Deixei o melhor amigo do meu pai me molestar – 1* Parte


Click to this video!

Deixei o melhor amigo do meu pai me molestar.
Olá me chamo alyne “Fictício” e hoje vou contar como deixei o melhor amigo do meu pai me molestar!
Eu era loirinha, cabelos lisos e compridos, nem alta nem baixa,’tinha uma boquinha pequena, meus peitinhos eram pequenos do tamanho de uma bolinha de tênis e eram durinhos “Ainda em crescimento”, uma barriguinha sexy, coxas lindas e grossinhas e a minha bucetinha a “Judite” era pequena e um pouco papudinha com poucos pelinhos “Ainda em formação”.
Eu só tinha 12 aninhos e é claro que já ficava com alguns garotos da escola “Escondido” e tinha muitas curiosidades inclusive sobre meu corpinho, eu e minhas amigas da escola conversávamos sobre muitas coisas até sobre sexo elas me perguntavam se eu tinha medo de perder a virgindade? eu dizia que sim! mas já queria ser tocada por um homem.
Bem certo dia eu voltava da escola e quando entrei em casa vi meu pai conversando com um amigo na sala eu não o conhecia! então meu pai falou: filha tudo bem? como foi a escola hoje?
Eu disse: tudo pai! a escola foi boa! depois seu amigo falou: essa que é sua filha? ela é muito bonita parabéns! meu pai disse: é sim ela é bonita mesmo! eu disse obrigada e fui pro meu quarto.
Bem já era quase 11:25 eu fui tomar um banho pra almoçar, depois do banho vesti uma blusinha rosa com um shortinho curto e coladinho que dividia bem minha xoxotinha! meu pai já estava acostumado a me ver assim, mas seu amigo quando me viu daquele jeito falou: nossa você tá linda! disse obrigada e sentei a mesa pra comer.
Meu pai disse que seu amigo iria ficar pra almoçar com agente, durante o almoço conversámos sobre muitas coisas e aproveitei pra perguntar seu nome? ele disse que se chamava marcos e perguntou o meu? falei que o meu era alyne “Fictício”
Almoçamos e conversámos muito, de vez em quando quando meu pai não estava olhando ele olhava pra mim e sorria eu sorria também, terminei de almoçar e fui deixar o prato na pia e quando estava caminhando pra fora da cozinha percebi que ele não tirava os olhos de mim!.
Eles continuaram almoçando e eu fui pro meu quarto, uma meia hora depois eu fui beber água e meu pai estava lavando as louças perguntei pelo marcos e ele disse que ele já tinha ido embora mais que viria jantar com agente.
Não sei porque mais fiquei feliz em ouvir isso!
Anoite chegou! eu fui tomar banho! mas tarde a campainha toca fui atender era o marcos, ele disse: oi boa noite! eu respondi: oi pode entrar! eu usava uma blusinha curta um pouco acima do umbigo e um shortinho bem curtinho e coladinho que marcava bem minha xaninha!
Quando ele me viu disse: uau… nossa alyne tá linda! eu agradeci, então ele falou: pega alyne e pra você! “Era um presente”, eu disse obrigada e quando abri não acreditava no que ele tinha me dado! era uma blusinha de alça e uma calcinha minúscula com um velzinho bem no meio.
Não esperava receber nenhum presente quanto mais um presente tão ousado daqueles, nunca tinha ganhado um presente daqueles de um homem.
Ele então falou: esconde esse presente no seu quarto! perguntei porque? ele disse: esconde se não seu pai vai brigar comigo! fui correndo guardar, ele foi pra cozinha conversar com meu pai.
Guardei o presidente e depois fui pra cozinha… jantamos e conversemos bastante, durante o jantar ele não parava de olhar pra mim, eu confesso que gostava!
Depois do jantar! eu voltei pro meu quarto e meu pai e o marcos foram pra sala, eu estava vendo o presente que o marcos me deu, não acreditava que tinha ganhado um presente daqueles principalmente de um homem que eu mau conhecia, minutos depois meu pai me chamou.
