Meu vizinho descobriu minha esposa 4

Click to this video!

O ideal seria que lessem os 3 primeiros relatos para entenderem quando e como me tornei um corno,e o prazer enorme que me causa essa condição,mas tentarei descrever de forma que seja lido como um relato único…
Eu ainda estava dentro do guarda-roupas do quarto de James,negro potente e hiper roludo,nosso vizinho, macho e dono de minha espôsa,e mesmo que eu não admitisse, ele seria o único dono de minha espôsa,afinal eu estava casado com ela há dez anos e nunca tinha conseguido romper com meu cacetinho o hímem complacente que ela sempre tivera,e ele na primeira vez que a possuiu rompeu definitivamente seu lacre vaginal,fazendo-a sangrar em sua poderosa verga,e bem recentemente,na manhã do dia anterior, foi a vez do desvirginamento anal,com direito a rompimento de algumas pregas,sangramento e até ela borrar-se com fezes sendo extraidas de suas entranhas pelo cacetão descomunal,tudo isso ocorreu em nossa propria cama e que eu previamente tinha sido comunicado por ele mesmo que isso ocorreria….eu estava ali,dentro daquele guarda-roupas, há quase duas horas , de comum acordo com James,macho da minha mulher,por volta das 10 hs da manhã daquele sábado,eu havia telefonado à minha esposa e inventado que iria ver um jogo de futebol com colegas da empresa e só retornaria pelas 13 hs,tudo com o consentimento dele,era ele quem determinava as regras do jogo,pois ele já havia me enquadrado em minha condição de corno,e eu aceitava prazeirosamente essa condição,seu corpo é muito mais forte e poderoso que o meu,eu peso 60Kg em 1,68m,ele pesa 108Kg em 1,88m,mas essa ainda não é nossa grande diferença,meu cacetinho mede 13x3cm e meu apetite sexual é bem limitado,o poderoso e majestoso cacetão dele mede 26×5,5cm e ele é totalmente insaciavel sexualmente,fode durante horas seguidas,e ejacula quantidades absurdas de porra,e só recentemente eu havia descoberto que ele fodia minha esposa diariamente,menos nos finais de semana quando eu estava em casa…minha esposa Giselle estava totalmente viciada naquela aberração sexual,que era receber em sua buceta e pela primeira vez,na manhã anterior, em seu cu,aquele cacete monstruoso que a fazia chorar e gemer de dor,mas que acabavam se transformando em prazeres indescritiveis para ela…..depois que eu havia visto de perto aquele cacete descomunal eu sempre me excitava imaginando como seria ver aquilo entrando em minha fragil esposa,e agora eu estava ali estarrecido,boquiaberto,pasmo,tinha acabado de ver a foda mais alucinante que pude ver em minha vida,James,o macho negro,tinha acabado de enfiar,pela primeira vez totalmente, os 26 cm do seu majestoso mastro na bucetinha esfomeada de minha esposa, e eu estava todo esporrado por ter tido o gozo mais intenso de minha existencia,presenciando tudo isso, protagonizado por minha propria espôsa,que acabara de ser devorada por seu macho que se impôs de forma plena e avassaladora….
