Eu e minhas amigas deficientes


Click to Download this video!

Eu me chamo Zairo, trabalho numa empresa que emprega pessoas com deficiências, e acontece que tem 3 amigas minhas que são deficientes visuais, e assim eu saio da empresa e vou sempre com elas, elas moram perto de mim, mas as 3 são casadas, no inicio eu era bem serio, mas começamos a a ficar mais achegados, e assim minha casa fica antes da casa delas, eu paaso pela minha casa, e ando mais ate a casa de uma delas, e depois levo as outras duas mais a frente, mas não dica longe, dai volto pra minha casa, acontece que certo dia uma delas me perguntou como eu consigo viver sozinho, visto que sou solteiro, ai eu falei, que gosto de morar só, e elas perguntaram mas é como vc aguenta ficar sem mulher, ai eu falei, bom eu tenho muitas ficantes, então não fico sem mulher, e elas começaram a perguntar o que eu faço, na hora do sexo, ai eu contei que gosto que elas me chupem, e se achar uma virguem eu a chupo, falei também das posições que gosto que elas ficam, e todos os detalhes, ai as conversas passaram a ser mais voltadas nesses temas, até que um dia descemos do metro, e estávamos passando por minha casa, ai caiu um chuva horrível, não teve outro jeito tivemos que entrar em minha casa, e elas começaram a mexer nas coisas, e perceberam que eu sou bem organizado, e elas gostaram da minha casa, a chuva nã oparava, e almoçamos, e ficamos a tarde, a chuva bem forte, eu ate ofereci pra leva-las de carro, mas elas falaram, a se vc não se importa mais tarde vc nos leva, e eu concordei, dai começaram a me perguntar se era bom se chupado, eu falei, hummmm maravilhoso, meu pau até latejou, as conversas foram ficando mais quante, e uma começou a me perguntar se eu a achava gostosa, eu disse que sim, a outra também, ai um falou que estava até ficando molhada, estávamos rindo muito, ai um falou que queria ir ao banheiro, e eu a levei, ao sair eu falei, seca bem a piriquita hem, ai ela falou, mas pra que vc vai cheirar? e eu falei, a se vc deixar, ai a outra falou, a então seca pra ela, e a que estava no banheiro nem fechou a porta, ai eu já fui la e falei, eu quero secar então, ai ela pegou o papel e falou me da sua mão que eu vou te ensinar, e pegou minha mão com o papel e passou a buceta, eu imediatamente cheirei o papel, ai ela falou a da outra também esta molhada, seca também, e eu já foi la no meio delas que falei, a preciso ver e pegar, se estiver suada eu seco, ai um que estava de calça leggin já pegou no elástico e abaixou e falou, olha ta sequinha, pega pra ver, eu eu já fui com a mão la a xota dela, e cheirei, nos beijamos, eu fui beijando uma a uma e passando a mão, ai uma dlas falou o o seu pau como é? eu já o tirei pra fora, e coloquei na mão dela, e a outra foi pegando também, ai uma levou a boca, a outa também, e foram revesando meu pau na boca, e eu fui só delirando, segurei o gozo ao máximo, mas logo gozei feito doido, e passei o pau cheio de porra na boca de uma por uma, ai já fui chupando os seios de uma a uma, só não as chupei, pois não consegui, já não eram mais virgens, já estava escurencendo e a chuva estava mais fraca, eu as levei em casa, no dia seguinte elas deram desculpas pros maridos e forma a minha casa de novo, eu penetrei uma a uma, gozei muito naquele dia, e assim fomos transando todos os dias, já fazem 4 anos que estamos assim e os maridos não sabem, só nós sabemos, esse é meu conto espero que gostem.