Na Fronteira

Click to this video!

ola, meu nome e pena,dizem que quem é molestador, ja foi molestado na infancia,eu discordo;conheço homens que tiveram seu cuzinho inalgurado muito cedo e deram ate 10/12 anos e hoje uns dois ou tres sao gays outros vivem sem praticar abusos,e conheço quem na infancia nunca foi usado e depois de adulto adora criança;estou comentando isso para demonstrar a realidade,como na historia …ATÉ 10,o avo começou aos 63 anos,nao estou defendendo a causa,mas,mas isso existe em todo mundo,independente de dinheiro, religiao ou raça;…………………..
Agora vou contar mais uma…
Nos anos 80,eu era um jovem bonito,com uma formaçao militar e solteiro , tinha na epoca 23 anos e sempre que ouvia comentarios sobre pedo, eu nao me interessava,e sempre dizia que pior que isso era estrupador que pegava à força e nao importava se a vitima tinha 2,5,10 ou 60 anos,sempre achei as coisas forçadas, a pior violencia;nao estou usando tudo isso,pra justificar ou amenisar o que aconteceu comigo.
Estava de patrulha numa fronteira e eramos 6 homens,quando uma mulher ainda nova tentou passar com 2 quilos de maconha,ela iria levar à uma cidade proxima que ficava a uns 6 km da fronteira,ela iria ganhar ao equivalente hoje, a uns 50,00 reais;ela nos contou que fazia isso para sustentar 3 filhos,e era a segunda vez que fazia,todos queriam leva-la ao comando pra fazer presença,nao ligavam para a apeençao,inclusive de nois 6, 4 fumavam maconha,eu e um outro companheiro ficamos penalizados com a historia dela,mesmo podendo nao ser verdade,resolvemos dar o valor que ela ganharia e a maconha ficaria com os outros quatro,tudo acertado e ela voltou pra sua casa,eu fiquei de folga no final de semana e, resolvi ir pra a cidade do pais vizinho, la teria mulheres e diversao, fui com outro soldado pois, nao se podia sair sozinho,la nos separamos e fui para uma feira onde se vendia de tudo,fui para uma barraca e pedi cerveja,e um tira gosto e fiquei ali olhando o movimento,derrepente vi a mulher numa barraca em frente,estava com as mesmas roupas suradas e parecia meio perdida, num inpulso fui em sua direçao, ela estava tao desligada que se assustou quando eu a toquei,apos esse primeiro momento perguntei se ela queria beber ou comer alguma coisa,nao estava com a intençao de seduzi-la, alem do mais ela era bem feia e muito magra,esqueletica mesmo,ela aceitou e voltamos pra barraca onde bebia,ofereci cerveja ela nao quiz,e aceitou um salgado com refrigerante,perguntei se ela teve problemas por perder a maconha e ela disse que por sorte, tinha um olheiro que viu tudo e contou ao chefe,e nao viu quando demos o dinheiro a ela,ai ficou tudo bem e eles deram como perdido,conversa vai conversa vem ,ela me chamou para conhecer sua casa,fiquei meio temeroso mas acabei indo,mais porque ja tinha tomado 5 cervejas e ja estava meio alto,chegando la me deu pena, era um barraco na beira do rio,sem luz e era com um unico comodo e o banheiro rustico ficava do lado de fora, junto a uns pes de banana,ali moravam ela e seus filhos,um menino de 6 anos e duas meninas,uma com 8 outra com 10,fiquei ali por uns 20 minutos, e sai entrando num armazem grande que vendia de quase tudo,ela e as crianças vieram comigo e embora tivesse com pouco dinheiro ,o cambio era bem favoravel;comprei varios itens de alimentos e tomei cerveja,as crianças comeram alguns salgados,bicoitos e tomaram refrigerantes,como tinha gasto mais da metade do meu dinheiro resolvi voltar ao destacamento,as crianças insistiram para que eu voltasse e acabei prometendo voltar dentro de 15 dias, pois estaria novamente de folga no final de semana e tambem seria pagamento(na sesta),fui ao banco,peguei o pagamento que hoje seria mais de mil reais e ainda saquei mais mil de minha conta,no sabado atravessei a fronteira e fui direto ao armazem, ao me ver o propietario veio logo me atender sorrindo e me cumprimentando;eu falo bem o espanhol pois,minha mae era espanhola e esse foi o motivo de ter sido transferido pra la,no armazem pedi uma cerveja e comecei a comprar;fiz compras para dois meses no minimo e pedi que entregasse na casa de carmen,..esse era o nome da mulher,colocaram tudo numa pick up e quando o motorista voltou trouxe duas crianças,comeram alguns doces e biscoitos e tive que levar os