Minha Namorada pt 7 (agora sim a safada perfeita)

Click to this video!
Autor

Continuação
Acordei minha ninfeta com beijinhos na testa ela meio que dormindo disse que tava com sono e se podia domir mais um pouco alertei ela sobre a hora que ela ja tinha dormido muito e tinha que voltar pra casa antes do pai dela chegar. Levei ela pro banheiro meio lenta de sono e a pus de baixo do chuveiro ajudei ela a se banhar e depois a se vestir antes pedia a ela a calcinha como lembrança. Ela disse que depois me dava pois nao queria chegar em casa e alguem percebe se que estava sem ela se vestiu e fomos embora. No caminho ela nao disse muita coisa so que estava dolorida e que queria dormir mais pois segundo ela eu tinha abusado muito do corpo dela e riu , achei engraçado e acabei rindo soltei que vagabunda nasceu pra dar e ela nasceu pra ser vagabunda. Ela ficou meio seria e me perguntou se no futuro oque eu faria depois que tivesse saciado todas as minhas fantasias oque seria dela se eu ficaria com ela ou se eu tava com ela so pra comer. Pensei por ums minutos pra responder eu tava gostando do que eu estava tendo e tava gostando dela tambem por isso nao queria responder mal a ela . So disse que se continua se a ser como estava eu certamente ficaria com ela tanto é que nos dias sou casado com ela. Ela se tornou minha puta particular para os pais a filha querida para os amigos uma boa pessoa querida no nosso bairro e tal mas pra mim uma excelente puta do jeito que sempre quiz tomara que minha filha nao puxe a mãe. Deixei ela em casa e fui embora durante a noite eu ficava pensando no que tinha rolado foi e mandava varias msg pra ela mas ela nao respondia. No outro dia cedo logo pela manha liguei pra ela e msm assim nada fiquei preocupado e antes de ir pro serviço dei uma passada na porta da escola e nao vi ela dai fui pro trampo e nada mas tarde um pouco ela manda msg de bom dia e fala q tava dormindo e nao viu o celular e que nao tinha ido pra escola pois nao estava se sentindo bem. Perguntei se ela precisava de alguma coisa ela disse que nao começamos a conversar por msg ela me dizia que tava toda arregaçada e que tava com gosto de porra na boca e outras besteira. Comecei a rir e disse a ela que aquilo nao era coisa de moça de familia. Ela responde que moça de familia ela era antes de eu comer ela e que agora se eu queria uma vagabunda era isso que ela seria. Ficamos falando besteira um para o outro eu ia aprovetava para elogiar ela falando para ela que quando ela viesse a minha casa e a gente tivesse sozinho que ela seria constantemente usada e que suas roupas teriam que ser sempre curtas e apertadas para mostrar o corpo dela.ela nao falava nada. Falei pra ela otimo o primeiro passo e ouvir e nao questionar o seu dono. Dai ela pega e diz assim que achava que o dono dela era seu pai. Escrevi para ela que dono dela era quem fodia a buceta dela e o pai dela nao podia ser. E por ai foi a conversa dai ela fala que realmente o pai nao comeria ela mas o tio com certeza pois sempre o tio dela cantava ela desde pequena. Pergunto a ela se ela teria coragem de dar pra ele. Ela disse que nao mas eu continuei disse que tinha uma fantasia de ver transando com mais gente e se ela toparia. Ela disse que nao sabia ao certo. Com essa resposta eu tinha certeza que se eu insistisse ela aceitaria pois se ela nao achou ruim de eu perguntar e nem se sentiu ofendida. Falei que depois que ela completa se 18 anos eu ia querer uma coisa especial. Passado um tempo estava jantando na casa dela com toda a familia e amigos pude conhecer o tio dela ficamos conversando enquanto ela ajudava a mae na cozinha quando o assunto passou a ser ela ja de cara ele falou q eu tinha sorte pois a sobrinha dele era muito bonita e educada eu completo dizendo que ela era muito boa ele olhou pra mim e achou estranho e ja abri o jogo e falei tudo que ela tinha me dito sobre ele cantar ela. Ele ficou paralisado falei q tudo bem q eu nao contaria pois era normal pois ela era muito gostosa msm e voltamos a conversar nesse momento ela chega e ficamos sem graça e ela chama para jantar. Ela estava com um vestido preto comum vou e passo a mao nela e faça isso para o tio dela ver ela tava na minha frente e o tio dela atrás de nos. Mais tarde conversando com ele expliquei q nao contaria nada pra ninguem