Fui assediado pelo meu professor de natação parte II


Click to Download this video!

Bem não sei se realmente foi publicado ou será publicada a primeira parte, onde acabei sedendo a cantada do meu professor e acabei dando o cu para ele, foi maravilhoso, não me arrependi não.
Como contei para vocês eu era um garotinho bonitinho, umas pernas bonitas, uma bunda carnuda saliente, eu era chamado de cadeirudo, pelos amigos, e muito assediado, queriam me enconchar, passar a mão na minha bunda, sofria muito buling, mais eu não curtia cara novo, tinha medo deles abrir a boca, apesar de ter uns na minha turma que ate era gostosos, mais eu tinha medo, mesmo depois de ter nada para o professor, eu era muito cantado, mais ficava na minha, as vezes ate tinha vontade mais me limitava dar para o professor, depois de um certo tempo o professor saiu do clube, mesmo assim fiquei dando para ele, na casa dele em motel, e gente saia junto.

Com o tempo entrou um cara novo na aula, um mulato, mais para negro, só que na verdade ele não era bem aluno não ele nadava muito, vinha nas aulas mais para treinar mesmo, era mais velho já tinha uns 35 anos, gente boa, muito brincalhão, eu fiquei prestando a atenção nele e pelo vergão na sunga parecia que a coisa era grande, conversa vai conversa vem, um dia brincando eu perguntei tudo isso e a rola mesmo, ele disse que sim e dentro d!água ele tirou para fora não acreditei, uma rola preta enorme, cheia de vergão, cabeçuda, tinha 22 cm por 9 cm, eu aproveitei e perguntei nossa as mulheres aguentam tudo isso, ele disse algumas aguentam, perguntei também e na bunda, ele disse quando a pessoa gosta acaba aguentando, ele disse falando nisso você tem uma bunda linda, eu falei você acha, e mostrei a bunda para ele, ele disse nossa e linda, você gosta, eu respondi eu não aguentaria uma rola dessa, ele retrucou mais você gosta, se você gostar tenho certeza que aguenta, a conversa estava ficando exitante ele já estava ficando de rola dura, o pessoal já tinha ido embora inclusive o professor, o clube fecha as 19 horas e já passava das 17 horas, não tinha ninguém no clube, na verdade só nos dois, dia de semana fica vazio, eu disse vou tomar um banho e me dirigi ao vestiário.

Estava já pelado me ensaboando e pensando nele e no antigo professor doidinho para dar a bundinha, me entra o Henrique o negrão, tirou a sunga e mostrou uma rola enorme dura que nem pedra, eu virei para a parede fiquei com a bunda virada para ele, ele veio por trás e me abraçou com a rola no meio da minhas pernas, me arrepiei todinho, ele no meu ouvido disse tu tens uma bunda linda, eu estava todo ensaboado, a pica dele escorregava, ele então disse posso colocar ela ai dentro bem gostoso, eu respondi não sei se eu vou aguentar, ele respondeu do jeito que você esta querendo vai aguentar sim, pode doer um pouco mais depois fica gostoso, ele passou sabonete na rola e foi tentando ali de pé mesmo, eu encostado na parede joguei a bunda para trás curvei o corpo dei uma relaxada ele empurrou, nossa doeu para caralho, eu sai fora, eu já não era mais cabaço já tinha dado bastante para o antigo professor o Silvio, mais a cabeça da rola do negrão era grande, voltei a ficar curvado ele voltou a tentar pincelava a rola no meu cuzinho e de repente socou para dentro, nossa que dor, mais foi mais da metade ele não deixou eu sair fora e acabou empurrando tudo ate o saco, eu bem dizer sentei na rola dele, ele sem tirar a rola de dentro fomos andando ate o banco onde fiquei quasse que de quatro ai sim ele começou a foder tirava e colocava tudo, e dizia nossa que cu apertadinho, que delicia, adorei este cu, e tirava tudo e metia de novo nossa quando passava aquela cabeçorra eu dava um gritinho, e gemia muito de dor e prazer, ele dizia isso viadinho, seu potinho, como tu gosta de uma rola, vou deixar este cu todo arrombado, aquilo me dava mais tesão ainda, ele socava fundo, quando batia no fundo doía, mais o tesão era maior que a dor, o negrão demorou muito para gozar meu cu estava ardendo, de tanto ele tirar e colocar e ainda com sabonete ardia muito, eu gozei duas vezes, ele fez eu sentar na rola dele e ele gozou nossa encheu o meu cu de porra muita porra, tomamos banho e fomos embora.

Nossa que delicia meter com o Henrique todos os dias de treino era duas vezes por semana ele fodia minha bunda no vestiário, uma delicia, fiquei viciado, o porteiro um negro também senhor Waldemar, era gente boa, em brincadeira começou a jogar indireta o Henrique saia depois eu saia, ele começou a perguntar o que vocês dois ficam fazendo sozinho no vestiário, eu dizia tomando banho, um dia fiquei conversando com ele, e ele perguntou se ficávamos pelados , eu disse que sim ele disse não sei se eu iria aguentar ficar pelado com você, eu perguntei porque ele respondeu porque você tem uma bunda muito bonita, eu estava só de shorts, rindo eu arriei o shorts mostrei a bunda para ele, e perguntei tu acha mesmo, ele acabou mostrando a rola nossa parecia maior que a do Henrique e mais grossa, parecia um cavalo, fiquei exitado, e disse nossa sua rola parece a rola de um cavalo, nisso faltava uns cinco minutos para ele fechar a o portão, não aguentei, mesmo com o cu ainda ardendo, eu disse tu já vai fechar ele respondeu que sim, mais teria que ficar ate as 20 horas quando chegava o guarda da noite, ele disse se você quiser aqui tem uma cama do guarda, quer, eu me fiz de bobo, querer o que, ele respondeu deixar eu foder este cuzinho, meter esta rola todinha ai dentro, eu disse eu não aguento esta rola ela e muito grossa, ele disse aguenta sim eu tenho vaselina, quer tentar, ele fechou o portão me levou para um quartinho fiquei pelado deitei na cama com a bunda para cima, ele passou vaselina liquida ficou ajoelhado sobre a minha bunda e foi tentando nossa escorreu legal, quando passou a cabeça foi dolorido mais ele soltou o corpo e empurrou tudo ate o saco, nossa que delicia ai ficou num vai e vem frenético tirando e colocando por um bom tempo ate encher o meu cu de porra, nossa que delicia, ele ficou deitado sobre o meu corpo um tempinho, tirou de dentro, foi se lavar, eu também me lavei, voltei para o quarto ele fez eu chupar a rola dele quasse que metemos de novo, só que bateram no portão era o guarda da noite, eu me arrumei e fui embora, o guarda ficou desconfiado, na próxima fez eu conto o que aconteceu. Espero que tenham gostado, isso e a pura verdade minha juventude foi maravilhosa.