A Ritinha putinha

Click to this video!

Eu tenho tara em neguinha e essa estória tenho de contar. Essa neguinha veio trabalhar na minha casa quando minha mulher tava prenha da terceira vez. A bixinha chamava Rita e tinha uns 17 pra 18 anos mas tinha um par de tetas do tipo melão. Quando vi, na primeira vez já de noite bati uma punheta bem gotosa imaginando que ela tava la no quarto dos fundinhos dormindo talvez peladinha com as tetas pra fora naquele calor.. No segundo dia eu dei um jeitinho de ir conversar com a mulatinha e vi que ela do tipo fogosa falsa recatada, dei uma encostada do meu braço no biquinho de um dos peitão dela e vi que ela tava com sutiã mas mesmo assim o bico do peito tava teso. Uiii aquilo me deu tesão na hora meu pau deu aquela subida e eu baixei a mão e apertei ele olhando pra ver a reação dela e ela ficou so olhando, a biscatinha. De noite eu dei uma fudida animal na minha mulher e fiz ela gemer bem alto que era pra neguinha escutar mesmo. |Gozei dando uma urrada bem gostosa no cu da minha mulher que ela ate me chamou de bruto e virou pro canto e foi dormir. Mas eu ainda tava insatisfeito e como era fim de semana eu fui pro escritório procurar um pornô bem safado ou procurar uma mulata numa sala de bate-papo, naquela época eu sempre entrava em chat de putaria e arranjava muita vagabunda safada pra ficar tocando punheta com elas e até já tive uma que encontrei pessoalmente e levei pra comer em motel.
A minha vontade era regaçar aquela mulatinha novinha, mas eu ate naquela época nunca tinha pegado empregada nem mulher nenhuma na minha casa, so na rua. Eu sempre traí minha mulher, sempre fui safado. Teve época de eu ter amante até no serviço, uma recepcionista safada de um departamento perto o meu na firma, eu pegava ela na saída pro almoço e levava num motel pertinho na saída pra rodovia e metia ferro nela sem camisinha direto. A safada namorava outro carinha da firma mas mesmo assim eu comia ela facinho quando eu queria porque a loirinha falsa era mais puta que tudo, já no carro eu tirava o pau pra fora e ela não aguentava e descia a boca e ia mamando gotoso até chegar la e aí sim eu subia no lombo dessa vadia e metia nela ate ela mijar de tesao e eu gozava onde eu queria. Fiquei metendo nessa vagaba por uns 2 anos até que ela foi mandada embora da firma.
Mas voltando na Ritinha, eu demorei uns dias ainda aguentando a vontade de meter nela, mas um dia teve o chá de bebe da minha mulher e teve aquelas paradas no salao de festa do prédio e veio um tanto de gente e os amigos e entre eles um amigão meu chegado brother de longa data que agente fez muita farra junto e ainda faz de vez em quando escondido das nossas mulher. Ele é safado demais e foi logo botando o olho na Ritinha e logo que deu jeito ele falou – rapaz e aquela carninha nova no pedaço, heim! Já pegou?
E eu ri e falei – bicho, eu ainda tô só na punheta pra essa mulatinha.. ainda não teve jeito.. vc pira?
Aí a festa roloando e numa certa hora eu tive de ir la no apto pra pegar qualquer coisa que a minha mulher pediu e quando eu entrei pela porta da cozinha eu ouvi uns barulho no quarto de empregada e olhando eu vi que a minha menina mais nova tava mamando mamadeira no sofá, lembrei que a |Ritinha tinha subido pra cuidar dela aí fiz o que eu tinha de fazer e vim de novo com intenção de procurar assunto com a mulata no quartinho dela tentar qualquer coisa.. quem é macho sabe como é.. Mas pra minha surpresa quando abri a porta vi meu amigo agarrado com a mulatinha com os peitão pra fora da blusinha e o pauzão duro dele na mão.. Uiiiii…. que tesão louco! Meu amigo nem ligou deu risadinha e ela ficou toda sem graça apuradinha andando pra lá e pra cá tentou entrar no banheiro puxando a blusa pra se tampar e eu falei – Que delicia de cena heim… eu também quero participar Ritinha, ou posso dizer Putinha…!? E piscando pro meu compadre já alcancei a vadiazinha e puxei de vez a blusinha dela arrancando os botões ela ficou com os peitão a vontade pra fora os dois aqueles melão já meio bicudos eu comecei a pensar que ali muito macho já tinha mamado, viu… Nisso veio meu amigo chegando e pegando nela por tras e nos dois pegou nela esfregou nela a vontade apertando a mulatinha eu espremi os dois bicos dos peito dela dei umas chupada bem gostosa enfiei a mão na xota por baixo da saia e mandei ela tirar aquilo e ela so suspirando e gemendo e falando um – aii nãaaao.. patrão..! mas bem safada, bem sem convicção.. e nós os machos passando a mão na neguinha a vontaaade!!