e que era pra ele parar de pertubar ela pois a vagabunda ja tinha dono como premio de consolação mostrei para ele uma foto dela no celular ela com boca aberta cheia de porra . No fim da noite fui ums dos ultimos a ir embora ela foi me levar ate o portao falei a ela que queria ver se ela estava ficando pervertida. Pedi a ela que fica se de joelho e me chupa se ela aregalou os olhos e falou que eu estava ficando louco pois ela estava a metros de distancia dos pais dela falei que era pra ser rapido insisti um pouco e logo ela se abaixou e caiu de boca ali mesmo no portao da casa dela encostei no murro e ela fazia questao de dar um belo trato nomeu pau Ela apertava com os labios a cabeça do meu pau medo e tesao ao mesmo tempo por isso ela mesma fazia o vai e vem no meu pau quando anunciei que ia gozar ela engoliu meu cacete inteiro deixando entrar ate na entrada da garganta onde gozei direto pra garagnta dela. Ela fez isso para que eu nao suja se o rosto dela de porra. Se levantou e me abraçou. Ela perguntou se gostei disse que sim pois ela havia perdido o medo o respeito e sem saber a vergonha pois o tio dela tinha visto toda a cena ela corou de vergonha. Ele se aproximou com a cara de satisfação e disse que ela mamava igual a uma bezerra. Dai falei pra ela que ja tinha falado com ele e ja estava sabendo que ela estava treinando para ser minha esposa e puta. Ele respondeu que para ser esposa ainda faltava treinamento mas para puta ja estava bom e foi embora. Tranquilizei ela dizendo que ele nao falaria nada pra ninguem e falei que naquela semana iriamos a uma festa e ela iria comigo e que era pra se arrumar com roupa social. Ela me perguntava onde iriamos e so falei que era surpresa. No dia marcado fui busca la em casa ela estava com um vestido de seda preto de alcinhas no ombro, cabelo feito e bem maquiada. No caminho espliquei q seria um jantar na casa de um amigo que trabalhava comigo e teria mais gente chegamos ao local um casa com murros alguns carros espalhados pela grana , na chegada ela viu muitas pessoas e a maioria mulheres se sentiu um pouco deslocada pois nao viu garotas da idade dela sentamos e aos poucos vieram algumas pessoas falar com a gente e perguntavam oque ela era minha pois ninguem leva as filhas ou irmãs para as festa da empresa. Ela pediu licença e foi ao banheiro eu fiquei la um amigo veio e me disse que no andar de cima havia uma festa paralela com mais diversao. Os homens disfarçavam e ia la demoravam e voltavam para a festa de baixo. O dono da casa disse que em 4 quartos havias garotas de programas e o acesso era livre tudo por conta da casa. Achei legal a ideia mas perguntei se as esposas nao sabiam me explicaram que algumas sim e so os novatos ainda nao e que eu nunca tinha sido convidado antes por nao namorar serio ou ser casado mas como ouviram comentarios sobre minha namorada pelos corredores muitos ficaram curiosos e por isso o convite e me explicaram que se acaso eu queira algo da festa eu teria que dar algo a festa e que ele e sua esposa tinha direito a experimentar primeiro. Entendi bem o recado me alertaran que ja tinha gente querendo. Nessa hora fiquei de pau duro pois havia mulhers esposas de conhecidos da empresa que eu via pelos corredores que eu nunca imaginei ver numa situação dessas Nisso minha namorada volta e todos saem de perto ela pergunta oque tava conversando fui e ja joguei limpo com ela falei pra ela que ali tava rolando uma festinha e que tinha gente interresado em comer ela e em troca eu poderia comer alguem ela baixou a cabeça e nao respondeu nada abracei ela e fiz um carinho no seu rosto. ela pergunta pra mim se eu queria transar com alguem ali . Falei baixinho no ouvido dela vou levar voce la pra cima e voce vai trepar com alguem tudo bem . Ela fala por favor para nao fazer isso com ela. Pois ainda nao tava preparada para isso. Lembro ela que ela tinha aceitado ser minha namorada e isso fazia partes das minhas fantasias e me abedecer fazia parte do relacionamento. Ela resmunga e eu pergunto a ela quem era seu dono ela me responde que era eu.olho para ela e a mando ir pro andar de cima Falo pro cara que era pra leva la pra um quarto esperar ate ela tirar o vestido e me trazer que eu iria escolher alguem na festa para fuder com ela e o escolhido estaria com o vestido dela e era