Comi o casal de noivos


Click to this video!

Estava em Blumenau a trabalho e uma noite após ter jantado estava uma noite bonita mas muito quente então fui dar um role, ai eu cheguei em um barzinho e sentei pedi um shop, e notei que ali tinha vários casais e vi um casal novo olhando para mim achei normal mas logo fiquei constrangido porque eles não tirava os olhos de mim ai eu fui até o toalete e logo quando estava urinando o rapaz entrou no toalete e veio urinar perto de mim e me perguntou se eu morava em Blumenau eu disse que não que morava em Londrina e estava ali a trabalho era um rapaz novo loiro cabelos loiro olhos claros, e perguntou se eu estava sozinho eu disse que sim ele me convidou para sentar com eles ai eu aceitei achei legal o convite dele ai cheguei na mesa ele me apresentou a noiva dele que vou chamar aqui de Julia para preservar sua identidade e ele vou chamar de Júlio para o mesmo preservar sua identidade, ele me disse seu nome eu também disse que me chamava Marcus e comêssemos a conversar eles eram muitos descontraídos e ela era uma deusa uma boneca uma loirinha linda cabelos até as costa loirinho olhos verdes, peitos pequeno mini blusinha mini saia coxas grossas cinturada uma diva e um olhar safado, ai ficamos trocando ideias até tarde eles me disse que já era noivos por dois anos e se casaria em março do ano seguinte, quando deu meia noite eu disse olha vou embora ai ela disse qual hotel tu esta eu disse, ela disse eu te levo eu disse não precisa e perto ela disse eu faço questão, ai quando fui entrar no carro atrás ele disse não tu vai na frente com Julia ai quando entrei a luz interna do veículo estava acesa ela fez questão de abrir as pernas a mini saia quando ela sentou encurtou mais ainda e quase dava pra ver sua calcinha mas ai ela apagou a luz e fomos chegando na frente do hotel ela me disse posso fazer uma pergunta eu disse pode ela me falou, você deixa eu subir e ver como é um quarto de hotel eu nunca entrei em um , eu disse você nunca esteve em um hotel ela disse moço eu nunca sai da minha cidade eu dei uma risada e falei ok tudo bem vamos subir, ai eles encostou o carro desceram e subimos até meu quarto como se já fossemos velhos amigos, ai chegando lá ele o Júlio foi para a sacada que estava com a porta aberta e ficou olhando a cidade da sacada, ela deixou seu corpo cair na cama como se fosse uma criança, ai disse tem agua ai eu fui até o frigobar peguei uma garrafinha de agua e lhe dei ela sentada na cama já com as pernas abeta mostrando um pouco de sua calcinha bebeu a agua derramando pelos cantos da boca e olhando para mim como uma menininha arteira, ai ela fez que foi me dar a garrafa de agua quando fui pegar ela pegou minha mão e me puxou para cima dela na cama eu cai em cima dela meio sem jeito ela me agarrou e me largou um beijo eu mais que depressa olhei para a sacada para o Júlio e vi que agora ele estava de costa para a rua e de frente para o quarto vendo ela me agarrar ai ela parou olhou e disse fica tranquilo ele sabia que eu ia te beijar era para te beijar lá na lanchonete mas ficamos sem jeito, ai eu olhei para ele que estava com um olhar tipo concordando com aquilo ai eu aceitei seus beijos e caricias e comecemos nos beijar como dois doido ai ela veio para cima de mim montou cavalo em mim olhou para mim e disse faz desta noivinha sua putinha hoje eu serei puta na frente do meu noivo, ai eu levantei tirei toda minha roupa ela me seguiu tirou a blusinha eu arranquei sua minissaia e logo em seguida arranquei sua calcinha e ela já ficou sentada na beira da cama eu aproximei ela começou engolir meu cacete parecia que estava com fome de pau, ela chupava alisava passava a língua acariciava meu saco beijava meu pau cuspia nele me punhetava pra ela era como se uma criança tivesse ganhado um brinquedo ai nesse momento eu vi o Júlio tira sua roupa ele era loiro tinha um corpo perfeito todo lisinho como o corpo de Julia, ai ele se aproximou e ficou esfregando seu pau branco