Estuprada pelo professor


Click to this video!

O despertador havia tocada mais de mil vezes mais eu nao tinha vontade alguma de acorda.
Me mexe um pouco na cama e alguns livros caem sobre o chão, me espreguiço e me levanto da cama.
Vou para o banheiro, escovo meus dentes e retiro minha calcinha vermelha com renda e meu sutiã. Ligo o chuveiro e deixo a água quente cair sobre meu corpo sensível, passo o sabão pelo meu corpo e uma estranha excitação percorre meu corpo.
De leve acaricio meus seios e dou leves puxões sobre o bico do meu peito. Contínuo acariciando meu corpo, ate que minha mão para em minha buceta.
A esfrego lentamente e introduzo um dedo. Aumento a velocidade cada vez e contínuo socando um dedo e depois mais outro e cada vez mais vou aumentando a velocidade, enquanto com a palma da mãos acaricio meu clitóris.
Sinto uma pressão sobre meu ventre e logo sinto o gozo escorrer pelas minhas pernas.
(…)
Estava sentada em minha mesa enquanto mais uma aula super chata começava, mal conseguia presta atenção no que o professor falava.
Meus olhos apenas ficavam fixos no pau do professor, por mais que ele ainda estivesse totalmente vestido.
Ele era novo, pelo menos uns vinte e cinco anos, alto e um pelo corpo másculo. Algumas vezes me ensinuava para ele mais nada demais, era apenas para me diverti quando o via tentando esconder seu pau já duro dentro das calças.
Bem, quando a aula termino não me aguentei e precisava provoca-lo como sempre fazia.
Estava guardando minhas coisas quando todos já tinham ido, de propósito deixei algumas canetas cairem e me abaixei pra pega-la.
Não demorou pra mim senti mãos sobre a minha cintura, me levantei assustada, mais não consegui me levanta pois suas mãos me seguravam com força me assustando mais ainda.
Sinto algo na minha cintura, tento olha e quando consigo me assusto com a audácia. Seu pau estava para fora se encostando em mim. Suas mãos estavam por todo lado me tocando e antes que eu possa agir, ele havia rasgado minhas roupas e enfia sua mãos entre minhas pernas.
– Para! – Digo já entrando em pânico.
– XIU!
– Por favor, para! – Peço.
– Você é uma safada! Me deixava de pau duro e nem se que ligava! Mais agora vou te ensina a não fazer mais isso.
Começo ah gritar enquanto ele me arrasta pelos cabelos e me joga em cima da mesa.
Minha barriga estava se amassando na mesa enquanto o professor rasgava minha calcinha e socava dois dedos dentro de mim de uma vez só.
Cada vez mais rápido seus dedos me socavam e eu não deveria gosta disso, porém, não conseguia para de gemer.
– A putinha ta gostando é?
– Hummmmm
– Diga! – Da um tapa na minha bunda.
– Sim! Soca mais!
Ele retira os dedos e eu tento me levanta , mais novamente ele me joga sobre a mesa e com fúria soca a rola na minha buceta.
Tento fugi mais não consigo. Não era o que eu qria! Bem, na verdade era, mais dessa forma.
– Para!
Cada vez mais ele fudia com mais força, eu não queria mais estava tão gostoso.
– Fode!!!
Sinto ele fudendo cada vez mais rápido e mais rápido. Meu ventre fez uma pressão e logo gozei.
– Porra, sua puta!
Ele me seguro pelos cabelos e me jogo no chão. Tentei me levanta mais havia me machucado, então ele se deixou em cima de mim e soco no meu cuzinho.
Doía demais, pois nunca havia dado atrás. Cada vez mais ele socava com força como se quisesse me atravessa, eu tentava grita mais sua mão tampava minha boca e sua bolas batiam em minha bucetinha acendendo um fogo.
Gozo mais uma vez.
Ele sai de mim e suas pernas passam a esta em cada lado da minha cabeça, o professor começa a se masturba bem na minha frente cada vez mais rápido até que ele goza bem na minha cara.
Fico lá no chão mesmo enquanto ele se arruma, pega suas coisas e sai da sala como se nada tivesse acontecido…

Fim!

Obs: Nunca fiz um conto desses, então entendam porque está tão ruim.