pra ser meiga e carinhosa. Todos olhavam ela seguir o cara de cabeça baixa subindo as escadas para o quarto ums ate assobiavam e falavam carne nova . Nisso ja comecaram a aparecer as proposta na verdade olhando bem tinha muitas mulheres bonitas algumas bem produzidas é isso despertou meu desejo esperei um pouco e logo o rapaz apareceu com o vestido dela e me entregou e disse que nao entrou no quarto ficou esperando do lado de fora e que ela estava no ultimo quarto do corredor . Agradeci e fui pegar uma bebida.pensei em tudo que estava fazendo era so deixar que alguem subia e fodia com ela. Eu ja havia conseguindo oque eu queria ela estava totalmente submissa entregue a mim. Acabei meu drink meu amigo perguntou quem seria o felizardo a fuder a jovem puta pois a casa estava oriçada com ela nunca teve uma garota tao jovem . Com toda a calma disse que eu mesmo. Ele ficou sem entender expliquei que tudo aquilo que aconteceu era so um teste que eu estava testando a obediência dela e que nao iria deixar outra pessoa tocar nela. E subi para o quarto. Antes me pergunta se eu me ofenderia se acaso oferece se dinheiro para tranzar com ela. Falei que nao mas msm assim nao iria deixar alguem tocar nela. Fui pelo corredor com o tesao a mil quando passava pelas portas dava pra ouvir os gemedos vindo dos quartos. Em uma das portas entre abertas pude ver uma verdadeira orgia varios casais numa cama no , centro um linda loiras com 4 caras em cima dela todos os seus burracos sendo usados divinamente lembrei que ela era do escritorio ela berrava de plazer e do lado um cara louco gritando para todos fuderem ela sem dó pois ela era a puta da empresa devia ser o marido nunca vi o cara antes. Cheguei ate o quarto e bati na porta a voz dela meio tremula diz para entrar no quanto o ambiente era escuro apenas uma luz fraca de uma abajur iluminava o lugar ela estava na cama olhando para o chao meia acanhado ela fala oi e que seu nome era monique sem me olhar nos olhos. Disfarçando a voz mando ela deitar de bruços ela prontamente obedece que coisa maravilhosa da calcinha de renda e salto alto aquele corpinho perfeito e sem nenhuma resistência tava ali pronta para ser prostituida e usada e se fosse outra pessoa ou varias outras pessaos o tesao e a vontade de fazer uma orgia tava pairando na minha cabeça mas ao mesmo tempo tinha prometido pra ela que nunca a colacaria em uma situação que ela nao concordava. Ela estava ali porque eu mandei e nao porque ela queria eu precisava que ela me pedi se para ser esculachada. Voltando a si percori meus dedos pelo corpo dela eu estava totalmente apaixonada pela vadiazinha so nao queria aceitar ela era tudo que eu precisava. Soltei a voz e falei pra ela que queria fazer amor com ela ela reconheceu minha voz e olhou para traz ja com cara de alegria me abraçou forte dizendo estar feliz em ser eu no quarto. Tirei a minha roupa e mandei ela ficar som com os sapatos sentei na cama e ela veio por cima a buceta dela tava encharcada ela podia estar com medo mas ela com certeza tava com tesão . Sem cerimonia encaixei a buceta dela na cabeça do meu pau e fui forçando ate ela ficar entalada no meu cacete pedi a ela pra contrair bem a buceta pois queria sentir ela mordendo meu pau ate que ela se esforçava expliquei que fiquei muito contete com ela hoje que so uma boa cadelinha abedecia bem ao dono e que tudo oque eu fiz era so para ver ate onde ela ia e estava muito feliz com o resultado. Brinquei com ela seu tio ate tinha razao ela perguntou porque. Tem gente la em baixo oferecendo dinheiro pra comer você. Realmente seu pai iria ganhar uma grana com voce. Expliquei q daquele momento em diante algumas pessoas iria encontrar com ela pela rua ou quando ela fosse no meu serviço era pra ela agir normal e que certamente alguem a cantaria ou a chamaria para sair msm sabendo que ela estava comigo caso ela quisesse aceitar era pra ela falar comigo antes. Ela me perguntou se eu fiquei com ciúmes dela quando ofereceram dinheiro por ela. Nem pensei respondi que sim ela pareceu gostar da resposta e começou a socar a buceta contra meu corpo. Nao demorou muito eu gozei a porra escoria pela meu pau dai lembrei ela que nao estava de camisinha. Ela quiz sair de cima mais a segurei e disse que ja era e para nao se preocupar que se ela engravida se era