Minha noiva Policial Militar


Click to Download this video!

Hoje venho contar algo que aconteceu comigo esse final de semana. A minha noiva está fazendo o curso da policia militar para se formar como soldado, ela é uma morena bonita, seios pequenos mais redondinhos, 1,57m de altura, cinturinha, e uma bunda de dar inveja de tão gostosa que é!
Desde quando ela entrou para corporação o nosso noivado tem se tornado um inferno, brigas todos os dias praticamente pelo fato de ela querer mandar em mim e eu nunca aceitar, mas sempre que temos oportunidade fazemos sexo, nunca vi alguém chupar um pau tão gostoso quanto ela, ela paga de tímida mas na cama se solta, topa tudo, menos anal!
Esse final de semana ( mais precisamente no sábado) eu estava trabalhando, e foi o dia da folga dela, quando ela me ligou no meio do meu expediente e disse que iria sair com os amigos policiais dela. Fiquei meio enciumado, mas como ela nunca me impede de sair com nenhuma amizade não quis ser o chato do relacionamento, evitando assim mais uma briga.
No dia anterior a isso tínhamos ido ao shopping e ela comprou um vestido curto colado que realçava ainda mais aquela delícia de bunda, e que tinha as costas todas abertas, comprou também uma lingerie, que não me deixou ver porque disse que seria uma surpresa pra mim! E realmente seria uma surpresa, porque ela saiu com os amigos dela exatamente com aquela roupa!
Já estava desconfiado dela há algum tempo, mas queria pega-la no flagra, foi quando decidir pedir despensa do trabalho, alegando que estava passando mal, e a segui, vi que entraram em uma boate, estava ela mais uma menina (policial também) que também era extremamente gostosa e uns 10 caras. Não perdi tempo e entrei na boate sempre me mantendo afastado pra ela não ver que eu estava lá. No início tudo estava tranquilo, estavam em uma mesa batendo papo, a banda que tocaria na noite ainda não tinha começado o show, minha noiva como de costume não bebia, mesmo com a insistência de um dos caras, que aliás eu o odeio pois já peguei uma declaração dele no telefone da minha noiva, ela resistia firmemente as tentativas de flerte sobre ela!
Já faziam uma hora que estavam ali conversando, quando a show começou, e prontamente o cara que a assediava a tirou pra dançar, a banda tocava sertanejo universitário, e o cara como não é bobo grudou ela no corpo dele colocou uma das mãos na poupa da bunda dela, e dançaram assim por muito tempo, via ele cochichando toda hora no ouvido dela, e ela dava altas gargalhadas. Nesta hora a ira me subiu a cabeça, queria ir lá bater no cara, e escrachar ela, mas aquela ira foi se transformando em tesão, ao ver outro macho coladinho com minha noiva.
O tempo passava quando no meio de uma das músicas ele a ofereceu vodka (ela nunca aceitou quando a ofereci, em 5 anos de relacionamento), e ela tomou virando tudo de uma vez, nisso ele já acariciava a bunda dela por cima do vestido, e percebi claramente que ela estava excitada, porque a cada apertão naquela bunda gostosa, ela virava os olhos. Foi quando começaram a se beijar, um beijo intenso, e demorado, as duas mão dele já apertavam forte a bunda dela! Comecei a chorar de raiva, mais estava muito excitado também!
O cara chamou ela pra ir pra fora, e ela prontamente aceitou. Foram pra um corredor escuro atrás da boate, e eu corri atrás, e me escondi atrás de um baú de lixo que tinha lá, quando cheguei ele estava já havia levantado o vestido dela, e apertava a bunda dela com vontade, a vagabunda estava com a lingerie da “surpresa”, era uma calcinha fio-dental preta de rendinha dos lados! Foi quando o cara tirou o pau pra fora e ela agachou e começou a chupar, o desgraçado delirava de prazer (ela tem o melhor boquete do mundo), comecei a me masturbar ali mesmo!
Ele pediu pra ela se levantar colocou ela de frente pra parede e com a bunda empinada pra trás, e começou a foder gostoso a buceta dela, que gemia de prazer, ficaram naquela posição por uns dez minutos, foi quando sem querer eu deu um gemido porque havia gozado, e na hora ela reconheceu a minha voz… Se gostarem do conto comentem aqui que eu conto o que aconteceu em seguida.