Vadia mãe solteira puta do escritorio


Click to this video!

Eu tava tendo caso com o pai da minha amiga e com o velho da verduraria e tive de arrumar emprego porque fiquei gravida de um namoradinho de uma prima minha. Daí né já viu, peguei barriga tive de parar de estudar e arranjar emprego, fui ser recepcionista num escritório de advocacia. Na entrevista já vi o coroa pegando no pau dele e me olhando mas fingi de boba e logo comecei no serviço, eu tava com 3 meses de tive a neném. No escritório tinha 3 advogado e era numa casa grande que tinha um barracão no fundo onde morava um cara que fazia serviço de rua pra eles.
Logo no primeiro dia que eu cheguei entrei pelo portao e a porta tava trancada, tive de ir la no fundo pedir o cara pra abrir e ele tava dormindo e levantou de short sem cueca com o pau duro balançando muito eu fiquei hipnotizada olhando o mastro do cara e ele notou, claro ne.
O chefe dos adv era um coroão de uns 58 anos e eu era uma putinha nova de 18 anos. Ele me comia com os olhos e eu rebolava muito pra ele. Um dia ele ficou ate depois do expediente e quando eu fui avisar que já tava indo embora eu peguei ele vendo um vidio pornô com o cara comendo uma novinha num anal bem gostoso. Eu fiquei exitada e ele viu e mandou eu tirar a blusa pra ele. Eu tirei claro, ne ele era chefe e deu uma mamada vem gostosa nos meus peitos e falou que queria eu amamentasse ele que ele sabia que eu tinha acabado de parir e perguntou se eu tava tomando pílula eu falei que não ele falou que eu era pra ser puta dele agora e que ele ia me dar pílula. Eu fiquei bem moliadinha com as chupada dele e falei que sim e já abrindo as perna ele veio pra meter e falou que naquele dia ia ter de ser no meu cu porque ele não queria me emprenhar. Eu virei pra ele e ele deu uma cuspida no meu cuzinho e meteu gostoso eu rebolei pra ele e dei uns tranco no rabo ele gozou gostoso depois de dar umas bimbada gemeu e injetou leitei quente no meu cu.
Eu fiquei quetinha esperando ele terminar a gozada e ele falou: Isso, assim que gosto. Putinha mansa e bem gostosa. Agora limpa meu pau porque to indo encontrar minha mulher.
Eu dei uma baixada e mamei pra ele. Deixei ir bem na garganta e depois engoli o restinho de porra. Ele sorriu e me deu um tapinha na cara falando que já tava bom e me chamou de cachorrinha. Me deu 50 reais e eu fui embora naquele dia.
Nos outros dias ele queria que eu já fosse pra sala dele sem calcinha e com o sutiã sempre de fecho na frente. Quando ele interfonava na recepção eu ia no lavabo tirava a calcinha e escondia num armariozinho e ia pra sala dele. Às vezes ele tava no telefone e só fazia sinal pra mim e eu agachava embaixo da mesa e ele punha pra fora pra eu mamar. Eu ficava chupando no pau dele e ele abria minha blusa de botão e ficava massageando meus peitos puxando pelos bicos esticando. Quando ele desligava já falava pra mim assim: Ai cachorrinha preta (eu sou mulatinha) gostosa quero comeu seu cu, vem de quatro. Eu erguia a saia e vinha de ré engatava no pau dele e rebolava até ele soltar… Aí ele me dava 100 reais.
Assim ia até bem mas eu percebia que os outros 2 advogado e o caseiro tb queria me comer e eu morria de tesao no caseiro que era o mais pauzudo que eu percebia pelos volume. Entaõ um dia o patrão faltou e os outros adv ia demorar pra chegar e o caseiro fez denovo esqueceu de abrir a porta mais cedo tive de ir chamar ele la nos fundos. Ele ouviu eu bater eu mandou: Entra. Eu empurrei a porta e ele tava deitado pelado com o pau duro já.. Falou: Eu sei que cê é puta e hoje eu quero.. Olha meu pau duro pra vc.. vem me chupar, anda!
Eu não aguentei o tesao e fui. Ele me puxou logo que eu cheguei perto segurando pelos cabelos e levou a mao nos meus peitos perguntou se eu ainda tava dando mama se eu tinha leite nos peito eu falei que tinha e ele falou: Espreme esses peito eu quero ver. Eu fiz e ele bateu punheta esfregando e quase gozou mas na hora parou e mandou eu dar pra ele de quatro com o rabo impinado.. Eu tava doidinha pra levar uma fincada da rola dele e fiquei gemendo enquanto ele metia comigo de quatro na cama dele. Ele gozou rapidinho urrando bem no meu ouvido me chamando de putaaaaa gostosaaaa!!!
Quando ele me soltou falou: Bem que o dotor Valdicio falou que cê era gostosa pa caralho e que era putinha fácil. Deixou eu gozar dento dessa buceta quente sua… Vadia!
Eu fiquei com raiva dele e falei: Vai tomar no seu cu, arrombado! Ele veio e me deu um tapão e falou que não gostava que folgava com ele.. me empurrou na cama e falou: Quero você aqui amanha de novo pra mim dar e eu vou gozar dentro da sua buceta de novo e cê vai gozar comigo de novo! E saiu e foi pro banheiro tomar banho. Eu dei uma masturbada lá mesmo na cama e gosei de novo.. Nossa aquele macho me dava muito tesão!
Passei a dar pra ele todo dia cedo e logo peguei barriga de novo. Mas eles me comeram assim mesmo com barriga até o dia de parir. Pra minha família eu falava que era de um cara que morava la no meu bairro e que tinha ido embora mudado pra outra cidade. E seguia minha vida de puta. Fiquei nesse emprego até mais 5 anos quando eu comecei um caso com um cara casado que me mandou ser puta exclusiva pra ele.