Eu vendo o tanto que a vadia era fácil fiquei com raiva de mim por ainda não ter comido a vagaba, mas já feliz porque a partir daquele momento ia passar a vir no quarto dela fazer ela virar minha putinha.. |Pensando isso dei uma afastada pra que meu amigo tivesse mais jeito de chegar nela porque ele ia ter menos chance que eu.. ele já deu uma cuspida no pau e falou – quero meter abre pra mim ritinha, abre o rabo..!
Ela apoiou uma mão na cama e a outra abriu o rabao de nega dela e eu pude ver o cu roxinho da égua e o meu amigo chegou o pau dele pra dentro dela bem animal mesmo bem tarado e aquilo me deu mais tesao! A ritinha já tinha levado jeba no cu, deu pra ver porque ela já mostrava que sabia como ia ser e começou rebolar no pau do meu amigo comigo dando umas ordenhadas nas tetonas dela que era ainda durinhas mas tinham uns bicão uns mamilo bem grande e duro ela era uma puta gostosa demais e o meu cumpadi metendo na xota dela que ele tinha dado uma cuspida boa pra lubrificar mas que agora tava fazendo ate barulho de tanto que tava lambuzada.. eu dei sinal pra ele que eu queria meter também e ele tirou o pau e veio pra ela mamar e eu fui atrás dela e ajeitei o meu e dei aquela fincada e ela gemeu igual uma gata aquilo me deu mais tesao e eu dei umas bimbada e falei – não aguento eu vou soltar nessa cachorra, véi! E logo ela sentiu o jato da porra la dentro e falo – naaao patrão não goza dentro aiiiii!! Mas falou isso rebolando igual uma puta de cabaré e eu me acabei dentro da bucetinha dela que ela gostosa demais!
Aí eu tirei o pau e sentei no sofá e fiz ela vir me mamar enquanto era a vez do meu amigo e ele falou – então o meu tesão agora vai ser nesse cuzinho roxinho seu, ritinha… E deu uma melada no pau dele na minha porra que tava saindo da xeca e começou a trabalhar no buraco dela meteu a cabeça e ela reclamando muito e eu dei umas sacudida na cabeça dela segurando pelos cabelo e falei – facilita pra ele, anda sua puta!! Gosta de apanhar ãhh?? Quer levar na cara heim!!!? Não gosto de desobediência dentro da minha casa, não!! Abre o cu pras visita anda, cachorra sem vergonha!!!
Quando a vadiazinha ouviu isso ela ficou feito louca ela gemeu alto e abriu o rabo e ao mesmo tempo me mamou gostoso bem gulosamente..! E eu olhei pro meu cumpadi e nós dois rimos gostoso!! A puta era cadelinha e gostava de ser usada feito uma égua no cio!!! Não demorou e meu amigo esporreou gostoso no cu dela, claro!
Nós decemos pra festa muito satisfeitos depois dela limpar os nossos paus e ficar lá pra se recompor.
Passei a meter na Ritinha direto. Eu dava dinheiro pra ela toda vez, dava 100 reais toda semana de foda e trabalho e olha que isso era em 2002 por aí… Logo eu descobri que ela já veio pra trabalhar na nossa casa mãe solteira e que a filha de 3 anos tinha ficado com a mãe em Tocantins. Então ela fazia bom uso do dinheiro que eu dava pra ela.. e por isso ela era fiel e discreta e me ajudava com as minhas desculpas quando arrumava minha escapulidas na rua. Um dia depois de uns 4 a 5 anos, ela veio com a novidade que queria trazer a moleca dela pra são Paulo.. E eu logo comecei a ter umas ideias e perguntei se ela teria coragem de deixar eu mexer na menina dela… que já devia ter uns quase 9 anos de idade.. devia ser gostosinha como ela… Ela deu um sorrisinho e falou que sim quem sabe.. Mas de todo jeito aquilo já me deu um tesão novo e naquela noite eu meti nela pensando na filinha… Outro dia eu conto a continuação, meus caros.