Cheguei na sala! meu pai e o marcos estavam falando sobre trabalho, eu não entendia nada, então o marcos falou: arthur vamos mudar de assunto pra alyne participar da conversa também? meu pai disse: tem razão!.
Meu pai disse: filha senta aqui, eu sentei no seu colo tava acostumada a sentar no colo dele, conversamos sobre muitas coisas: escola, brincadeiras, comidas preferidas, etc.
Meu pai começou a fazer carinho na minha barriguinha eu adorava quando ele fazia isso! agente continuava conversando, ai de repente meu pai falou: alyne sai do meu colo preciso ir no banheiro! sai e ele foi, fiquei sozinha com o marcos na sala.
Agente conversava e de repente ele falou: alyne posso fazer carinho na sua barriguinha? eu fiquei um pouco assustada e disse que não! ele insistia deixa alyne só um pouquinho você vai gostar! eu queria mais tinha medo do meu pai ver e brigar comigo falei que não! ele continuava insistindo deixa alyne só um pouquinho! eu disse que meu pai poderia ver! marcos disse: ele tá no banheiro ele não vai ver você deixa? eu queria então disse: deixo mas só um pouco tá! ele disse: tá bom! marcos foi se aproximando de mim e foi levando a mão até minha barriguinha e começou a passar a mão e fazer carinho nela! agente conversava e ele sempre fazendo carinho foi então que ele falou: alyne senta aqui no meu colo! eu confesso que queria sentar mais tive medo do meu pai brigar comigo! então disse que não.
Ele continuou falando: senta alyne só um pouquinho eu disse que meu pai podia ver, ele falou: ele ainda tá no banheiro ele não vai ver senta aqui! tava louca pra sentar no colo de um homem que não fosse meu pai, eu falei: tá bom! eu sentei no seu colo ele continuava com os carinhos eu tava adorando.
Ele falou baixinho no meu ouvido: você gostou do presidente alyne? eu disse que sim! ele perguntou se eu iria usar a calcinha que ele tinha me dado? disse que sim! que qualquer dia usaria, ele continuava falando baixinho: você é muito linda alyne! você tem um corpinho lindo! disse obrigada não acreditava no que tava ouvindo, meu coração batia um pouco acelerado.
Ele perguntou se eu já tinha algum namoradinho? falei que não! ele então falou: alyne você já beijou na boca? eu disse que sim! ele também perguntou se eu era virgem? disse que sim! ele perguntou se eu já queria perder a virgindade? falei que não! que eu era muito nova! ele disse: tem razão alyne! depois ele falou no meu ouvido: alyne você deixa eu te dar um beijo? eu confesso que queria mais tinha medo do meu pai descobrir.
Falei pra ele que ali não dava, meu pai poderia ficar sabendo! ele disse: não se preocupe ele tá no banheiro ele não vai saber! então você deixa? eu queria então disse que sim! ele então me deu um selinho de leve depois me deu um beijo mais demorado e começou a me beijar de língua nunca tinha beijado um homem mais velho gostei muito.
Eu não queria parar de beijar ele! ele pediu pra mim colocar meus braços envolta do seu pescoço eu coloquei! ele continuava fazendo carinho e me beijando, depois agente ouvimos quando meu pai deu a descarga eu disse é meu pai! o marcos falou: sai do meu colo eu sai bem de pressa e sentei no sofá.
Meu pai voltou pra sala! eu e o marcos continuamos conversando como se nada tivesse acontecido, meu pai sentou e ele e o marcos começaram a falar de trabalho.
Meu pai não desconfiava que eu tinha sentado no colo dele e dado uns beijinhos nem que o marcos tinha me dado um presente então meu pai falou: alyne já tá tarde vai dormir eu disse: eu não tô com sono! na verdade eu tava com muito sono, mais queria dar mais uns beijinhos no marcos… ele disse: vai logo menina amanhã você tem aula.
Então eu fui! meu pai me deu boa noite e o marcos também ele e o marcos ficarão conversando, quando cheguei no quarto deitei na cama e fiquei pensando no que tinha acontecido.