Felizmente James era uma pessoa de boa índole,e não estava se aproveitando de sua situação inequívoca de domínio total sobre minha esposa e sobre eu,ele já havia descoberto o quanto eu me excitava com minha situação de corno,e porisso,gentilmente,preparou aquele cenário onde eu pude,pela primeira vez,ver toda sua pujança máscula arrasando a condição de femea submissa de minha espôsa,e bem diante dos meus olhos,o prazer imensuravel que tudo aquilo havia proporcionado à minha mulher….não consegui contar os numerosos e seguidos orgasmos que ela tivera momentos atrás,enquanto seu macho fustigava o fundo de sua buceta com estocadas vigorosas,culminando com os urros de prazer dos dois, enquanto o macho enchia com sua farta e poderosa semente o útero submisso e receptivo de sua femea,num gozo fantastico e avassalador…
agora os dois estavam deitados na cama,ele,de barriga pra cima, a verga gigantesca,toda lambuzada de porra e dos gozos de minha esposa,ainda apresentando alguma ereção,a cabeça de minha espôsa, repousava deitada, sobre uma das coxas dele,ela estava exausta,tinha tido muitos gozos fortíssimos,mas sua boquinha sequiosa foi se aproximando da base do mastro,onde sobre as bolas do enorme saco escrotal havia grande quantidade de gozos acumulados,inicialmente ela foi lambendo só com a pontinha da língua,lambia e engolia,ia limpando toda a base do mastro,e foi lamber as bolas,abocanhando-as uma após a outra,estarrecido notei que,apenas alguns minutos haviam se passado daquela foda longa e exaustiva, e o mastro já foi dando alguns pulos e aumentando sua rigidez,foi quando ouvi ele dizer:
#(tu não sossega né minha cabritinha?….agora tu sabes que pode…primeira vez que entrei todinho numa femea..nunca aconteceu antes)#
até eu me surpreendi,achei que ja havia acontecido outras vezes,fiquei com vontade de sair de onde estava e ir pra junto de minha esposa,acaricia-la,beija-la,lamber todo seu corpo,dos pés à cabeça,afinal suportar totalmente um cacete com aquelas dimensões em seu corpo pequeno e frágil e mesmo chorando e gemendo ter tido todo o prazer que eu a vi sentindo,era algo excitante demais pra se ver…foi quando eu alucinei ao ouvi-la dizendo:
*(tou tão feliz….tão realizada…achei que nunca conseguiria…pressionou tanto o fundo…a dor foi forte,mas quando eu chorava aliviava,e eu sentia tua glande dilatar-se ainda mais no fundo…senti todo teu desejo por mim,isso me faz superar tudo,qualquer obstáculo….jamais te negarei qualquer coisa ao sentir todo teu desejo,o quanto me quer….agora sou tua, porque me sinto tua…e é sexo,puro sexo,coisa de animal,coisa de macho e femea…não quero teu amor,quero teu desejo,teu tesão,tua plenitude máscula,que me submete inteiramente a voce…essa semente dessa tua raça negra poderosa que voce tão vigorosamente injeta em meu útero,me revigora,me dá vida,me faz plena,realizada,tou viciada nisso,sinto que não posso mais ficar sem isso….)*
….as palavras dela me alucinaram,e só confirmaram o que eu vinha presenciando nas últimas horas,depois que eu havia descoberto que ela tinha um macho que tambem era seu dono,sim,a presteza com que ela atendia aos chamados dele a qualquer momento que eu não estivesse por perto,a ansiedade dela ao entrar naquele quarto,o quarto do seu macho,sua docilidade diante dele,sua submissão total ao se deixar foder por um cacete com aquelas dimensões,suportando dores,para logo após,entre choros e gemidos,gozar alucinada,se contorcendo toda no cacete poderoso do seu macho,a forma sem limites com que ela se entregava,tudo realmente levava a crer que, jamais um outro macho qualquer poderia proporcionar tanto prazer à ela,muito menos eu, que além de não ser potente tenho um cacetinho que parece um brinquedinho diante daquele que estava alargando seus buracos de forma definitiva,tomando todas as rédeas do corpo frágil e submisso dela,fazendo-a sentir-se total e plenamente dele…..esses pensamentos e essas conclusões minhas,estranhamente não me deprimiam e nem me enciumavam,pelo contrário,me excitavam,sim,eu mesmo achava que um macho com aquele dote e com aquele apetite sexual deveria ter a femea que quisesse na cama que escolhesse,e sexualmente nada lhe poderia ser negado,e me sentia de certa maneira privilegiado porque isso ocorria justamente com minha esposa,e mais feliz ainda por estar ocorrendo,agora,diante dos meus olhos…
