saudades de um DOG


Click to Download this video!

Olá pessoal, foi lendo esses contos de zoofilia que tive coragem de contar o meu , bem meu nome e Ana, tenho 28 anos sou morena cabelos pretos ate a cintura seios médios bumbum grande 167 de altura, moro no interior de são Paulo quando aconteceu tinha 19.
Bom meu pai era peão, e morávamos em um sitio, arrendado como não estava ganhando suficiente, ele resolveu criar cães, para comercializar, comprou,duas raças de cães, não me lembro mais o nome da raça eram grandes, pareciam, cavalos veio a primeira ninhada e meu pai vendeu tudo eram 8 filhotes então resolveu comprar mais uma cadela, sempre quando elas pariam ele afastava o macho da ninhada pois, le ficava tentando cruzar as cachorras e pisava nos filhotes.
um dia meu pai teve que viajar para Barretos pois iria participar de um rodeio, como minha mãe era muito ciumenta foi junto e eu fiquei sozinha no sitio, meus Avos moravam a um quilometro do nosso sitio, minha mãe me disse que era para que eu fosse dormir com meus avos ,respondi que sim, bom levantei cedo naquele dia e fui tratar dos animais no sitio cavalos vacas e porcos ,,,e também dos cachorros, meu avó me ajudou mas tinha medo dos cães, e disse que era para que eu cuidasse deles foi embora me dizendo para não atrasar para o almoço, aproveitei a ausência do avo, e fui tomar banho de piscina, com não tinha ninguém fiquei nua, passei bronzeador no corpo todo,e fui me queimar ,quando de repente ouvi choro de filhotes de cães era um que tinha saído do canil, e não conseguiu voltar, vesti uma camiseta e fui coloca-lo pra dentro, ao chegar, notei que faltava acho pro macho(reprodutor) abaixei e quando fui pegar a vasilha ele enfiou a cabeça entre minhas pernas e deu uma lambida bem no meio da minha buceta, nossa senti um calafrio e me arredei, coloquei a agua e voltei pra piscina mas não saia da minha cabeça aquela lambida nossa comecei a bater uma siririca esfregando meu grelinho com os dedos já não era vigem mais meu namorado já tinha me feito mulher depois de me comer por dois Anos me deixou ai mudei de cidade e não o vi mais, bom então, pensei em deixar aquele cachorro me lambera te eu gozar igual ao meu namorado fazia, fui ate o canil ele estava preso a a uma correte, fiquei sentada no chão e deixei aquele cachorrão me lamber bem gostoso nossa que sensação gostosa aquela língua áspera estava melhor que meu namorado, foi ai que veio o gozo nossa gozei gostoso na boca dele quando percebeu o cheiro quis subir em cima de mim, segurei aquele pinto e saiu uma pica vermelha e dura parecia um porrete, deixei ele meter na minha mão fazendo uma punheta pra ele, nossa fiquei alucinada com aquele pinto grande e grosso não resistir e fiquei de quatro pensei será que vou aguentar? ele subiu em minhas costas e enfiou de uma so vez aquele cacete enorme na minha buceta e entrou de uma so vez pois estava úmida e também lubrificada com bronzeador nossa senti como estava entrando la no útero, deixei que ele comece gostoso minha bucetinha delirei a cada estocada que ele dava aquele vai e vem estava me deixando louca de tesão foi ai que gozei, uma duas três vezes e ele enfiou aquele no na minha bucetinha que já estava ardendo de tanto vai e vem, senti uma dor violenta quando o no entrou mas rebolava de tesão naquele pau não aguentei gozei de novo ai minhas pernas bambearam e eu fui ao chão fiquei ali dependurada no pau do cachorro, não aguentava me levantar ai que delicia comecei a sentir que ele estava gozando dentro da minha buceta jatos e jatos de porra, quando senti que podia ficar de 4 de novo ergui-me e deixei que ele ficasse de bunda com bumba, me sentia uma cadela satisfeita, ele foi fazendo força ate que se desgrudou da minha buceta senti tanta dor que parecia estar tendo um filho, quando saiu o nó, também saiu um rio de porra, nossa, deitei ali mesmo do lado e peguei no sono so acordei com as lambidas dele na minha bucetinha que estava enorme cabia minha mão la dentro tomei um banho e fui deitar acordei so á tarde com meu avo me chamando ficou preocupado pois não tinha ido almoçar, fui pra casa dos meus avos, no caminho meu avo notou que eu mancava e me perguntou porque disse a ele que havia caído. e machucado o bumbum.
Depois dessa trepada toda as vezes que meus pais siam eu dava para aquele cachorrão .
meu pai aposentou, vendeu o sitio pro meu tio e nos e fomos morar na cidade, hoje não tenho mais o cachorrão, meu pai esta pensando em comprar um cachorro pois morro em casa e e perigoso, estou adorando a ideia kkkkk
Bjsss …………..