melhor pois o pai dela ja despachava ela pra minha casa. Continuei abraçado com ela e fiquei beijando ela como na primeira vez que a conheci.permaneci la mais um pouco e nos limpamos e nos arrumamos peguei a calcinha dela e pus no bolso e descemos para festa. No salao as pessaos ja sabia que estavamos transando voltamos a nos sentar ela tava radiante era exitante vendo ela ser cobiçada falei a ela para nao disfarcar o olhar que era pra olhar para todos os homens da casa para aproveitar o momento que todos ali so queriam fuder a buceta dela que beleza e juventude um dia acaba ela olhava fixamente para todos inclusive para as mulheres . Ela me alertou sobre a hora tinha que leva la embora. Esperei mais um pouco e quando vi o dono da casa conversando com umas pessoas falei pra ela para irmos embora mas antes iria deixar um presente para agradecer o convite era pra ela dar a calcinha para ele. Ela nao acreditou nisso dei a calcinha pra ela e mandei ela levar ate ele. Ela foi meio timida e chegando na roda da conversa chamou o cara e pos a calcinha no bolso dele e voltou ela ficou corada de vergonha pois todos viram ela fazendo isso. Abracei ela e viemos embora. No caminho ela me perguntou porque daquilo respondi que ele foi o cara mais interressado nela e que eu queria voltar la na proxima aquilo era so para manter uma porta aberta. Ela pega encosta no meu ombro e começa falar que nao tava acreditando no que tinha acabado de rolar naquela noite e me disse que ia sair de ferias da escola e queria fazer um serviço temporario nas ferias. Perguntei oq era ela explicou que era de planfetagem qua a prima dela fazia isso e tinha arranjado pra ela que era por aqui mesmo e as vezes em outras cidades vizinhas elas ficavam em ruas e shopping divulgando shows e baladas. Falei tudo bem que nao tinha problema mas que queria saber com antecedencia onde ela estava. Durante o tempo que ela falava ela ia alisando meu pau enquanto eu dirigia a safada ja sabia usar de artimanha para me confudir. Chegamos na casa dela e o pai dela estava na porta esperando ela mal sabia ele que a filhinha querida e recatada tinha acabado de sair da zona ele pega beija a testa dela da boa noite a chama de princesa e pergunta como foi ela responde que foi muito bom pede bênção e entra o mais rapido possivel para ele nao perceber que ela cheirava a porra e estava sem calcinha. Me despedi e fui embora. Ja era de madrugada quando meu amigo me liga perguntando oque foi o lance da calcinha pois o dono da casa mandou pergunta se rolava da gente se encontrar so os dois casais eu monique ele e sua esposa. Reposndi que no futuro a gente podia conversar mas que no momento nao tinha jeito pois monique ainda tava meio cru e eu nao queria empurrar ela para aquilo sem ela querer mas que mais pra frente tinha possibilidade pois eu fiquei muito interressado na esposa dele. Ele disse que tudo bem que ia explicar pro cara tipo assim um agenciador. Voltei a dormir. No outro dia no serviço. Fiquei meio tenso so algumas pessoas me viram e as que nao viram ficaram sabendo e as outras pessoas que nem imaginavam esse tipo de coisa ficaram me perguntando oque eu tinha. E eu la falando que nada. Tava na minha mesa quando entra a moça do Rh procurando alguem quando olhei para ela fiquei estatico na hora lembrei dela na noite anterior sendo virada pelo avesso por uma galera na festa e do seu marido gritando super feliz. Ela pega e pergunta se tava td bem pois eu paralisei mal sabia ela que eu estava la e vi tudo aquilo. Respondi que sim e voltei ao meu serviço. E estranho voce ve uma mulher no serviço de uniforme e quando ve ela em outra situação parece que nem é a mesma pessoa. O dia transcorreu normal ate que na minha saida passei pela gerencia e a mulher do dono da empresa saiu da sala do marido e passa na minha frente super arrumada cheirosa ate demais para estar ali me cumprimenta sorri e vai pro estacionamento. Ela nunca falou comigo antes em seguida o dono sai junto com meu amigo eles passam por mim acenan com a cabeça e meu amigo diz pra mim ligar pra ele depois . Achei estranho isso pior ainda era q o dia inteiro nao tive noticia de monique . término meu dia e vou pra casa no caminho ligo pra ela e nada fui pra casa tomei um banho e me distrai vendo tv. Dai ela me liga pedindo desculpa pois ela