eu já havia visto alguns videos pornô pela internet,onde negros fodem esposas de brancos,até achava que aqueles cacetes eram irreais,e que as cenas eram montadas,que tudo era um “faz de conta”,mas agora eu havia visto algo real,diante dos meus olhos,e só agora posso dizer que sei o que é foder de verdade,o que é foder intensamente,o que é um macho impondo sua total virilidade numa fêmea submissa e receptiva,pude notar inequivocamente que o ato sexual nessas condições é algo fortíssimo e poderoso,e posso assegurar que é algo de uma intensidade de prazer inenarravel,que não existem palavras pra expressar aquilo que realmente vi com todos os detalhes,mas que vou tentar ir descrevendo nas próximas narrativas…
agora volto a falar sobre aquela manhã de sábado e eu trancado naquele guarda-roupas há quase duas horas vendo tudo o que se passava entre eles…já era quase meio-dia,naquele momento minha esposa submissamente lambia e limpava o cacetão do seu macho todo lambuzado dos gozos que eles haviam acabado de expelir,e tudo caminhava para uma nova foda pois a ereção daquele mastro não parava de evoluir,mas acho que ele pensou na minha situação dentro daquele guarda-roupas e decidiu fazer um intervalo,falou pra minha esposa ir até nossa casa que ele ia tentar se livrar de um compromisso de trabalho onde teria que ir,e se conseguisse voltava ligar à ela pra ir lá,ela argumentou que eu voltaria as 13 hs,ele notou a ansiedade dela de querer mais rola antes que eu chegasse,e calmamente disse à ela:
#(tu fica mansinha minha cadelinha….esse sábado vai ser todinho pra ti….tu vai ter todo o cacete que tu precisa e merece…teu maridinho estando por perto ou não…vamos dar um jeito de tu vir aqui outra vez,daqui a pouco, e só sairá daqui quando eu saciar todas minhas taras de macho e as tuas de femea..)#
ela ainda tentou argumentar,mas ele fez sinal pra ela ir que ele logo telefonaria…
ela se foi,eu saí do guarda-roupas,ele notou que eu estava exausto,todo suado,e que eu tinha me esporrado todo,fiquei meio sem-jeito diante dele,até um pouco envergonhado por ter sentido tanto prazer em ficar vendo ele detonando minha esposa com aquele cacete descomunal que fez ela gozar descontroladamente,entregando-se plenamente à ele…. novamente ele foi gentil comigo,fez que não percebeu o quanto eu havia tido de prazer com o que vi ele fazendo em minha mulher,e que tambem não estava percebendo que meu olhar,não conseguia desviar daquele cacete descomunal que ainda estava nu e pendente entre as pernas dele,chegando quase aos seus joelhos,e que mesmo sem ereção era assustador,talvez um outro tentasse me humilhar dizendo coisas como :”tá vendo como se fode uma puta seu corno?,tá vendo o que é cacete de verdade?” ou outras coisas mais,mas ele simplesmente falou:
#(acho que não precisamos dizer nada,tu viu tudo…tua mulher é maravilhosa….nunca tinha conseguido enfiar meu cacete inteiro em mulher alguma,fui até os culhões nela,é uma femea diferenciada,que instiga um macho a imprimir toda sua potencia nela, e tu viu tambem que,logo após ser fodida como foi e ter gozado o quanto gozou, ela já tava querendo mais rola….vou ser sincero contigo Clovinho,quero tua mulher todinha pra mim…nenhuma outra,só ela….tou aqui falando contigo e já querendo enfiar essa rola todinha nela mais vezes,e vou fazer isso daqui há alguns minutos,porisso te pergunto se tu quer continuar ficar aí no guarda-roupas vendo tudo,se quer sair e dar umas voltas por aí ou o que tu quer,porque tu viu eu prometendo à ela que hoje ela teria toda a rola que ela precisa e merece e vou cumprir o que prometi…só pra tu poder decidir melhor vou te adiantando que vou meter nela até umas 5hs da tarde,se quiser sair dê um telefonema pra ela e diga que só vai aparecer na tua casa depois desse horário,se for ficar aqui vendo tua esposinha “sofrer” no cacete do negão,prepare-se pra passar no mínimo umas 4 horas dentro desse guarda-roupas…decida porque já tou querendo montar nela outra vez, e sei que nessas alturas aquela bucetinha tá meladinha querendo mais rola..)#
…ele teve a determinação de quem sabe que está no comando é tem o controle total da situação,ele sabia que o que eu queria era ficar ali,pra ficar vendo aquele cacete gigantesco, que iniciava nova ereção,assim que disse que tava querendo montar em minha esposa mais vezes naquele mesmo dia,entrar em ação e dominar totalmente minha mulher como havia feito a pouco,…. eu não queria deixar de ver o que ainda viria,hesitante, meio sem-jeito,olhei praquele cacete negro poderoso e portentoso, que mesmo em semi-ereção apresentava um tamanho assustador, me enchi de coragem e balbuciei que queria ficar vendo aquele monstro que ele me expunha entrando em minha esposa quantas vezes ele quisesse e por todo o tempo que ela suportasse,e ainda mais constrangido,senti um rubor no meu rosto,mas ainda pedi que tudo acontecesse na cama onde eu durmo com minha esposa,na nossa cama de casal….
