Iniciando minha sobrinha II


Click to this video!

Continuando meu conto anterior: “Iniciando minha sobrinha” postado dia 24/11/16. Vou relatar acontecimentos que ocorreram em duas oportunidades que tive com minha sobrinha, na casa da minha mãe. Fui passar um domingo com minha mãe, fazer um churras, beber umas cervas e papear com minha coroa, como minha sobrinha mora ao lado logo chegou e já foi me abraçando cheia de dengo comigo, nenhuma novidade pois ela sempre foi assim. Depois do almoço resolvi tirar um ronco, minha mãe foi dormir na sala assistindo TV, minha sobrinha ao invés de ir pra casa foi deitar comigo grudada no meu celular baixando e jogando joguinhos do playstore, mas ela não para quieta então comecei a acariciá-la e o pau logo subiu e ficou como pedra, eu estava num shorts tactel bem fininho e o volume ficou visível, ela veio e deitou em cima de mim encaixando a coninha no meu cacete, peguei no bumbum dela e pressionei ao mesmo tempo que a beijava de língua, acabei gozando no short de tanto tesão, deixei ela na cama e fui me limpar na suíte, como estava satisfeito e muito cansado por ter trabalhado na noite anterior fui dormir e ela continuou jogando ao meu lado. Passaram-se 15 dias e fui passar o domingo com minha velha novamente, mas já na intenção de ter oportunidade com a minha gostosinha, depois de comes e bebes o ritual se repetiu, minha mãe foi dormir na sala assistindo TV e desta vez eu fui deitar no quarto dela que tem cama de casal, minha sobrinha tava com uma bola de tênis que não me perguntem aonde ela achou e desta vez ela estava muito mais safadinha, começou a colocar a bola dentro do meu calção e depois tirava e nessa tirada puxava meu calção a ponto de ver meu pau que já estava duríssimo, nisso resolvi avançar e tirei o pau pra fora e balancei na frente dela, ela riu e nada disse, colocou a bola novamente, eu falei tira e ela disse deixa ai, daí eu tirei a bola e pau novamente, peguei a mãozinha dela e coloquei ela pra segurar, segurou mas não apertou, segurei por cima e punheitei um pouquinho, fiquei uns 5 minutos assim, ela segurando mas sem apertar talvez sentindo a textura, sendo o primeiro pau que ela segurava deve ter ficado com medo de apertar e me machucar. Pra meu azar ela estava num short bem apertado e não me favorecia acessar sua xoxotinha então fiquei acariciando por cima mesmo e beijando, contudo eu estava tenso pois a qualquer momento alguém poderia passar na porta do quarto e ver tudo, mesmo assim tomei coragem e mandei ela tirar o short, ela o fez sem questionar, ai pae puxei a calcinha dela de lado e cai de boca pela primeira vez naquela delicinha de xoxota virgem, chupei até ficar com câimbra no pescoço, a coninha dela estava salgadinha e bem suculenta, naquele momento eu nem acreditava que aquilo estava acontecendo, pensei em passar o pau nela mas a tensão era grande portanto resolvi parar, ajudei ela a vestir o short e fui dormir, ela ficou deitadinha jogando no celular sem dizer uma palavra… ontem fui visitar minha mãe e ela meu colo de colchão toda largada, meu pau duro e ela nem ai, contando os segundos aqui pra ter outra oportunidade com ela, o que vai rolar é que ninguém sabe, mas se for propício quero ir mais longe porém com cautela, quem sabe consigo convencê-la a chupar o meu… Até o próximo colegas.