Casada traiu primeira vez com taxista


Click to this video!

Bom dia pessoal, resolvi compartilhar com vocês algo que me aconteceu tem uns 2 meses, e que ainda estou assimilando o ocorrido.

Primeiro, deixa me descrever, me chamo fernanda, tenho 29 anos, sou branquinha, cabelos castanhos claros com mexas louras, olhos castanhos, mais ou menos 1,68 e 57 kilos. Sou casada tem 2 anos e meio, e ao todo temos 10 de relacionamento. Pra vcs entenderem o ocorrido, eu moro no interior de sc, e estou fazendo uma pós gradução em curitiba, que fica longe uns 500 km, viajo pra la de ônibus, vou a cada 15 dias, comecei em agosto…e já fui umas 5 ou 6 vezes.

No trajeto da rodoviária até a faculdade pego um taxi, o trajeto demora uns 50 minutos, a volta é a mesma coisa, pego o taxi na faculdade até a rodoviária, onde pego o onibus da volta pra casa as 23:00.

Sempre ocorreu tudo normal, mas na penúltima ida pra lá antes do fim do semestre, aconteceu esse lance.

Eu estava um pouco cansada, peguei o taxi na faculdade, já eram 19:30, escurecendo, como sempre, estava vestindo uma calça leggin, e uma blusinha de alça….com um casaquinho por cima dos ombros, confortável pra viajar.

Como o trajeto é longo, fomos conversando, o taxista era bom de papo, deixava a conversa fluir normal, fomos falando de várias coisas, chovendo, transito parado, o cara tinha o dom da conversa, nossa, parece que foi entrando em minha mente sabem.

Quando dei por mim, estávamos falando de sexo e coisas assim, com uma liberdade como se eu o conhecesse ha anos, ele falando q era casado e tals, eu tbm, a conversa fluindo, e derrepente, sem papas na lingua, falei q transava em média uma vez por semana com o marido

Ele disse q era pouco, q eu era gostosa, que merecia mais, e aquilo, ao invés de me deixar brava, ele falando daquele jeito, sei la, me deu um frio na barriga.

O papo seguia, falamos do calor, piscina, e inevitavelmente, das marcas do sol, então ele pediu pra ver, eu falei q não tinha, pois mal começou o verão, mas ele insistiu, eu sem jeito, acabei tirando o casaco, e puxei um pouco a alça da blusinha pro lado, pra ele ver a marquinha, ou a ausência dela

Ele continuava falando, dos tipos de biquíni, das marcas etc, pediu se eu usava fio dental, falei q não muito, então ele riu, disse q devia ficar linda, que não pode deixar de reparar na minha bunda quando parou o taxi, estranhamente, não consegui ficar brava com ele

Ele me olhando pelo retrovisor, pediu pra ver se tinha marquinha embaixo tbm, falei que não, q ele era louco, ele insistiu, e eu não sei porque, não consegui negar

Falei q ia mostrar rapidinho, ele disse pra esperar o sinal fechar, pra ele ver, senão ia bater, quando parou, ele virou pra tras….eu puxei um pouco a leggin pra baixo, na lateral, sentia um frio na barriga, minha calcinha era feia, de algodão, afinal era pra ser confortável pra viagem, mostrei rápido e ergui, ele disse q quase nao dava pra ver a marca, eu falei q era logico, pq nao tinha começado o verão, que nem tinha ido pro sol ainda

Então o sinal abriu, e ele seguiu andando, mas continuou me elogiando, e eu gostando daquilo, faz bem pro ego sabem.

Então ele disse assim "vc é mto gostosa fernanda, não pode ser comida uma vez por semana só"

Ele falando desse jeito, me chamando pelo nome, comecei a realmente ficar excitada, olhando pra ele, rindo, ele me olhou no restrovisor denovo, e pediu:

T (taxista) – deixa eu ver tua calcinha denovo fernanda

F (fernanda) não, tá maluco, não te mostrei minha calcinha, mostrei a marquinha do biquini

T – aaa, mas eu vi…deixa vai

F – nao….minha calcinha é mto feia ehehehe, é de viagem huahauhauhauha

Ele riu, e pediu pra eu então ao menos sentar mais no meio do banco, daí ele podia me ver melhor….eu ri, mas fui, ficando bem centralizada

T – tá….então não precisa mostrar a calcinha, só deixa tuas pernas um pouco mais abertas….