…quando ele ouviu isso o cacetão dele enrijeceu bruscamente, pulou retesado,e ele me disse:
#(tou gostando muito de ti como parceiro…Clovinho,tu além de não ficar pondo empecilhos faz nosso envolvimento ficar ainda mais excitante…porisso vou atender teu pedido,vai ser na tua cama,onde ontem desvirginei o cuzinho dela,e do jeito que tu me deixou agora sei que hoje ainda vai ser mais forte que ontem,não te preocupes se ela gemer e chorar,é assim que ela tem os gozos mais animais,e tua esposa,no sexo é uma femea animal….olhe só uma coisa)#
…ele pegou o celular,colocou no viva-voz e ligou pra Giselle,minha esposa,ela prontamente atendeu,ele perguntou à ela se eu já havia chegado do futebol,ela com voz um pouco tensa disse:
*(ainda não meu tesão!!!…voce disse pra tua cadelinha ficar bem mansinha que esse sábado seria todinho pra ela,isso deixou tua cadelinha no cio,com uma vontade insuportavel de ficar engatada com meu cachorrão,até ficar entupidinha com tua gala…..mas daqui a pouco ele chega,não vai ter como..)
…cheguei a tremer de tanto tesão ao ouvi-la dizer essas coisas,foi quando ele respondeu:
…#(não aprendeu que quando falo eu faço!!…quando prometo cumpro…vou te passar pelo muro um pózinho branco,quando ele chegar tu serve esse pó num suco de laranja ,não te preocupe que não fará nenhum mal à ele,e ele dormirá profundamente por pelo menos umas 6 horas…te quero nessa tua cama,como ontem…vai saber quantas vezes esse cachorrão preto pode encher sua cadelinha branquinha..)#
…ela ia retrucar,talvez pra certificar-se que o tal pózinho não me causaria algum mal,mas quando ouviu que ia ser cheia varias vezes pelo seu macho ela só se limitou a dizer: *(voce é um louco tarado…e eu não sei mais viver sem essas taras e essas loucuras)*
rapidamente ele me explicou que ia dar um colherinha de bicarbonato à ela,dizendo ser o tal sonífero,pra assim que eu chegasse à minha casa eu fingir que tava indisposto e ir direto ao meu quarto sentar-me numa poltrona que tem proxima ao pé da nossa cama e logo que tomasse o suco de laranja fingir que dormia,pra eu tentar deixar a cama um pouco mais iluminada e o lugar da poltrona um pouco mais escuro,pra assim eu poder ficar vendo tudo bem de perto…
foi só o tempo dele vestir um short e pegar o pozinho pra ir no portãozinho do muro dos fundos que separa nossa casa da dele,e pela frestra da janela do quarto dele,onde eu estava, puder ver eles abrindo o portãozinho,ele passando um envelopinho pra ela,e ali mesmo beijaram-se na boca apaixonadamente,ela foi com sua mãozinha direto na virilha dele pra sentir o volume da verga,aí ela afastou-se um pouco e mostrou o envelopinho à ele perguntando se tinha certeza que não faria mesmo nenhum mal a mim,ele fez sinal positivo com a cabeça e ela antes de entrar de volta em nossa lavanderia,olhou pra trás e vendo-o ainda ali,levantou sua camisolinha e sem nada por baixo expos suas pernas,suas coxas e sua buceta pra instigar ainda mais seu macho…temi que nesse momento ele esquecesse tudo o que haviamos combinado e atacasse minha esposa ali mesmo me deixando a ver navios,mas felizmente ele se conteve…
…eu estava inquieto e ansioso,estaria em meu próprio quarto vendo minha esposa sendo dominada e devorada por seu macho potente,surpreso com o tamanho do tesão que isso me causava,e com a passividade com que eu tambem me deixava dominar e conduzir,e enquanto eu pensava nisso James entrou novamente em seu quarto,onde eu estava,e sem ser brusco,mas com autoridade ordenou:
#(Clovinho vá até a cozinha e prepare um lanchinho pra nós….precisaremos de muita energia essa tarde,nunca vi uma femea pra gostar de rola e de porra como tua mulher,e eu tou doido pra satisfazer todas as vontades dela…voce verá isso na tua caminha..)#