Eu peguei no sono! no dia seguinte eu acordei tomei banho e vesti o uniforme da escola, desci e fui tomar café meu pai já tinha preparado tudo.
Depois de merendar fui pra escola! mais não contei nada que tinha acontecido pra ninguém, voltando pra casa pensava se o marcos estaria lá cheguei em casa e só estava meu pai, perguntei: pai o marcos não vem aqui hoje? ele disse que não, o marcos está trabalhando! meu pai nem desconfiava no que tinha rolado entre eu e o marcos bem depois meu pai mandou eu tomar banho pra almoçar eu fui, no banho não parava de pensar no marcos queria beijar e sentar no colo dele de novo.
O dia foi passando e eu não parava de pensar no marcos pensava se ele iria lá em casa! bom o dia passou e não tive contato com ele, bom no dia seguinte fiz a mesma coisa de sempre acordei cedo tomei banho e fui pra escola! quando voltava pra casa pensava se o marcos estaria lá? bem cheguei em casa e nada do marcos aparecer, queria me jogar no seu colo e beijar muito ele!
Bem! a tarde chegou e meu pai teve que sair pra resolver uns assuntos e disse que iria demorar, eu fiquei em casa descansando e o telefone tocou eu atendi era o marcos fiquei feliz! ele queria falar com meu pai disse pra ele que meu pai não estava e que iria demorar então ele falou: você tá sozinha alyne? eu disse que sim! ele falou: quero te ver posso ir até sua casa? disse que podia tava louca pra sentar no seu colo e beijar ele de novo.
Eu corri e fui tomar outro banho depois vesti uma camisola curtinha e bem fina coloquei a calcinha que ele tinha me dado! e fiquei esperando ele chegar, ele chegou e disse: você tá muito linda! me abraçou e deu um beijo na buchecha.
Ele falou: tava louco pra te ver alyne! eu disse: também tava! sentamos no sofá ele logo falou: senta aqui no meu colo eu sentei! ele logo perguntou: posso te beijar? eu disse: pode marcos! ele começou a me beijar tão gostoso, ele me beijava de língua eu correspondia passando minha língua na dele.
Eu coloquei meus braços envolta do seu pescoço e ele continuava me beijando, depois ele levou sua mão até minha barriguinha e começou a fazer carinho por cima da camisola tava tão bom! ele começou a falar coisas no meu ouvido: alyne você é linda! você é muito gostosa.
Nunca tinha ouvido aquilo de alguém meu coração batia acelerado! de repente ele falou: você já usou a blusa e a calcinha que eu te dei? eu disse: a blusa não, mais a calcinha tô usando agora! nessa hora senti algo endurecer em baixo da minha bundinha! eu sabia o que era mais nunca tinha sentido um pau duro! ele voltou a me beijar e foi descendo sua mão até minha coxa, eu tentei tirar mais ele falou: deixa eu fazer carinho? eu deixei! ele passava a mão e me beijava…
Ele foi deslizando a mão por baixo da minha camisola, eu pedi pra ele parar! ele falou: você não gosta? eu disse que não gostava! ele então falou: então deixa eu ver sua calcinha? eu queria mostrar! mais disse que não, eu falei: você já viu foi você que comprou! ele disse: eu sei! deixa alyne só um pouquinho só pra ver como ficou mostra só pra mim! e continuava fazendo carinho na minha coxa.
Eu falei que tinha vergonha e que meu pai poderia chegar e pegar agente no flagra, mais tava louca pra mostrar pra ele! ele disse: mostra e só pra mim alyne! eu disse: aqui não dar marcos! ele falou: então vamos pro seu quarto? eu disse: não! ele falou: vamos alyne você não gosta de mim? eu disse que gostava mais tinha vergonha de mostrar! ele falou: alyne eu não vou contar pra ninguém juro, mostra pra mim antes que seu pai volte.
