Como meu pai comeu a minha irmã Parte I


Click to Download this video!

Como eu relatei no meu conto anterior , meu pai tirou minha virgindade . Quem ainda não leu , leia ( Como meu pai tirou a minha virgindade ) sim , é um caso real e eu vou tentar detalhar o máximo possível…

Aos nove anos comecei a fazer amor com o meu pai e sim eu amava , aliás ainda amo dar pra ele. No dia que eu sabia que minha iria trabalhar já ficava de perereca coçando. Era a gente ficar sozinhos que eu já tirava a calcinha e corria pra sentar no colo do meu pai. A Bia ainda não entendia nada então meu pai sempre colocava ela pra dormir e depois vinha me bulinar. Me ensinou fazer sexo oral, eu mamava o pau dele como se fosse a coisa mais gostosa do mundo, hoje eu sei que aprendi bem porque com todos os homens que faço pedem pra fazer de novo kkkkk. Ele me chupava , as vezes ficava só brincando de colocar os dedos na minha buceta, outras vezes só gozava na minha cara. Mas por quase dois anos dia sim dia não ele fazia alguma coisa comigo. Aos 11 anos eu já era quase uma profissional , já tinha feito de tudo ,menos dar o cuzinho. E foi aí nessa época que meu pai resolveu que era hora da Bia começar a fazer parte da brincadeira também. Porem ele não fez com ela como fez comigo. Ela estava com 7 anos. Eu já era uma mocinha , seios crescendo , bumbum redondinho, perereca cheia de cabelinhos, ela era magrinha , nem sinal de peito ,nem pelos no corpo, uma pele lisinha como de bebê. Eu já tomava banho sozinha e meu pai passou a me colocar pra tomar banho com ela . Ele falava o que eu tinha que fazer e eu obedecia, toda vez que íamos tomar banho eu passava os dedos na canina dela. Percebi que ela gostava pois era só entrar no banho que ela já arreganhava as pernas. Meu pai ficava olhando como se fosse a coisa mais normal do mundo e depois que ela dormia me tacava vara com vontade e eu é claro adorava. Um dia minha mãe foi dobrar plantão , era um feriado e meu pai aproveitou pra levar a gente na nossa casa do interior. Ele sabia que lá poderíamos ficar a vontade. Lá nessa casa meu pai nos comprou presentes , ele sempre agradava a gente , principalmente eu , brincamos juntos a tarde toda , depois jantamos e ele mandou a gente ir tomar banho. Ele chegou na porta do banheiro e mandou a gente ir direto para o quarto , fui trocar de roupa mas ele disse que não era vestir iríamos fazer um jogo. Daí ele falou com a bia que ela não poderia contar pra ninguém, ela é claro concordou e meu pai mandou que eu chupasse ele , coloquei a boca, senti nojo e falei que não queria mais , ele disse que eu não tinha querer e eu como boa filha é claro , mesmo sem gostar obedeci, no começo confesso que eu não gostei mas depois de uns minutos e de sentir a bucetinha dela piscando na minha boca passei a gostar daquilo e chupar com vontade. Meu pai sentado no sofá no batia punheta. Depois ele mandou a bia fazer o mesmo em mim , ela é claro não fez direito. Eu cheia de tesão e vontade de sentar no colo do papai. Quando ele estava quase gozando mandou ela abrir a boca e gozou na boca dela . Ela ia cuspir , ele disse que não podia, ela engoliu toda aquela porra e depois meu pai mandou eu beijar ela . A partir desse dia além de dar pro meu pai eu fazia essas coisas com a Bia, ensinei ela mamar ele , ensinei como me chupar de um jeito que eu gostasse. Era ter uma oportunidade que meu pai fazia essas coisas com a gente . Meses se passaram e ele nunca tentou comer ela. A gente brincava, depois ele me comia e o máximo que fazia era tirar o pau de mim e gozar na boca dela . Até que chegaram as festas de fim de ano , passamos o natal na minha vo e depois minha mãe voltou pra casa porque como sempre ela iria trabalhar. Viajamos para passar a virada do ano no RJ. Aquela foi uma viagem perfeita , no primeiro dia fomos a praia , a noite fomos a um parque. E quando chegamos no chalé que o finalmente aconteceu, tiramos a roupa pra tomar banho e meu pai pegou nos duas e colocou na cama. Falou pra mim assim , filha prepara ela para aquela outra brincadeira e me mandou chupar e cuspir na bucetinha da minha irmã. .. ( vou continuar no próximo conto porque esse já tá grande ) não esqueçam de comentar, isso me excita e da vontade de contar mais .