A humilde e o andarilho (final II)


Click to this video!

Olá pessoal bom dia, olha eu aqui de novo, Marido tá de férias, fica na cola demais, por isso não escrevi antes, ele volta a trabalhar amanhã 19/09, hj ele foi pescar com uns amigos, aproveitei pra fazer este relato, bucetinha tá piscando doidinha de tesao sozinha aqui, meu nome é Juliana tenho 26 anos e na ocasião desses fatos eu tinha de 14 para 15 anos como já mencionado nos relatos anteriores, então pessoal continuando aquele ano de aventuras inesquecíveis, eu tava em casa sozinha, havia acabado de dar faxina e fui tomar um banho, estava a alguns minutos no banheiro qdo ouvir um ruído na sala, chamei o nome de minha mãe mas ninguém respondeu, estrangeiros, peguei a toalha e fui verificar o que era, qdo abrir a porta Marcos deu um pulo em minha direção, quase morri de susto, chinguei ele todo, perguntei o que ele tava fazendo ali, que ele era louco, pois a qualquer momento poderia chegar alguém, ele disse que passou em frente o restaurante é que estava Cheio, não teria perigo, dava pra dar umazinha rápidinho, ele puxou a toalha de uma vez mim deixando peladinha, era umas 10hs da manhã, elogiou meu corpo pois nunca tinha reparado em mim peladinha de corpo inteiro, pois sempre mim comia em ambiente apertado ou de pouca claridade, eu estava com medo de meu pai ou mãe aparecer, ajoelhei logo pra chupar sua rola e ele gozar logo, chupei gostoso, seu pau já estava bem duro, ele me jogou no sofá, abriu minhas pernas e começou chupar minha bucetinha, que já estava molhadinha, lambia a buceta de forma que sua língua tbm encostava no meu cuzinho, me pôs de 4, e enfiou a rola de uma estocada só, e ficou bombando velocidade 5, minha buceta tava bem acostumada com sua rola, afinal já a uns 30 dias, eu estava naquela maratona de meter com ele e o andarilho todos os dias, folgando do andarilho nos fins de semanas e com o Marcos todo santo dia sem falta, ele fazia questão de gozar no cu e na buceta diariamente, rapidamente ele gozou na buceta, disse que a tarde gozaria no cu, pois ele queria apenas dar uma rápidinha, vestiu a roupa e saiu e eu voltei pro banho pra lavar a goza que saia quente da buceta, terminando vestir o uniforme escolar é fui para o restaurante almoçar, ao chegar no restaurante avistei o andarilho, junto com mais dois caras, tipos ruins, morador de rua tbm, roupas sujas e velhas, mal encarados mesmo, o restaurante tava bem cheio, tentei disfarçar o medo que senti e fui direto para cozinha, almoçei, lavei algumas loucas para minha mãe e qdo sai o andarilho não estava mais lá, fiz um quilo do almoço, e fui pro esconderijo, imaginando que o andarilho não apareceria pois estava com amigos, mas me enganei, após uns 10 minutos que havia chegado ouvir passos, pensei e o andarilho, eu tinha limpado o esconderijo, pra meter gostoso com ele e fazer ele gozar logo e mim liberar, ele chegou, sentou na pedra mim olhando, disse vem cá minha putinha gostosa, eu aproximei dele, ele não tava com bafo de bebida, tava sóbrio, fui abrir a barguilha dele pra tirar seu pau pra fora e começar logo a chupar, ele mim interrompeu, me deixou em pé, ficou me alisando, e foi tirando minha roupa devagarinho, tipo me mostrando pra alguém, qdo tirou toda minha roupa ele tirou o pau pra fora e pós na minha boca, comecei a chupar rapidamente, com movimentos rápidos e sugadas fortes, ele apertava minha bunda e forçava sua rola pra dentro da minha boca, enquanto eu tentava engoli ao máximo sua enorme rola, senti que ele fez gestos com uma das mãos, e a outra ele forçava minha cabeça contra sua rola, mim fazendo engasgar pois sua rola entrava ate na minha guela, de repente gelei, senti duas na minhas bunda, me virei rapidamente era os dois homens que estavam com ele nao restaurante, falei meu Deus que é isso? Tentei levantar pra vestir a roupa mas o andarilho como era muito forte mim manteve na mesma posição, enquanto direcionava sua rola grossa de novo pra dentro da minha boca, falou que era pra mim dar para os dois amigos dele, pois ele tava devendo uma divida de droga e não tinha dinheiro para pagar, e levou os caras no restaurante e mim mostrou pra eles e eles toparam me comer em troca da dívida, que era pra eu ser boazinha e fazer todos gozarem pois si ao eles matariam nois dois, eu chorava de medo, pedia por favor pra não fazerem akilo e me deixar ir embora, mas os dois já haviam tirado a roupa e seus cacetes já estavam quase totalmente duros, um deles me mandou chupar tbm, seu pau era um.pouco maior que o