Eu tava louca pra mostrar! então disse: tá bom eu mostro eu sai do seu colo e fiquei em pé ele também se levantou eu peguei na sua mão e levei ele até meu quarto, lá no quarto ele sentou na minha cama e disse: vem alyne senta aqui! eu sentei no colo dele, agente começamos a nos beijar.
Ele foi descendo a mão pelo meu corpinho e colocou na minha coxa e ficou alisando! depois ele falou no meu ouvido: alyne mostra sua calcinha pra mim mostra? eu não disse nada! eu sai do seu colo e fiquei em pé na sua frente e levantei um pouco minha camisola e mostrei pra ele, tava com muita vergonha nunca tinha ficado desse jeito pra um homem.
Quando ele viu minha calcinha parecia que ele me comia com os olhos e falou assim: nossa alyne ficou linda em você! alyne sabia que você é muito gostosa! tô louco por você, eu só sorri, depois ele falou: você já menstruo alyne? eu disse que sim! ele então perguntou: quantos anos você tinha quando menstruou? eu disse que tinha 10 aninhos ele disse nossa alyne!.
Eu sentei na cama e cruzei minhas pernas, e ele voltou a me beijar e passar a mão em mim! de vez em quando ele olhava pra minhas coxas e falava baixinho sussurrando: alyne você é linda e gostosa! sua respiração tava ofegante e seu coração batia acelerado e o meu também!.
Ele beijava minha boca e sugava minha língua eu não queria mais parar tava louca pelo marcos! depois ele falou: alyne sobe mais pra cima da cama e se deita, eu subi e deitei ele deitou do meu lado e começou a me beijar, sua mão deslizava pela minha camisola! senti ele apalpar meu peitinho eu tentei tirar mais ele disse: deixa alyne só tô fazendo carinho, então deixei!
Ele beijava minha boca, beijava minha bochecha, as vezes dava uns beijos no meu pescoço, ele falava sussurrando: você tá gostando? eu tava agarrada no seu pescoço e sussurrava no ouvido dele que sim! ele começou a beijar e chupar meu pescoço, eu não aguentei e comecei a sussurrar: ai marcos hum devagar marcos! eu tava gostando, mais tinha medo do meu pai pegar agente!.
Ele me beijava e enfiava sua língua na minha boca, eu também passava minha língua na dele! enquanto agente se beijava ele foi descendo sua mão pelo meu corpinho até chegar nas minhas coxas ele passava a mão e a apertava, eu tava toda arrepiada! ele me tocando! ele foi deslizando sua mão pela minha coxa por baixo da camisola, pedi pra ele parar ele dizia: calma alyne fica calma eu fui deixando ele foi descendo a mão até chegar na minha calcinha.
Eu tremia de tão nervosa mais não queria que ele parasse, tava gostando de sentir sua mão sobre minha calcinha! ele me beijava e alisava devagarinho por cima da calcinha primeiro na testa do meu bicho depois foi descendo até meu pingue-linho e começou a fazer carinho na “Judite” e assim que chamo minha buceta! eu não ligava mais pra nada, eu não queria mais parar, comecei a gemer baixinho: ai ai hum… ele perguntou se eu queria que ele parasse? eu disse: não! não para ah hum continua!.
Ele continuava mexendo no meu grelinho! ele pediu pra mim tirar a minha camisola, eu disse que tinha vergonha, ele falou: tira vai só pra mim alyne ele foi falando com jeitinho no meu ouvido, e acabei tirando! eu tava sem sutiã então mostrei meus peitinhos pra ele, ele olhava e dizia que eram lindos, nunca tinha mostrado eles pra ninguém! eu tava com muita vergonha e acabei cobrindo meus peitinhos com as mãos, ele falava: tira as mãos alyne eu dizia: não! eu tenho vergonha marcos! ele foi tirando minhas mãos de cima bem devagar e viu meus peitinhos.