e já meio duro, ai ele se assentou em uma poltrona e ficou só olhando eu não resisti e deitei Julia de pernas bem abeta na minha frente e comecei a chupa-la os bico dos peitos pequenos mas os bicos rosas e grosso cabia certinho na minha boca e meu pau já rosando sua buceta pequena, ai eu coloquei ela com as pernas bem abertas e comecei a chupa-la loucamente ela gozou na minha boca e puxava meu cabelo como uma louca e ai não aguentou e me falou fode essa noiva puta anda seu tarado me fode com força me estrupa abusa de mim na frente do meu noivinho vai, ai ela foi até sua bolsa pegou um pacote de camisinha veio me chupou colocou a camisinha e arreganhou as pernas e me disse vai fode essa cadelinha ai eu enfiei sem do com toda força ela esperneava gritava me xingava eu fudendo como um tarado sem do e sem pena e o Júlio chegou bem perto e ficava vendo e batendo punheta e falando isso sua puta da bastante essa buceta porque depois de cassada você será só minha não vai dar mais essa buceta pra ninguém, ai eu coloquei ela de quatro e metia sem do nossa eu estava quase pra explodir ai ela disse olha quando for gozar quero leitinho na minha cara, logo depois eu avisei vou gozar ela saiu debaixo de mim ficou de joelhos e disse isso tarado se vergonha goza na cara destra noiva puta que o noivinho vai beijar minha boca cheia de porra, ai eu gozei um pouco no seu rosto outro pouco dentro de sua boa e seios, ai ela se levantou e foi até o Júlio e lê deu um beijo de língua lambuzou o rosto dele com minha porra, ele a beijou loucamente acho que foi o melhor beijo que ele deu nela, ai ela acabou de bater uma punheta pra ele de pé mesmo ele gozou igual a um cavalo sua porra foi longe, ai ela voltou até mim e me beijou, ai nos três nos sentamos na cama ele o Júlio levantou e disse se podia pegar agua eu disse que sim ele foi até o frigobar e chegando lá abriu o frigobar e ficou meio abaixado deixando as bunda meio aberta eu pode ver a bunda linda que ele tinha e como abriu ao se abaixar ele sabia que estávamos olhando ele demorou eu vi até o cuzinho rosado dele, Julia olhou para mim meio rindo com aquela sena, ai ele voltou se assentou na cama e ai eu falei vou tomar banho ela me seguiu ele ficou na cama ai no banho ela me esfregou eu esfreguei ela ai parece que ela fez de proposito ela se virou de bunda pra mim e começou esfregando a bunda no meu pau, ai ela disse você e se vergonha está de pau duro já, e disse quer comer minha bunda eu disse logico quero já ela disse eu só dei minha bundinha só três vezes mas eu só te dou se você realizar nossa fantasia, eu disse mas já não realizei ela disse vc só realizou metade falta a outra metade, eu disse qual ela disse o maior desejo nosso e meu noivo vestir uma calcinha minha e deixar um cara fazer ele de putinha tirar o cabaço do cu dele ele e virgem mas tem o maior tesão em deixar ser estuprado por um macho principalmente o mesmo que comeu sua noivinha eu não sei se vc curti mas se fizer isso por nos eu vou ser agradecida e te deixarei comer minha bunda também, ai eu dei um sorriso e disse nossa comer uma bunda já e ótimo imagina comer duas e uma ainda virgem e pra já vamos nessa, ai ela me disse espera aqui cinco minutos já eu te chamo vou falar pra ele que vc topou e prepara ele ok eu disse beleza, ai depois de alguns minutos ela me chamou eu me enxuguei e quando cheguei no quarto a tv estava ligada e a luz apagada ele deitado de bruços ai eu acendi a luz ela disse não apaga ele tem vergonha eu disse nada disso sem vergonha agora ele vai ser meu noivinho putinha e sua noivinha putinha vai assistir tudo e com a luz acesa mas ia eu falei olha a calcinha que vc estava e branca e a dele e preta e é bem menor ela disse sabe eu estou com essa calcinha em minha bolsa faz tempo nos estávamos esperando uma oportunidade para ele usar e deu um sorriso ele estava de bruços na cama com as pernas meio abertas quietinho como se estivesse dormindo, nossa como aquela calcinha preta se destacavas naquela