Espiando a esposa dar o cuzinho no mato


Click to Download this video!

Meu nome é Ismael, sou casado a cinco anos e cinco meses e vou contar agora o dia que descobri que era corno.
Minha mulher Melissa, descendente de alemões, com seus 1,65 de altura e 85kg, apesar de ser meio gordinha é muito gostosa, a um tempo atras nosso casamento passava por uma dessas crises onde o sexo ja não tinha mais graça e quanse não tranzavamos.
Mas derrepente como por passe de magica o fogo que ela tinha no começo do casamento tinha voltado, quase não dava conta de tanto que ela queria. No começo nem desconfiei de nada pois estava adorando mas com o passar dos dias fui notando que ela tava chegando mais tarde em casa e sempre vinha acompanhada de um amigo dela chamado Gilberto, um moreno, 1,85 de altura e uns 80kg, tinha um corpo bem trabalhado pois fazia academia. Eles eram amigos de infancia nunca iria imaginar que ele um dia iria sem amante dela.
Bem, com o passar dos dias fiquei cuidando a rua, pois da sala da minha casa da para ver quem passa na rua, e o Gilberto passava todos os dias perto do horario que minha esposa largava do serviço e os dois sempre chegavam juntos. Numa quarta feira resolvi seguir o Gilberto, fiquei cuidando quando ele passasse na frente da minha casa para segui-lo, eram sete e vinte da noite e ele passou, me arrumei rapido e fui seguir.
Fiquei de longe observando, ele parou na entrada de um trilho que dava numa taquareira a beira do rio, olhou pros lados e entrou, era uma lugar bem deserto e quase ninguem passava ali, eram sete e trinta e cinco quando minha esposa chegou ali no trilho, olhou pros lados e entrou. Esperei uns segundos e fui indo devagarzinho sem fazer barulho me aproximando do trilho, entrei e um pouco antes de chegar a clereira no meio da taquareira entrei no mato e fui me aproximando sem ninguem perceber.
Quando consegui enchergar a clareira vi minha esposa agachada chupando o pau do Gilberto, ali de onde eu estava não dava pra ver direito então me aproximei mais, estava a uns 10 metros deles o barulho do rio disfarçando os barulhos que eu fazia, tinha pouco claridade no local mais dava pra ver bem, minha esposa mamando em um cacete que aparentava ter uns 25cm, ela mamou por alguns minutos e se levantou. Pegou uma camisinha na bolsa e deu para o Gilberto por no seu pau, enquanto isso ela tirava a calça e a calcinha.
Ele começou a beija-la e passar a mão nos seus peitos e desceu com a mão ate a buceta da minha esposa. Quando ele tentou colocar um dedinho dentro da buceta ela tirou a mão dele dali e disse que a buceta era so do seu marido e que ele não podia comer. Eu ouvindo aquilo começei a pensar em umas sacanagens. Ela virou de costas, ele abaixou um pouco ate seu pau encostar na bunda dela e minha esposa safadinha começou a rebolar, eu via aquele cacete e pensava, sera que ela vai levar tudo aquilo na bunda.
Ele se sentou em um tronco curvado que tinha, e ela pos a bunda na cara dele, derepente ele abriu a bunda dela e cuspiu bem na entrada daquele cuzinho e pos um dedo, minha esposa falou pra ele se ajeitar logo que ela tava com pressa, ele se ajeitou no tro e vi ela sentando naquele pau, o cuzinho dela engolia cada cm daquele caceta ate fazer sumir tudo, deu uma paradinha e começou a rebolar, logo ela tava subindo e descia naquele cacete, ficou assim por alguns minutos, e o Gilberto dando tapas na bunda da minha mulher.
Ela saiu de cima se apoiou no baranco do rio, ficou meio de quatro, ele se posiçionou atras dela e começou a meter com vontade no cuzinho dela, dava pra ver que cada socada daquele pau no cu dela arrebentava tudo, ficaram assim por alguns minutos e derrepente ele falou que ia gozar, ele tirou da bunda dela, removeu a camisinha e a Melissa começou a chupar e derrenpende ele da um gemido e percebi que ele tava enchendo a boca da minha esposa de leitinho. Ela foi ate o rio limpou o rosto e foi colocar a roupa, ele ficou ali sentado no tronco, ela terminou de se arrumar e deu um beijinho no Gilberto, ele colocou a roupa e sairam dali junto.
Aguardei uns minutos e fui pra casa, cheguei la e minha esposa tava no banho, perguntei como tinha sido o dia dela e eela respondeu que tinha sido cansativo. Na hora de dormir ela tava com o fogo a toda, começamos a fazer um 69 e coloquei um dedo no cuzinho dela e ela mandou eu tirar por que ela não ia dar pra mim, mas percebi que seu cu tava bem arrombado, virei pra ela e disse, anda dando essa bunda pra alguem, ela deu uma risadinha e disse que nunca iria me trair pois eu era o unico amor da vida dela. Apartir daquele dia ate começei a sentir mais tesão quando transava com minha esposa.