Eu ri…e perguntei F – pra que?

T – aaa, só espera eu parar no sinal e deixa…só um pouco

Eu rindo por dentro…uma sensação estranha…..quando ele parou, se virou pra tras

T – tá…abre um pouco…

Eu rindo, abri as pernas, ele virado pra tras….esticou a mao, eu me assustei, fechei as pernas

F – naooo

T – calma fernanda, deixa eu olhar vai….

Ele disse, e forçou minhas pernas, abrindo, eu tentei segurar

T – vai, deixa eu te admirar um pouco

Não me contive, e abri, ele esticou a mao e soltou um "nossa", eu quieta, olhando, olhei pros lados, ele disse pra não me preocupar, que os vidros do carro eram escuros, então o sinal abriu, e o carro de tras buzinou, ele olhou, e virou pra frente

T – merda, pq vc nao senta aqui na frente, aí nao preciso ficar me virando né, e não corremos o risco de bater

Eu ri…..esperei um pouco, e me levantei, pulando entre os bancos, passando pro banco da frente, sentei, coloquei o cinto, olhando, com cara de vergonha pra ele

T – pronto, agora fica melhor…

Ele puxou minha coxa…eu de pernas abertas….um pouco tremula, acho q ele percebeu

T – vc malha?

F – sim hehehe

T – coxa forte….

Ele falou, e apertou minha coxa, então subiu a mao da coxa, pousou ela bem no meio de pinhas pernas, dirigindo, eu tentei fechar as pernas

T – não precisa…..deixa aberta um pouco vai, fica calma, só quero encostar

T – ta quentinho aqui hen

Eu fiquei sem jeito, ri, envergonhada, encostei a cabeça no banco…respirando pesado, ele começou mexer os dedos, fazendo movimentos porcima da calça, pressionava, passava a mao, eu de olhos fechados

T – tá ficando molhada fernanda

Então derrepente deu uma freiada, se assustando, e eu tbm, ele parou a poucos metros de um ônibus

F – quase….

T – pois é…..

ele respirou, quando o sinal abriu saiu dirigindo e voltou a colocar a mao no meio de minhas pernas, e logo pra frente pegou a via marginal, eu estranhei

F – onde vc tá indo?

T – teu ônibus é só as 23 né? Só vou passar num lugar antes!!!

Um pouco receosa, acho q ele percebeu, foi entrando em um pátio de uma empresa, com uns galpões, eu olhando pros lados, ele riu

T – fica traquila, não sou nenhum maníaco

Então encostou o carro entre uns caminhões, no patio…..ainda sem tirar a mao do meio das minhas pernas, parou e desligou o carro

T – pronto, agora não batemos em mais ninguém hehe

Ele tirou o cinto, se virando, vindo com o rosto em direção ao meu, eu não resistia mais, e fui de encontro a ele, nos beijamos.

Enquanto nos beijavamos, ele tentou por a mao por dentro da dalça….era leggin, fácil de puxar ne, mas fechei as pernas, pois fiquei com vergonha, apesar do beijo, falei pra ele q não, q fiquei o dia todo na aula, mais a noite anterior no ônibus, que devia estar suada, mas ele disse q não tinha problema….q eu não precisava me preocupar

Com a mão esquerda dentro da minha calça…..eu sentada no banco do carona, e ele no dele, virado pro meu lado, ele me segurando na nuca, me beijando, a mao dele no meio das minhas pernas, passou os dedos sobre a calcinha, e como era uma de algodão (feia, mas confortável), ficou fácil pra ele puxar ela pro lado

Ficou passando o dedo, alisando…eu já molhada, ele me beijava o pescoço, dando baforadas quentes na minha orelha…eu ficando ainda mais molhada

Ficou me ‘bolinando….passando o dedo, beijando o pescoço’, ofegante…respirava pesado, forçou o dedo….eu estava completamente molhada…ele deslizou pra dentro

