Ofereci minha mulher para o meu primo


Click to Download this video!

Boa tarde, O que eu vou contar para todos vocês é uma história verídica e aconteceu este ano. Estou relatando o acontecimento pois eu e minha mulher que é bastante novinha e fogosa, estamos em um momento de muito tesão e fogo sexual. Tenho alguns outros relatos e espero que ela se anime em entrar aqui e compartilhar também, mas este específico foi uma experiência nova e que nos matou de tanto tesão. Tudo começou quando chamei meu primo em casa para tomar uns drinks e fumar para relaxar. Pedi a minha esposa se ela podia ser nossa anfitriã aquele dia, e ela rapidamente se dispôs a nos entreter com muita cerveja gelada e petiscos. Seria a noite dos homens. Por volta de umas 19:00 ele chegou em casa e começamos a conversar no quintal perto da piscina, minha mulher estava na cozinha e me chamou por whatts: – Amor estou com vergonha de descer vestida assim lá. – disse ela. Ela estava vestida com um mini shorts que usa em casa, aqueles bem finos igual de dançarina de axé. As polpas da bunda dela estavam todinhos a mostra. A parte de cima era uma blusinha ultra decotada e os peitos dela estavam saltando. Se você quer saber o quanto gostosa ela é veja as fotos qie anexei. Falei para ela que não tinha problema pois meu primo era meu amigo próximo a muito tempo e que estava tudo bem por mim. Desci na frente e voltei a conversar com ele e logo vi que o olhar dele desviou e se perdeu. Percebi que minha esposa estava descendo com os drinks e o shortinho super atolado na buceta. Aquilo me deixou louco. Elá sentou de frente para nós após o cumprimentar e já percebi que ele não conseguia desviar o olhar do corpo dela. Ele ficou muito sem graça de não estar conseguindo resistir. Aquilo me tomou por um tesao enorme e chamei ela para sentar no meu colo. Ele estava bem ao nosso lado. Ela sentou e logo senti a bucetinha quente. A safada estava com tesão também. Logo a chamei na cozinha e disse: – Ele está louco te vendo lá embaixo. Porque você não se insinua para ele? Gostei da situação… Ela ficou vermelha de vergonha mas o sorriso de safada não negou que adorou a idéia. Quando descemos, dividimos um charuto e ela sentada no meu colo esticou as pernas e botou em cima do colo dele, e ele simplesmente travou. Virei e disse: – Gostou mano? Pode passar a mão. Ele ainda desconcertado pousou a mão nas coxas dela e as alisou até embaixo. Vi o pau dele pular na calça várias vezes. Ele estava louco e sem reação ao mesmo tempo. Somos muito amigos desde criança e a mistura dos sentimentos de lealdade a mim e tesão pela minha esposa abalaram ele. Eu querendo provocar mais e ver até onde a minha esposa ia pedi licença é ela levantou do meu colo. Disse: – Amor me dá licença um minuto que vou pegar um shot. Senta aqui com o Thiago. Levantei, peguei na cintura dela e a encaminhei para o meu primo. Ela sentou no colo dele bem de costas e pude ver ele tremendo. A bunda dela é grande e durinha, estava perfeitamente acomodando o pau dele entre as bandas. Subi e quando voltei ele estava a alisando, bem mais solto. Minha esposa levantou me encostou na piscina e me beijou deliciosamente. Ali já percebi que ela estava furiosa de tesão. Perguntou no meu ouvido sussurrando : – Posso fazer o que eu quiser? – Sim. – respondi. Ela se virou prontamente e mandou meu primo levantar, fixou se joelhos na frente dele e abaixou sua bermuda fazendo o cacete dele pular da cueca. Estava duro com a cabeça melada e veias saltando enquanto pulsava sem parar. Ele estava frenético. Minha esposa olhou a pica sele a uns 5cm da cabeça babando me olhou e abocanhou a pica dele sem dó. Ele tremia observando a cena e um misto de raiva, ciumes e tesão tomou conta de mim. Ela mandou eu sentar ao lado dele para fumar e enquanto nos dividíamos um charuto ela alternava as chupadas de rola em rola. Foi maravilhoso ver ela com aquelas bolas peludas na boca, chupando o cacete sem piedade. Foi uma cena que nunca vou esquecer. Chamei os dois para irem no quarto e subimos. Ele deitou na cama de pau duro e ela safada logo o montou gemendo cada vez que pulava o cacete. Virou para mim e disse gemendo: – Põe a sua pica em mim também. Por favorrr… Montei nela poe trás e introduzi a minha rola na bucetinha quente dela já dominada pela rola do meu primo. Fodemos ela juntos e nossas picas se roçavam dentro da buceta dela. Não demorou e ela pediu: – Põe seu pinto no meu cu amor. Põe. Melei minha rola de gel e soquei na nunca dela como nunca. Minha rola estava duas vezes mais grossa e ela estava com tanto tesão que engoliu ela até as bolas. O cuzinho mamava minha rola. Não aguentei e gosei ferozmente. Jato atrás de jato ela empinava q bunda e quando tirei a rola o leite escorreu, passando pela sua bucetinha rosadinha, pelo pau do meu primo e melando suas bolas. Meu primo perto de gosar também, percebeu que eu havia terminado e levantou. Pegou a minha esposa e a colocou de quatro com o rabo empinado, começando a fode-lá sem dó nem piedade. Ela gritava e gemiande tesão enquanto ele a fodia: – Aaaiii Thiagooo ! Aaaiii! Aii thiago! Aquilo não deixou só eu louco como ele também. Fazendo a pica dele esporrar sem parar. Quando vi a camisinha estava lotada. Deitamos na cama tomando uma cerveja e ela ficou de quatro com a bunda virada em nossa cara. Passávamos a mão na sua bunda e acariciavamos a sua buceta de putinha enquanto curtiamos nossas histórias de moleque. Em fim foi muito bom. Tanto que faremos hoje novamente. Por isso escrevo o conto aqui esperando que ela leia e conte também pela visão dela. Um abraço!