Como comi minha linda mãe ( parte 1 )


Click to Download this video!

Nem vou perder tempo explicando nomes e lugares para encurtar a história, porque sei que isso de nda adianta, já que esse é um conto real, mas poucos acreditam e acham que é apenas mais uma história de incesto entre mãe e filho.
Na época eu tinha 15 anos, sou um negro bonito, corpo malhado e uma rola muito grande pela idade que eu tenho, segundo minha mãe, puchei meu pai, que tem uma pica de dar medo de tão grande )
Nem estava pensando em sacanagem, estava intertido brincando com minha irmanzinha de 6 anos, quando derrepente minha mãe passou na nossa frente só de calcinha, uma calcinha minuscula, havia saido do banheiro e estava indo para seu quarto, pensei comigo… minha mãe é uma gatona muito gostosaaaaaaaaaaaaaa, ela é loira de nascensa, pele bronzeada, pernas grossas e bem torneadas, um par de peitos lindos e durinhos com o biquinho rosinha, uma deliciaaaaa e uma bundaaaaaaaaaaaa, muito gostosa…ela vendo que nós estavamos brincando, e que eu quando a vi sar do banheiro fiquei com os olhos fixos nela, deu uma parada na nossa frente, se abaixou, ficou de 4, com o bundão virado para minha cara a menos de 50 cm, abriu um armário ali perto e ficou por uns 3 minutos procurando alguma coisa com aquele bundão com a calcinha enterrada e mostrando o cu rosinha que não parava de piscar, acho que ela piscava de propósito, e a buceta saindo caldinho com os labios todo de fora, ela tem uma buceta muito grande,não cabe nas calcinhas que ela usa e é toda lizinha, acho que se depila toda semana, porque sempre vem uma moça de branco e elas ficam trancadas no quarto por mais de 2 hrssssssssssss
Nisso minha rola ja estava durona, muito dura mesmo e ja tinha saido para fora do calção e eu nem havia percebido que minha irmã estava brincando com ela, nem minha mãe quando se levandou percebeu, porque minha irmã estava de costas para ela entre minha pica e elaaaaa, levantou-se, me olhou dentro dos meus olhos ja hipenotizados por tanta gostosura e foi rebolando disfarçadamente para seu quarto, quando a porta de seu quarto se fechou, voltei a realidade e só então vi minha irmã se deliciano com minha pica, que a essa altura ja estava toda melada e minha irmã estava lambendo tudo com o lingua na cabeçona da minha rola, levei um susto, afastei ela da minha rola, fui para o banheiro me lavar e voltei para limpar o lokal que estavamos brincando, porque havia ficado muita porra esparramada no chao e a roupinha de minha irmã tambem estava lambusada, apanhei papel higiênico, limpei o chão, tirei a roupa da minha irmã e coloquei outra limpa e coloquei a suja para lavar.
Nisso minha mãe abriu a porta do quarto, me chamou para fechar uns botões da blusa dela na parte de tras, ela ainda estava de calcinhaaaaaaaaaaaaa, minha rola ficou logo durona e ela viu e falou, filho coloca essses botões no lugar porque esta muito apertado e eu sozinha não consigoooooooo, não tinha como eu disfarçar, ela ja havia visto minha situação e não comentou nada, ai de tão durona e como meu calçao era muito largo, ele novamente saiu para fora, não coloquei para dentro porque estava com as duas mão ocupadas colocando os botões da blusa dela no lugar, nisso encostei a cabeçana da minha rola no rego da bunda dela e ela quando sentiu o calor ficou se mechendo de maneiras que minha rola ficou na portinha do cu dela, eu estava demorando a enfiar os botões de propósito ela sabia disso e parecia que estava gostandoooooo, minha rola ja estava babando muito e melando a bunda delaaaaaaaaaa e ela cada vez jogava o bundão mais para cima da minha rolaaaaaaaaaaaa…
Nada eu podia fazer mais, a coisa ja estava descontrolada, tanto da minha parte quanto da parte dela, chegou ao ponto dela colocar a mão para tras e afastar a calcinha da porta de seu cu rosinha, que a essa altura ja estava todo melado e a cabeçona da minha rola ja estava procurando caminho e ia deslizando para dentro daque cuzão delicioso, ela começou a gemer e a cabeçona se alou todinha la dentrooooooooooo, foi quando minha irmã entrou no quarto e ficou olhando sem entender nada, tambem não estava vendo nada porque eu estava atras da mamãe com a cabeça da minha rola enfiada no cu dela e não podia tirar porque se não ela ia ver e não ia entender nada, foi ai que minha mãe falou, filha vai la no banheiro para a mamãe e apanha uma toalha que a mamãe esqueceu lá, a menina perguntou? qual mamãe, e minha mãe respondeu, a preta, e minha rol estava presa naquele cuzão e foi ai que eu falei,; mãe e agora o que vamos fazerrrrrrrrrrr, ela me respondeu, não tem toalha preta no banheiro, ela vai ficar procurando e vai demorar um pouquinho, da tempo de você enfiar tudo de uma vez para eu sentir e dar um gritoooooo e gemer alto, nem pensei segurei ela pela cintura e dei uma socada forte, meu pau babava muito, entrou facil daquele cuzão e ainda deu tempo de dar umas 3 socadas e encher o cuzão dela de porraaaaaaaaaaaa, o tempo que minha irmã demorou, foi sficiente, tirei minha rola toda melada e deixei o cuzão dela com minha porra esorrendo pelas pernas, coloquei minha rola meia bomba para dentro do cação e me setei na cama, foi quando minha irmã voltou e falou, mãe la no banheiro não tem toalha preta, so tinha essa branca e eu trouxe para a senhora e minha mãe mais que depreça, se virou e pegou a toalha, nessa virada, ela relachou o cu e a porra escorreu mais ainda e minha irmã viu a perna dela cheia de porra e perguntou o que era aquilo, minha mãe então, disfarçou a surpresa e falou que era o creme hidratante que ela ia passar nas pernas; minha irmã na mesma hora pediu para minha mãe deixar ela passar, a essa altura escorria muita porra e minha mãe não teve outra alternativa a não ser, deitar-se de bruços e abrir as pernas para minha irmã ficar passando a porra que continuava escorrendo do cu dela nas suas pernasssssssssssss, eu vendo aquilo, fiquei novamente de rola durona e tive que sair do quarto dizendo que ia ao banheiroooooooooooo
a segunda parte vai ser ainda melhorrrrrr, me aguardem