou no meu colo, agarrei suas coxas e o levei pra cama o deitando sem separar meus lábios de seu pescoço
Logo comecei a desabotoar sua camisa e ele a minha até as mesmas estarem no chão junto com o resto das roupas
Estávamos nus na mesma posição eu por cima dele no meio de suas pernas com nossas ereções se roçando no meio de sua cama de casal
Passei por todo o seu pescoço chupando e mordendo enquanto ouvia sua voz fina gemendo, agora eu chupava seus mamilos e estimulava seu pau, eu chupava mordia e beijava os botões rosas dele e masturbava seu pau duro como rocha, olhei pra ele que estava ofegante olhando para mim, fiz uma cara de safado e desci pra mamar um pouco de leite e fiz do jeito que consegui, coloquei tudo que consegui na boca e chupei com vontade
Confesso que adorei a sensação do pau dele entrando e saindo da minha boca, seu quadril rebolando e pedindo por mais, seus gemidos altos chamando meu nome tudo de bom mas tudo que é bom dura pouco, alguns minutos depois de começar ele me avisou que ia gozar, até me animei e comecei a chupar mais rápido até sentir a sua porra jorrar na minha boca, o gosto não era isso tudo mas não era ruim engoli e chupei um pouco mais para ele ficar duro de novo
Assim que sua pica estava dura eu fui até o criado mudo e peguei um frasquinho de lubrificante, abri as pernas dele e passei quase o frasco todo no cuzinho dele enquanto o resto foi pro meu pau e dedos, primeiro comecei com um dedo, ele gemeu e rebolou no meu dedo
– não precisa colocar os dedos, eu já fiz isso em mim- disse com uma carinha pervertida
– então é hora de comer você todinho (as frases provavelmente não foram essas mas é assim que me lembro)
Comecei a penetrar meu pau nele que gemeu um pouco desconfortável, mas o gel facilitou muito que fez minha pica praticamente deslizar pra dentro, comecei um pouco devagar pra não machucar ele muito mas quando notei ele rebolando no meu pau comecei a acelerar até estar em um ritmo frenético metendo com tudo que tinha
– eu quero de quatro agora- pediu
Obedeci de imediato e sai de dentro dele e deixei ele de quatro com a cabeça encostada no travesseiro e de bunda empinada pra mim, dei um beijo em cada nadega e um em seu cu
– mete tudo logo e me fode emo
– então geme bastante pra mim lindo
Dei um tapinha na bunda dele e olhei seu cuzinho que piscava pra mim, não resisti e enfiei tudo de uma vez só, ele gemeu alto e pediu mais, obedeci e estoque com tudo, não perdoei nenhuma das pregas daquele buraquinho rosa, e ficamos assim por mais uns minutos até que eu gozei muito dentro do cuzinho dele que ao sentir a porra gozou também
Nos dois estávamos acabados, ofegantes e cansados beijei ele e dormimos abraçados
Todos os dias que pudemos nos transamos na casa toda, na cozinha na sala no banheiro e até no quintal (esse foi bem de madrugada pra ninguém nos ver) no ultimo dia que eu ia ficar ali ele quase não andava sozinho por causa da dor na bundinha dele bom agora eu e ele estamos namorando e nos gostamos muito, mas estamos atrás de um outro amiguinho nosso pra se juntar a nos, se o plano der certo eu conto aqui
Obrigado por ler.