bunda branca e lisinha e grande também quase igual à da sua noiva ai eu já de pau duro me aproximei dele deitei encima dele coloquei minhas mãos em cima das mãos dele abri mais as penas dele para meu pau encaixar no vão de suas pernas ela veio se assentou ao lado da cabeça dele e ficou olhando, eu corpo encima do dele ele tremia e com os olhos fechado sua respiração estava rápido, ai eu disse baixinho no ouvido dele hoje vc vai ser minha putinha vou fazer com vc pior do que eu fiz com sua noivinha, ai dei um mordidinha na ponta da orelha dele, e levantei mordi o pescoço e mordi sua bunda devagar ai sem ele esperar eu dei um tapa na sua bunda que assustou ele e ela, ai eu disse levanta daí sua putinha ele levantou eu fui para beira da cama e disse ajoelha aqui no meio das minhas pernas e engole meu cacete e se você morder eu te meto a mão na cara ele se ajoelhou seu pau já duro meio saindo da calcinha, e começou a me chupar meio sem jeito eu percebi que era o primeiro cacete que ele abocanhava ai ele me deu uma mordida de leve fez de proposito e olhou para mim com cara de puta ai eu dei um tapa de leve na cara dele ele caiu com o rosto no chão de proposito e ficou com o rabo pra cima ai eu falei fica assim que está bonito e comecei esfregar o dedão do pé no rego dele, ai mandei ele se levantar e ficar de quatro na cama ai eu tirei a calcinha dele enfiei a cara dele no coxão ele ficou lá com aquela bunda arreganhada e com o cuzinho rosado a mostra bem fechadinho, eu não aguentei e cai de boca comecei a chupar aquele cu e lamber fodi ele com a língua e Julia ao lado abrindo a bunda dele ai ela falou nossa eu não aguento quero ver seu pau dentro deste cu quero ver ele virar putinha rasga logo essas pregas dele para ele virar uma putinha de verdade, ai ela se levantou trouxe um creme eu passei no cu dele coloquei a camisinha e fui pra cima dele encaixei a cabeça na entrada ela disse olha quando entrar mesmo que ele pedir vc não tira enfia tudo até o fim ok, eu disse tudo bem, ai coloquei meu corpo sobre o dele para ele não sair debaixo e coloquei a cabeça e fui enfiando ele mandou parar mas ela falava nada disso enfia tudo nesse rabo ai eu fui enfiando o Júlio tipo doendo mas querendo obedecer as ordens imperativas de sua noiva deixou ele só gemia baixo e começou a chorar ai quando enfiei tudinho naquele rabo eu fiquei quieto por um tempo a Julia chegava abaixar por trás de mim para ver a bagaceira meu pau dilacerou aquelas pregas ai depois de um tempo que o Júlio se compôs eu comecei a bomba gostoso naquele cu eu já não aguentava mais de tesão parecia que meu pau ia estourar ai eu soquei sem do meti gostoso ele chorava baixinho quando gozei eu fiquei em cima dele por um tempo ele se largou na cama e eu ali em cima dele, ai virei seu rosto para mim ele estava com o rosto cheio de lagrimas corado meio envergonhado e sem jeito eu não aguentei ver aquele rosto bonito vermelho e tímido como uma criança que tinha acabado de fazer uma arte ai eu dei um beijo de língua nele e ele retribuiu pra ele aquilo foi um agradecimento, ai eu ranqueei meu pau do cu dele saiu sangue misturado com outras coisas, ai ele foi para o banheiro se lavar eu vi que embaixo dele tinha uma posa de esperma ele gozou igual doido enquanto eu arrombava seu cuzinho, ai ela foi para o banheiro com ele tomar banho eu fiquei morto na cama eles voltou e se deitaram cada um de um lado ela me beijava e dizia obrigado por causa de vc nosso relacionamento vai ser muito melhor agora e ele acariciava meu peito e com a outra mão meu pau, pegamos no sono, na manhã seguinte levantamos eles se despediram eu disse a Julia e sua promessa ela me disse assim eu não esqueci não vai a noite lá no mesmo lugar eu vou cumprir o prometido ok, ai a noite eu fui mas esta história e outras eu conto depois ok, abraço assim para encerrar a Julia tinha 21 anos e o Júlio 24 anos, abraço contei tudo sem pôr e sem tirar só omiti os nomes verdadeiros para não compromete-los. Beijo.