Ele pegou e apertou com carinho! eu só suspirava e gemia baixinho, ele começou a beijar minha boca com vontade eu correspondia passando minha língua na sua, ele foi descendo a mão até minha calcinha! fez carinho por cima ele apertava meu grelinho e chupava meu pescoço! eu já não queria saber de mais nada, de repente ele colocou sua mão dentro da minha calcinha eu disse: ai não marcos tira mão tira! ele não tirou e começou a fazer carinho na minha macaquinha eu pedi pra ele parar ele falou: fica calma você vai gostar alyne!
Eu fui acostumando com sua mão dentro da minha calcinha sentia seus dedos roçando nos meus pelinhos, ele mexia na minha grutinha tava tão gostoso! ele passou o dedo bem no meio da minha lasquinha, eu já gemia mais auto ele dizia: isso alyne geme geme mais gatinha isso tá gostando? eu não dizia nada só gemia e me contorcia toda na cama.
Agente se beijava ele continuava mexendo na minha bucetinha devagarinho! de repente ele falou: tirar sua calcinha? eu disse que não! ele falava: tira! deixa eu ver sua buceta, deixa alyne! ele mexia no meu grelinho! eu suspirava gemia mais auto e me contorcia toda! ele foi tentando tirar eu segurava minha calcinha e dizia: para marcos! ele não parava e foi descendo minha calcinha ele tirou até minhas coxas acabei deixando ele tirar ela toda!.
Fiquei nua pro marcos! tava com muita vergonha. marcos falava: não precisa ter vergonha alyne, você é muitos gostosa! quando ele disse isso eu sorri. Ele passava sua mão no meu corpinho alisava minha barriguinha, segurava e apertava meus peitinhos e dedilhava minha grutinha segurava e apertava a linguinha da minha Judite que já estava meladinha de tesão!
Eu gemia tanto! e ficava cada vez mais louca de tesão, ele tocava no meu priquíto virgem e sussurrava: que bucetinha gostosa alyne! ele tentou enfiar o dedo, na minha rachada eu não deixei pedi pra ele parar, seu calção fazia volume eu sabia o que tinha lá mais nunca vi um pau de perto! agente se beijava e ficava sendo acariciada pelo marcos eu gemia e me contorcia toda o marcos dizia: isso geme geme mais! ele passava o dedo bem no meio da minha xaninha eu só gemia e gritava baixinho: ai ai ai marcos ai passa mais mais! ele continuava passando a mão no meu corpo, ele apertava meus peitinhos, alisava minhas coxas, passava a mão e dava uns tapinhas na minha buceta, ele dizia que eu tinha um bucetão eu tava louca na cama! eu ficava esfregando meu priquíto na mão dele, de repente dei um gemido e um grito mais auto e senti minha bucetinha melada! o marcos me fez gozar! gozei tanto que melou até o lençol eu fiquei sem forças, o marcos perguntou: você gostou alyne? eu não conseguia falar, só balançava a cabeça dizendo que sim!.
Depois o marcos falou: alyne oque agente fez você não pode falar pra ninguém nem pro seu pai! eu disse que não iria dizer a ninguém! agente ficou se beijando, de repente a campainha tocou agente tomamos um susto! sai de cima da cama com muito medo, o marcos disse: calma alyne se limpa e vamos pra sala, eu me limpei bem rápido e vesti minha calcinha e camisola! depois eu e o marcos fomos pra sala, ele sentou no sofá e eu fui abrir a porta! era meu pai, ele tinha esquecido a chaves ele entrou e viu o marcos no sofá e disse: tá fazendo o que por aqui? marcos disse: eu vim falar contigo sobre um assunto de trabalho e tava te esperando! meu pai falou: alyne vai pro quarto que nos vamos falar sobre trabalho, eu fui pro quarto e eles ficaram conversando, lá no quarto eu aproveitei pra tomar banho e fiquei pensando no que tinha acontecido, depois eu cai na cama e dormi.
Anoite tive a idéia de ligar pro marcos mais não tinha o número dele! sem meu pai perceber eu peguei seu celular e anotei o número do marcos num pedaço de papel, mais não tive coragem de ligar pra ele.
Depois eu conto como fiquei sozinha com o marcos de novo!