do andarilho era descomunal, e o outro tinha um tamanho razoável, três cacetes enormes, e eu ali novinha e ingênua, peladinha a mercê daqueles bandos de mendigos, um deles disse ke a mas de ano na comia mulher nenhuma, eu comecei a chupar o pau de um deles é ficar batendo punheta pro andarilho, o outro começou a chupar meu cu e alisar meus peitos, levantou e enfiou o.pau lentamente na minha bucetinha, seu pau era bem grossao, entrou tudinho, ele ficava curtindo a minha buceta, sentindo ela latejar enquanto ele bombava, não demorou muito ele deu um berro tirou a rola da buceta e veio gozar na minha boca me dá endo engoli tudo, enquanto eu engolia o outro enfiou tbm na minha buceta, eu continuava segurando o pau do andarilho, chupando o restinho de goza do outro e sentindo o enorme pau do outro dentro de mim, o andarilho me levantou, me virou de costa pra ele e mandou eu sentar no seu pau, ele foi enfiando devagarinho o seu enorme pau no meu cu, um dos seus amigos veio logo para eu abocanhar sua rola, minha buceta ficou livre e ainda tinha uma rola sobrando, fiquei com medo do que estava para acontecer, a andarilho começou fazer um vai e vem no meu cu enfiando e tirado sua rola, e o outro enfiava ao máximo na minha boca, senti a mão do outro mendigo alisando minha xereca, ele veio ajeitando para enfiar seu pau na minha bucetinha, ajeitou a cabeça na entradinha dela e foi empurrando até entrar por completo, o andarilho tinha dado uma paradinha pra ele enfiar na buceta, ficamos assim por alguns instantes, a rola do andarilho todinha atolada no meu cu e a do outro todinha atolada na buceta, era uma sensação muito louca, eu chupava ferozmente a rola do outro, enquanto eles permaneciam quietos dentro de mim, meu cuzinho e minha buceta começaram a piscar, latejar, me sentia arrombada bem no momento em que começaram a bombar, enquanto um saia de dentro de mim o outro entrava, era incrível, ficaram uns 30 minutos neste ritmo, o andarilho gozou primeiro, e em seguida o que eu pagava o boquete tbm gozou e gozou muito, minha boca encheu de goza e eu engoli tudinho, o que comia minha buceta já havia gozado no início na minha boca, então demorou um pouco mais, mas tbm gozou. Ficamos à tarde inteira eles revezando minha buceta e cu entre eles, o andarilho como já estava acostumado comigo gozou apenas duas vezes, pois já a mais de 30 dias mim comia diariamente, os outros dois gozaram de seis a sete vezes cada, eu estava literalmente destroçada, pois foi a maior surra de rola que já levei, esse dia ficou na história, lembro com muito carinho, os dois satisfeitos disse ao andarilho que a dívida estava paga, que ele tinha crédito com eles, que podia pegar droga sempre, perguntaram minha idade, eu disse 14 anos, falaram que não podia comentar cm ninguém, pois nessa idade e considerado estupro, o andarilho disse que ninguém saberia, pois eu era de confiança, saíram os três, me limpei com uma toalha que tinha ali, tomei uma pílula que o andarilho tinha traço, minha buceta saia goza ainda, e do cu tbm escorria, engoli muita goza este dia, a noite ainda meti com o Marcos, acho que ele nem sentiu minha buceta pois eu tava toda estrada, Marcos gozou apenas uma vez, e fui pra casa, dormi muito, sonhei com os andarilhos, acordei assustada pois sonho havia uma multidão de andarilhos em filas todos de cacetes na mão esperando pra mim foder. No outro dia bem cedinho ouvi uma movimentação estranha, meus pais já haviam levantado, sai lá de fora vi uma multidão de gente próximo a uma esquina, vesti roupa rapidamente e fui lá verificar, tinha uma pessoa caída no chão, e uns polícias próximo, cheguei um pouco mais perto e reconheci a botina do andarilho, havia sido morto a facadas, minha mãe disse que foi por dívidas de drogas, fui para casa e chorei muito, pois ainda estava dolorida de ter dado muito e pagado a dívida dele. Nunca mais vi os outros dois mendigos, no fundo eu estava aliviada de saber que estava livre do andarilho e meu segredo tava seguro, mas sempre qdo ia no esconderijo lembrava do andarilho, ficava molhada de tesao, minha buceta havia acostumado com a rola fedida dele, Marcos não me satisfazia, seu para era fino. Um dia fui na lotérica, estava na fila e ouvi a mulher do caixa falar, olhar lá, tá tirando o pau pra fora, eu olhei tinha um mendigo deitado na entrada da lotérica dormindo e estava tipo kerendo bater uma punheta, estava longe e não deu pra ver direito, um homem que tava na fila acordou ele é falou aki não é lugar de mijar não, sai daqui!, Senti uma