O incrivel estupro de Daniela


Click to this video!

Olá, me chamo Daniela sou psicóloga, tenho 27 anos, sou loira 1,70, 66 kg, cabelos longos, olhos verdes. O relato que vou lhes contar aconteceu comigo acerca d 2 anos.
Eu morava com meus pais e estava cursando o ultimo ano da faculdade, era fim de semestre e eu muito dedicada aos estudos para não ser reprovada, uma verdadeira correria.E ao meio de tanta coisa, a minha Irma, já casada, que mora em Jundiaí e estava grávida nos liga dizendo q faria a cesárea na quinta feira, então meus pais resolveram viajar para o interior para acompanhar o nascimento do bebe e eu não pude ir devido a faculdade e fiquei em São Paulo.
Durante a semana estudei bastante e fiz as provas e tudo ocorreu bem. Aí já no fim de semana resolvi aproveitar para descansar um pouco. Era sábado em torno de 3 horas da tarde, estava vendo TV e nada me interessava então resolvi dar um mergulho na piscina, fui ate meu quarto, onde tirei a roupa que usava e abri o guarda roupas pra procurar um biquíni, então achei um que nunca tinha usado por ser muito cavado e curto, meus pais não aceitariam eu usar um biquíni tão curto na frente deles, mas nesse dia, como estava sozinha resolvi usa-lo. Um biquíni azul, cavado de laçinho do lado, depois de vesti-lo corri pra piscina mergulhei, depois de um tempo na piscina, resolvi tomar um sol, me deitei de costas na beira da piscina e acabei pegando no sono.
Derrepente sou acordada com alguém me cutucando, mandando eu levantar, quando olho pra cima vejo dois homens negros, de mais ou menos 1,80 sarados com uma arma de fogo, me assusto e me levanto, eles pedem pra mim ficar quietinha e anunciam o assalto, me mandam levar eles a onde tinham as joias, então os levei ate o cofre, lá me fizeram abrir e tirar as joias do cofre, tive q me agachar e meu bumbum ficou bem a mostra empinado, então um deles disse ao outro: olha que loirinha mais gostosa, q bumbuzinho lindo, fiquei meio sem graça mas confesso q gostei do elogio. Ai me mandaram colocar todas as joias em um saco para eles.
Então eles já se preparando para ir embora resolveram me trancar no banheiro, para poderem fugir, ai pedi para eles não fazerem isso pois meus pais estavam viajando e eu estaria sozinha esses dias, se me trancassem poderia ficar muito tempo lá. Ai um deles soltou o saco com as joias e falou, então a gatinha ta sozinha?, e me abraçou pela frente segurando meu bumbum, ai o outro veio e tirou as mãos do outro do meu bumbum e me encochou e disse isso vai ser melhor do que eu imaginava, na hora mandei me soltarem pedi para não fazerem nada comigo pois já tinha o que queriam, ai um deles disse que amelhor parte do que queriam ia vir agora e me apertaram mais ainda.Confesso q apesar da situação aquela cena me exitou. Me soltaram e falaram q fazia tempo q não pegavam uma putinha assim, e que achavam melhor eu não fazer frescura pq eles queriam muito sexo e começaram a se despir, qdo ficaram nus não pude deixar de reparar o tamanho do membro deles, um pau negro reto de mais ou menos uns 20 cm, apesar de saber q ia ser estuprada, me exitou ver tudo aquilo, pois nunca tinha me relacionado com homens tão dotados antes. Ai um deles me disse para parar de olhar e começa a chupar já! Fiquei parada sem reação ai ele disse d novo começa a chupar vadia, se não vai ser pior pra você, ai me ajoelhei e comecei a chupar alternadamente as duas pikas, eles seguravam minha cabeça e metiam na minha boca, e falavam isso gostosa chupa gostosa vai vadia, vagabunda. Depois um deles me pegou no colo e me levou pra sala me deitou nos sofá, comecei a espernar, gritar, então ele deu um tapa na minha cara e mandou eu calar a boca e mandou eu masturbar ele nisso o outro veio e me beijou na boca mandando eu corresponder, apesar de não querer, fui ficando exitada, e cada vez reagindo menos ao que me mandavam fazer, minha mente mandava eu sair dali, mas meu corpo ia se entregando ao prazer, sentindo cada toque, então eles tiraram meu biquíni. Um enfiou o dedo na minha buceta e percebeu q ela estava molhada e disse: ué a vadia ta gostando!, ai um penetrou na minha buceta e outro chupou meus seios, e eles falando: isso vagabunda, sua puta, vadia para de fingir que não está gostando piranha.Me colocaram d4 e passaram bastante guspe no meu cu e enfiaram o dedo, depois um deles começou a enfiar o pau de vagar e foi aumentando a velocidade, ate começar socar forte em quando masturbava o outro, depois eles inverteram, o outro me pegou por traz segurando meus cabelos e começou a meter no meu cusinho e o outro me mandou chupar o pau dele, e me chamavam de puta vadia vagabunda, gostosa, então me levantaram e ainda com um metendo no meu cu o outro veio e me penetrou na buceta, nesse momento senti uma sensação de raiva e prazer, prazer pois era inevitável não gostar de ser duplamente preenchida ao mesmo tempo e raiva pelo modo tão bruto como estava sendo, pois no fundo não queria me render a estupro. Depois de fazerem o DP, mandaram eu ficar em PE no meio da sala, então eles começaram a me lamber, um na minha vagina e outro no meu cu, nesse momento minha pernas estremeceram tive que morder os lábios para não gemer, e por fim me deitaram na cama e um disse q ia me encher d porra se deitou no sofá e mandou eu sentar gostoso na pika dele e rebolar ate ele gozar, então comecei a fazer oq ele me mandou e ele me chingava de puta vadia, gostosa, logo senti o pau dele pulsar dentro de mim e a soltar jatos de porra bem forte e quente, assim q ele terminou de gozar o outro disse q iria encher meu cusinho de porra e mandou eu ficar de quatro, começou a me penetrar foi bombando ai senti o pau dele a pulsar dentro do meu cu, em instantes saíram muitos jatos de porra indo fundo em meu intestino, depois que terminaram falaram que foi o melhor roubo q já fizeram, alem das joias conseguiram uma puta de brinde, foram embora e fui tomar banho, chorando e sentindo raiva de mim mesma por não conseguir me impor e evitar tal fato, acabei ficando grávida, hoje tenho um filho, fruto desse estupro.