dois,pra casa deles,ai é que ficou complicado;chegando la sentei num banco tipo banco de kombi e logo o menino sentou no meu colo´,eu usava uma calça de tergal bem fina e com os movimentos do guri meu pau ficou duro,ja tinha mais de vinte dias que nao trepava e começei a sentir muita tezao, queria tirar o garoto mas meu pau saiu pelo vao da cueca, tentei disfarçadamente ajeitar ele mas, so piorei a situaçao,a carmen estava sentada em uma lata bem na minha frente e se o garoto se levantasse ela com certeza veria minha situaçao,tentei conversar com ela varios assuntos pra ver se o pau baixava mas,o garoto continuava se esfregando e eu ja tava quase gozando,ai ela se levantou e foi ate ao fogao de lenha e acendeu um cigarro,aproveitei e sai quase correndo em direçao ao banheiro,la forcei pra mijar e vi uma rodela bem grande que ficou na calça quando meu pau melou,passei no varal de roupas peguei uma camiseta que estava secando e esfreguei para me limpar,ao entrar a menina mais nova disse ei fez xixi na calça, sorri meio sem graça e me sentei novamente,essa menina sentou ao meu lado e o garoto veio pro meu colo de novo,tentei evitar mas carmen disse que ele tinha se afeissoado a mim e que nem adiantava pois ele era assim mesmo,em menos de 20 segundos la tava eu com o pau duro,me esforcei pra agir naturalmente mas a menina colocou sua maozinha bem em cima do meu pau e começou a apertar bem lentamente olhei pra ela e percebi que ela fazia de proposito,o pior que carmen estava bem de frente e a qualquer momento poderia notar,a carmen se levantou,disse alguma coisa sobre comida e foi pro fogao,a menina massageava meu pau e o moleque rebolava nele,..gozei,peguei a mesma camiseta, fui pro banheiro me limpar estava muito lambusado que ia ficar muito dificil nao ser notado e resolvi molhar a calça,ao entrar na cozinha disse, olha so, fui lavar as maos no balde e ele virou e acabei quase tomando um banho, todos riram e ja estava pensando me despedir ,quando, chegou a menina de 10 anos,que estava na casa de uma tia ali proximo,sai prometento voltar no outro dia, fui pra cidade e procurei uma puta e fomos pro hotel,confesso que meti na puta relembrando a gozada de mais cedo;acordei por volta das 10 hs e paguei a mulher e o quarto,era domingo e fui ate à feira,nao quis beber e fiz um lanche reforçado,quando fui pro quarto com a puta lavei minha calça e como era fina secou rapido,mas vamos aos fatos,fiquei rodando ate umas 2 hs, almocei e fui pra casa de carmen,nao tinha outro lugar pra sentar e fui pro tal banco,mas ninguem sentou no meu colo e carmen me perguntou se eu nao queria comprar cervejas e um pouco de gelo,fui e trouxe 5 cervejas e gelo,comecei a beber pensando:,gozei bastante e hoje nao vou ficar de pau duro,párece que o garoto adivinhou e entando na casa veio direto pro meu colo,em segundos, la estava eu com o pau feito uma estaca,duro e melado,a carmen,estava ocupada cuidando das roupas,e ficava mais la fora que dentro da casa,foi ai que comecei a ouzar,desabotoei a calça e coloquei meu pau pra fora, puxei a cuequinha do garoto,ele estava so de cuecas,e nao tentou evitar,quando coloquei as maos entre as pernas dele, senti que o piruzinho dele estava duro;fiquei esfregando bem na portinha do cu e ele forsava pra entrar,pela posiçao e por falta de mais lubrificaçao,nao tinha jeito,esfreguei e ele ja estava quase de quatro,peguei meu pau e esfreguei ate gozar,mandei ele ficar de pe e nesse momento entrou a menina de 10 anos e viu ele ainda com a cueca arriada,guardei meu pau e fui beber la perto de carmen,quando os dois sairam da casa,a menina nao disse nada e me olhou dando um sorrisinho que me fez entender que ela sabia o que rolou;as duas meninas se afastaram indo para perto do rio e quando olhei pra bundinha do guri vi minha porra escorrendo e a cueca toda melada,na hora nao tive tempo de limpa-lo;quando ele foi pra junto da mae fiquei meio assustado,mas depois de algum tempo ali ele foi pra junto das irmas e acabou entrando no rio e elas tambem,quando eles voltaram as meninas me olhavam e coxixavam,percebi que elas tinham conversado com o irmao,a cerveja me deu moleza e voltei pra dentro para tirar um cochilo,nao deu pois as irmas entraram,a menor sentou do meu lado e segurou meu pau e ficou tentando