tinha saido o dia inteiro com a mae dela e que tinha conseguido um trabalho temporario com a prima dela. Ela ficaria num shopping numa loja de perfume meio periodo achei bom para ela nas fiquei triste pois teria pouco tempo com ela. E assim foj o metade do mes vendo ela alguns dias a noite. Estava no trabalho quando ele me manda msg perguntando se podia falar com ela. Liguei e ela me disse que um cara que estava na festa tava no tal shopping e nao parava de puxar assunto com ela e ela tinha medo de alguem querer saber sobre oque ele tava falando pedi a ela que tenta se pegar o telefone do tal cara que resolveria tudo. Alguns minutos ela me manda por msg o telefone do cara e descubro que era amigo do dono da casa onde fomos o cara tava tentando aliciar ela pra sair com ele oferecendo dinheiro e coisas pra sair com ela. Liguei pro cara e falei que era pra ele deixar ela em paz pois todos que frequentam as festas tem de manter discrição para nao atrapalhar a vida da pessoa e que na proxima ligaria para o chefe dele e mandaria ele resolver depois desse dia nao tive problemas com isso. Fiquei feliz dela ter me contado e nao ter me escondido que resolvi fazer uma surpresa a ela fui e comprei uma aliança de compromisso e um bracelete cartier com chave. Naquela noite fui e pedi permissão ao pai dela para por a aliança de compromisso no dedo ele ficou feliz tanto que ele começou a deixar ela sair mais veses e nao ligar muito pro horrario. Fui dar um volta com ela e a levei a uma rua onde as pessoas levam namoradas prostitutas garotas de programa para meter tinha outros carros la tambem passamos pro banco de traz e tirei a roupa dela e cai de boca na buceta dela em pouco tempo ela se contorcia na minha lingua eu sugava ela toda esfregava minha lingua no grelho ela gemia e pedia para meter nela usei o cinto de segurança dos bancos da frente do carro e amarei cada perna pra um lado ela ficou arregahada pra mim usei o sutiã dela e amarei as mãos dela no encosto de cabeça de traz do carro ver ela amarrada e sodomizada era um deleite ao meus olhos continuei a dar um trato na ppk dela esfreguei minha lingua ate ela ela tava alucina falava que era pra fuder ela pedia para se arrombada em certa hora ela me pede para estrupa la e explode em gozo na minha boca tava com tanto tesão que engoli todo seu gozo. Dei um tapa tao forte na cara dela que ela gritou tirei meu pau pra fora e enrabei ela soquei tudo ate sentir meu pubis no corpo dela. Pedi a ela para nao gemer e nao gritar comecei a bombar no cuzinho dela e a forçar para os lados e fazer movimentos circulares com meu pau socava ate as bolas nela ela ate bufava de dor e eu como um louco sádico seguro ela pelas franjas do cabela e dou varios tapa na cara dela eu fazia tanta força para arrombar o cu dela que o carro balançava. Em certo momento ela me diz que tava doendo eu mandei ela pedir pra fuder ela continuei socando afinal era pra isso que ela estava ali ela nasceu pra ser usada ela mesma me pediu para ser arrombada comi ela ate ela ficar com o cu sangrando ate que gozei foi maravilhoso gozar olhando aquele rostinho angelical nao tinha preço. como eu poderia deixar outro homem comer o rabo dela antes de eu ter arrombado ela. Realmente aquela vadia era valiosa desamarei ela e ficamos abraçados fui abri o porta luvas e peguei o bracelete dei na mao dela e expliquei oque era , mas pra nós tinha outro significado disse a ela que se eu coloca se no braço dela ela assumiria ser minha fêmea e o corpo dela me pertenceria para usala como meu tesao manda se e nao me importa va a idade dela e ela me respeitaria mais que ao proprio pai nunca a machucaria ou agrediria por motivo algum mas eu teria que ser dono do corpo dela. Pergunto qual sua resposta e ela estende o braço para por o bracelete. Pronto ela tinha acabado de aceitar ser minha de corpo e alma. Quando termino de parafusar o bracelete nela beijo ela e falo que a amo por coincidência ela diz a mesma frase junto comigo. Acho que foi ao contrario queria tanto dar um chá de pinto numa novinha que acabei levando um chá de buceta. Dei a ela a chave do bracelete no caminho ela me manda encostar em cima de uma ponte abre a janela e joga a chave num rio. Perguntei porque ela fez aquilo ela responde que enquanto ele usa se o bracelete ela seria totalmente minha