estranhamente senti prazer em preparar tudo,lanchei pouco e rápido, levei o lanche dele no quarto onde ele permaneceu deitado,recuperando suas energias,e logo fui à minha casa, entrei dizendo à minha esposa que estava indisposto porque havia tomado umas cervejinhas a mais com meus amigos,fui direto ao nosso quarto sentar-me naquela poltrona onde eu teria uma ótima visão de nossa cama,acertei outros detalhes para ficar confortavel e deixar o quarto mais escuro onde eu estaria sentado e mais claro sobre nossa cama…..,minha esposa vestindo aquela mesma camisolinha sem nada por baixo,como eu havia visto a poucos minutos atrás,veio ao quarto com o copo de suco de laranja na mão e me chamando de amorzinho falou pra eu tomar que talvez melhorasse minha indisposição….me excitei novamente ao ver o grau de obediencia dela ao seu macho,e por me certificar que agora ela realmente tinha um dono ao qual servia cega e irrestritamente…
bebi o suco,ela ficou por ali, e em segundos fingi que dormia e até emiti uns roncos…notei que ela assustou-se repentinamente,abri uma frestinha em meus olhos cerrados e vi que não foi com meu ronco,mas com o aparecimento, na porta do nosso quarto,de um imenso vulto,era ele, másculo,poderoso,com o corpo negro totalmente nu,expondo seu majestoso cacete em riste,de macho potente e extremamente dotado… dominador,audacioso e ciente de sua soberania naquele ambiente,não se deixou levar por ela que tentava conduzi-lo à sala de casa,ela dizia que eu estava ali no quarto,que seria loucura,mas ele sabia que poderia fazer o que bem entendesse,e para espanto dela,num único movimento ele rompeu as duas alças da camisolinha dela que de imediato foi ao chão,ela ficou paralisada pelo ímpeto com que ele a despiu,esse ímpeto excitou-a fortemente,derrubou suas últimas resistencias à qualquer coisa que não fosse a vontade dele,ela só olhou pra trás,em minha direção,fingi que dormia com o pescoço até pendente,ela agora olhando fixamente para ferramenta monumental de seu macho foi dobrando seus joelhos,rendendo-se totalmente,ajoelhada diante de seu dono, ela com as duas mãos segurou e começou a lamber e chupar aquele instrumento poderoso que vinha escravizando-a sexualmente a um bom tempo,alargando os buracos de seu corpo alvo e macio,inicialmente chupava suavemente,mas logo,gulosa e freneticamente,gemendo alto,nem se lembrava mais,que eu,seu marido,estava ali naquele mesmo ambiente,ela mamava na glande,enquanto uma das mãos segurava na haste e a outra acariciava o escroto negro gigantesco, que com certeza,estava produzindo em abundancia a porra negra que levava minha esposa ao delírio….com um puta tesão eu via o rosto de satisfação do macho que estava de frente pra mim durante essa felação,certamente estava chegando o momento da farta ejaculação,mas ele, fazendo ela erguer-se da posição que estava,e pegando-a no colo,como se levanta uma pluma,foi levando-a em direção à cama para deita-la e dizendo:
#( tuas tripas eu vou melar muito ainda hoje,por cima e por baixo… tou com meus culhões doendo de tanta porra que tu me fez produzir…sei onde tu necessita dessa porra toda agora….e vou entupir essa tua condição de femea)#
meu tesão estava a mil,meus pensamentos voavam desgovernados,ao mesmo tempo que eu pensava o que seria melar as tripas dela por cima e por baixo,meus olhos fitavam hipnotizados o tamanho assustador que estava o imenso dote daquele macho,e para completar a loucura,minha esposa dizendo:
*(cê sabe mesmo onde preciso da tua gala??…. sabe sim, sei que sabe….mas diz pra mim,por favor diz,onde cê vai entupir tua femea,onde vai se esvaziar todo?)*…..