abrir minha alça, a de 10 veio pra ajudar e botaram meu pau pra fora e começaram a punhetar ai a coisa ficou doida e chamei as duas para ir pra beira do rio onde tinha um barranco ha uns 200 metros da casa fomos e o irmao foi tambem, la ficamos pelados e as duas me chuparam, e coloquei a maior deitada e forcei seu cuzinho,melei bastante e entrou tudo, depois na de oito nao concegui quando foi a vez do menino entrou e gozei,mau pau continuava duro e a de 10 sentou nele so que na direçao da xereca,foi forçando e engoliu todo,aquele trio ja estava acostumado com putaria,enquanto metia a menina chupava o piruzinho do irmao,dei outra gozada e nos lavamos e voltamos pra casa,quando chegamos a carmen falou,..poxa voces demoraram,tavamos tomando banho no rio, disse eu;fiquei mais um pouco e fui embora,pensado no ocorrido,sera que eles iriam contar?,segunda tirei serviço e na terça la estava eu,quando cheguei as crianças nao estavam em casa,tinha tazido duas cervejas e fiquei conversando com ela,ela notou que eu estava ancioso e do nada ela disse que as crianças nao iam demorar,desconvercei e tive o pressentimento que ela sabia de algo,eles chegaram e carmen me pediu pra que eu ficasse com eles para ela ir ver a irma que nao estava muito bem, dizendo que levaria umas tres hora na casa dela,ela falou isso frizando bem a hora,ela nao tinha andado 20 metros e todos os tres ja tinham tirado as roupas,ai a de 10 colocou um colchao no chao e deitei nele,todos me chuparam e eu retribui chupando todos peguei a de 8 e consegui colocar a cabeça dentro de seu cu,depois esfreguei na xotinha me controlando pra nao gozar,agora era a vez do garoto,melei com cuspe e e coloquei ele na posiçao de frango assado,metendo ate meus ovos encotar,nao deu pra segurar, aquela bundinha pequena com meu pau todo dentro,gozei;me levantei tomei a outra cerveja e comecei beijando a mais velha,joguei cerveja na mao e esfreguei na xota dela,nos deitamos e fodi ela como fodia as mulheres que saiam comigo,soquei meu pau num vai e vem doido e enxi sua xereca de porra,me limpei e ficamos todos se pegando so de sacanagem pois meu pau so ficava meia bomba,escutamos a carmen chegando,me recompus e pedi que eles fossem comprar mais tres cervejas,conversamos sobre a irma mas, minha cabeça estava na putaria que rolou ali mesmo,ai que dei conta do colchao que etava ainda no chao e nele tinha uma mancha de minha porra,os tres chegaram e pedi pra mais velha guarda o colchao,a carmen lavantou e ela mesma guardou,e ainda encostou a barriga bem encima da porra,o moleque voltou a sentar no meu colo e o pau começou a subir de novo;deixei rolar,foda-se,quando ele se levantou coloquei minha mao em cima do meu pau pra esconder um pouco,carmen pediu pro garoto pegar umas lenhas pro fogao e me ofereci pra ir junto,as lenhas estavam num galpao caindo aos pedaços com cobertura de chapas de latao,la o garoto disse; vamos fazer de novo e baixou o chortinho,,fui ate a porta do galpao ,nao tinha ninguem e enpurrei o pau,demorei a gozar mas tava muito bom,tinha deitado ele sobre um barril e ficou na altura certa,e novamente alaguei o cuzinho dele de porra,enquanto juntava a lenha ele saiu com um feixo em direçao à casa,colocamos a lenha e nesse movimento começou a escorrer porra pelas pernas dele,fiquei realmente preocupado,ai tive certeza que carmen viu, pois ela olhando pra ele disse,..ei,va la no rio de um mergulho que voce ta todo sujo,gelei mas ela completou olhando pra mim,ele carrega a lenha escorando na barriga, dei um sorriso sem graça e tomei o copo de cerveja de um gole só,fiquei durante seis meses comendo os tres,ai meu tempo acabou e tive que voltar pro meu quartel e veio outra turma,;..teve varias situaçoes em que carmen so nao viu porque ou era cega ou muito inocente,ate teve uma vez que tava metendo no garoto no tal galpao e ela chegou pra pegar lenha eu tava vestido so com o pau pra fora mas o garoto tava pelado e deitado no latao, ela pegou a lenha e disse que parecia que ia chover e saiu,eu empurrei nele de novo,…,numa outra vez a menina de 8 tava me chupando e ela entrou na casa, empurrei a menina e coloquei as maos em cima do meu pau duro,bem, so sei que foram seis meses de muita putaria,e essa situaçao, mudou minha vida, mas isso e uma outra historia.