sensação estranha, um frio na espinha, tinha mas de 2 anos que o andarilho havia morrido, mas lembrei de tudo na hora, minha buceta molhou, paguei a conta e sai da lotérica, caçando o mendigo, avistei ele longe entrando em um beco, fui até la, ele já estava deitado roncando, cheguei próximo, ele tava de barriga pra cima, sua barguilha da calça tava aberta, deu pra ver os pelos do seu pau, eu tremia as pernas, pensei comigo, meu Deus, o que estou fazendo, sai do beco, olhei a rua, não tinha ninguém, eu já estava cm 16 anos nesta época, voltei para o beco, eu tava de saia, alisei minha buceta tava molhadissima, cheguei perto do mendigo agachei e bem devagarinho abri mais o zíper de sua calça, ele tava sem cueca, deu pra ver a metade do seu pau, mesmo mole dava pra ver que era grande e cheio de veias, cheguei o rosto próximo dele, era o.mesmo cheiro do andarilho, quase gozei, era uma sensação estranha, mais muito boa, passei a língua no lombo do seu pau, ele continuava dormindo, fui novamente na rua e não vinha ninguém, então voltei rápida e peguei no seu pau e tirei pra fora, ele deu uma mexida mais continuou dormindo, sua rola era linda, eu já estava descontrolada de tesao, passei a língua na cabeça dela e qdo dei por mim, já estava com ele na boca, senti que ela estava endurecendo rápido na minha mão, comecei chupar mais caprichado, até ela endurecer por completo, era enorme e bem grossa, chupei por alguns minutos, ele falava umas coisas, mais eu não entendia, ele continuava dormindo, puxei a calcinha de lado e coloquei uma perna de um lado e a outra de outro em cima dele, de costas pra cara dele, pois se ele acordasse eu sairia correndo e ele nem veria meu rosto, agachei lentamente até a cabeça de sua rola encostar na minha buceta, eu tava molhadissima, a cabeça entrou fácil, fui fazendo vai e vem e cada vem agaixando mais, era muito gostoso, ao mesmo tempo em que o medo de aparecer alguém tomava conta de mim, eu tava quase gozando e sua rola ainda não tinha entrado tudo, eu sentia ke não conseguiria aguentar ela toda pois era bem grande e grossa, de repente senti as maos do mendigo na minha cintura mim forçando pra baixo, pensei em sair correndo mais tava muito gostoso, virei o rosto devagar para tras, ele tava com os olhos fechados, axo ke tava sonhando, ele falava vai gostosa, rebola mais, tava sonhando com alguma mulher, qto mais ele falava mais eu obedecia e rebolava, ele começou a meter forte, sua rola entrava forte, tava doendo, era muito grossa, ele era forte mim forçava contra sua rola ke já estava quase toda dentro de mim, gozei várias vezes, fui forcando a buceta contra sua rola, até senti os cocos encostar na porta da buceta, entrou tudo, rebolei gostoso, pra entrar ainda mais, ele deu uma fungada e senti o jato quente invadir minha buceta, ele gozou muito, continuou mim forçando pra baixo, continuei sentada na sua rola, fui levantando devagarinho, seu pau ainda tava vem duro, tava ainda mais grosso, chupei o restinho de goza ke tava saindo, que delícia, adoro homens pauzudos até hj, culpa do andarilho que me acostumou mal, seu pau latejava de duro, ele forçava minha cabeça de encontro a sua rola, ele me puxou tipo pra eu deitar de lado, e deitei, ele retirou a calcinha e ficou passando sua rola na portinha do.meu cu, era delicioso, ele foi forçando forçando, até ke a cabeça entrou, ele continuou enfiando eu gritava de tesao, forçava a bunda contra ele pra entrar tudo logo, ele bombava forte, rápidinho ele tava todo dentro de mim, parecia que estava vendo estrelas de tão gostoso, gozei de novo e ele tbm, olhei bem pra cara dele, pra não esquecer, pois iria dar um jeito de meter novamente com ele, tirei o pau dele do cu, mim levantei ,vesti a calcinha deixei a goza sai normalmente da buceta e do cu, dei uma última chupada nakela maravilhosa rola e fui embora, sentindo minha buceta melada de tanta goza, cheguei em casa realizada, foi um dia maravilhoso. Pessoal esse foi o ultimo relato do meu querido e saudoso andarilho, foi assassinado, mas até hj minha bucetinha tem sdd dele, no próximo conto, e falo daquele ano da morte do andarilho, pois Adiantei um pouco a história, Marcou mim fez da para 3 professores, para ke falsificassem o diário e me passasse de ano na escola, depois disso nunca mais matei aula, conto tbm novas transas com este maravilhoso mendigo roludo, que acabou se tornando meu inesquecível amante, bju meus amores roludos, vontade de dar credo, até o.nosso próximo encontro, espero que tenham gostado. Humilde anônima