e ele dirigindo sua gigantesca rola preta,pra entrada da bucetinha branquinha de minha esposa,num primeiro e poderoso golpe entalou toda sua enorme e rombuda cabeça dentro da pequena,mas gulosae buceta,fazendo-a gritar e se contorcer toda,ele ficou imovel e ela gemendo baixinho,se acostumando com o enorme volume,enquanto ele foi dizendo:
#(tu ainda tem porra quente do teu negão nesse lugar,te enchi bem cheiinha……mas tu é femea que precisa de muita gala…do jeito que tu goza forte quando tá sendo injetada,merece toda a gala que um macho possa expelir..)#
…conforme ele foi falando foi forçando mais,até ela gritar e se contorcer novamente com a penetração do monstrengo chegando à metade,era enorme demais e não tinha como ser alojado por inteiro com apenas uma ou duas estocadas,mas era justamente essa dificuldade que deixava os dois em verdadeiro êxtase,e eu mesmo tendo visto aquele cacete de cavalo sendo totalmente atolado na buceta de minha mulher momentos antes,me parecia impossivel que pudesse acontecer novamente,dada a desproporcionalidade entre o que teria que entrar e o local onde seria recebido,foi quando ela parou um pouco de gemer pra dizer:
*(tou sim,bem cheia… tá me escorrendo pelas coxas até agora…é a vitamina do meu prazer…fico louca,alucinada,quando injeta bem fundo….)*
…ela tava ainda falando quando, numa outra estocada possante, o mastro pujante foi quase até o fim,dessa vez foi um grito abafado, corpo dela estremeceu por inteiro,vi as mãos dela apertarem firme os braços fortes dele, e agora ela chorava,e choramingando sussurrava lenta e pausadamente:
*(dói, dói demais..tá enorme,pressionando o fundo….sinto bem fundo…..parece que vai me partir…é uma loucura isso que voce me faz….enfiar esse pintão de cavalo todinho em mim….)*
…ela falava e chorava,mas eu via que seu choro era de puro prazer,e pude confirmar isso ao ver as mãos dela que apertavam os braços dele,irem pra trás das coxas possantes dele e puxarem ele mais ao seu encontro,o macho tambem notou isso e deixou seu corpo arrear e esmagar o corpinho fragil dela contra o colchão,enquanto a rola imensa entrava até a raiz na buceta incrivelmente elástica e profunda de minha mulher,fazendo ela urrar e chorar mais alto,enquanto ele dizia:
#(loucura mesmo é tu….e essa tua buceta insaciavel que aguenta e quer rola grande o tempo todo….e esse teu útero que te faz gozar sem parar enquanto recebe porra do teu macho….que gosta de sofrer na rola do teu negão…que me deixa doido querendo te foder todo dia,toda hora,todo instante..)#
…eu não acreditava no que via e ouvia,tudo era excitante demais,os dois eram alucinados sexuais que se completavam,que se desejavam ardentemente,e para eles não havia obstáculos ou barreiras na obtenção do prazer,minha esposa estava engolindo aquele cacete gigantesco de 26 cm e mais grosso que o braço dela,até a raiz, pela segunda vez em menos de duas horas,gemia,chorava,mas queria mais,queria tudo,e seu macho negro e poderoso não lhe negava esse prazer,proporcionando à ela toda a dor e todo o prazer que ela necessitava para gozar alucinada em orgasmos seguidos e duradouros…eu via,ouvia e pensava,enquanto o macho agora começava a cópula bestial e desproporcional,seu corpo negro fortíssimo estampava no lençol o corpinho alvo e frágil de sua femea,e os choros e gemidos dela agora eram só, e exclusivamente de puro prazer,confirmados pelas palavras dela:
*(só voce pode…só voce eu quero…invadindo meu útero dessa forma brutal,animal….só a tua semente pode ser plantada aí…não ligue se eu choro…soque,soque fundo….ele tá enorme…gigantesco…isso me alucina…fui feita pra isso…nunca mais me deixe sem isso…)*
…nesse instante ouço os dois emitirem sons animais, ela urrando e ele uivando de prazer,enquanto o macho explodia seu prazer no útero de sua femea,instantaneamente me esporrei todo,sem tocar no meu cacete escorria porra pelo canal do meu pau,e ela dizendo que gozava,mais uns segundos e gozava mais,isso varias vezes,ele beijava-a na boca sem parar,e de instantes em instantes empurrava mais fundo seu cacetão nela que já não tinha mais forças,só dizendo que era dele e só dele…
a historia tá ficando muito longa e tenho muito ainda pra contar desse primeiro sábado entre minha esposa branquinha Giselle e seu macho negro,seu dono, James….
é tudo verídico,pra mim tem sido maravilhoso,mas pra que eu possa avaliar se realmente está interessante pra quem lê,por favor comentem,positiva ou negativamente.