O dedo dele entrou todo facilmente em mim, ele me beijava, a mão na nuca, a boca na minha orelha, falando q eu tava quentinha, tirou o dedo, e forçou dois…entrando facil

Enfiava os dedos….a outra mao ele passava em minhas costas…e foi invadindo minha blusinha, passando pelo corpo, chegando nos seios, ele tirou os dedos de dentro de mim, e com as duas mãos tirou minha blusinha, e em seguida meu sutiã

Então me encostou no banco…..passando a mao no meu corpo, me deixou sem blusinha, me encostou no banco, acariciando meus seios, e me beijando, dizendo gostosa, delicia….e colocava quase tudo na boca, pois não são grandes.

Com a mao direita ele segurava um seio, enquanto chupava, e com a esquerda ele levou devolta pra dentro da minha calça, voltou a alisar minha bucetinha por dentro da calça.voltou a pressionar o dedo…entrando facilmente em mim, ele enfiou um dedo, depois dois…..me dedando devagar, depois aumentando o ritmo, e eu excitada com a situação, o inusitado, aquela sensação de adolescente hehehe, ele continuou enfiando os dedos em mim, começou aumentar o ritmo…..estava completamente molhada

Ele sugava meus seios, revezando entre um e outro, enquanto me dedava com 2 dedos dentro, enfiava já com mais rapidez, sem tirar, e eu instintivamente, com a mao na coxa dele….apertando a calça jeans….comecei ficar ofegante

Levei a mao pro volume da calça, no meio das peras, apertei, senti que estava duro, fazendo ainda mais volume, fiquei apertando, tentei tirar o cinto dele, não o de segurança, o da calça mesmo

Estava com uma mão só, a outra não alcançava, não tava conseguindo, ele percebeu q eu não tava conseguindo, tirou os dedos do meio das minhas pernas, se ajeitando no banco e abrindo as calças, eu tava olhando, esperando ele colocar pra fora, ele foi tirando

T – quer pegar aqui, deixa q eu te ajudo

Eu olhando, sem falar nada, então olhei, e peguei, ele também respirava pesado,

T – isso…mao macia….segura bem….

Ele falou e voltou a me beijar, primeiro o pescoço….depois voltou pros seios, eu segurando…minha mão tremia, ele me beijando, e a mao de volta pro meio das minhas pertas me bolinando, ele mal forçou os dedos entraram eheheh

Ele me beijando, pegou no negócio do banco, deitando o banco até encostar no de tras, praticamente me deitou no banco, primeiro ele tirou as calças dele….e depois foi puxando as minhas pra baixo, com a calcinha junto, quando ele tirou a calça e a calcinha ele falou nossa que ‘pacote’

Então ele pegou um pacote de camisinha no porta luva….foi colocando….eu ali, deitada, com vergonha, só esperando

Ele deitou por cima de mim…me beijando….enquanto o p dele ficou entre minhas pernas, roçando….só roçando….eu ficando ainda mais louca, nos beijamos mais um pouco…ele então se ajeitou (como dava)

E aí ergueu minhas pernas, apoiei elas no ombro dele, Ele segurou no pau, ajeitou….encostando nela….e foi enfiando devagar, eu sentindo, coloquei a mao na boca…..só ofegava, gemendo baixinho

Depois de enfiar tudo, ele começou bombar…primeiro devagar, e aumentando, bombou um pouco e tirou, e foi erguendo mais minhas pernas, quase fiz contorcionismo no carro.

Tipo…ele tirou de dentro, e levantou mais minhas pernas e se abaixou, e foi direto com a boca nela, ele lambia, e enfiava 2 dedos, comecei a tremer, ele me lambendo o clitóris, e enfiando 2 dedos, ele enfiava e tirava os dedos e as vezes pressionava no cuzinho

Eu tava explodindo, ele sabia me levar no limite…mas sem me fazer gozar, ele cuspia…a saliva dele se misturava com minha excitação, eu ainda mais molhada, ele enfiava os dedos, tirava, aí pressionava na entrada de tras, e voltava a enfiar na frente, e repetia isso, tirando, pressionando, e voltando enfiar na frente

Comecei tremer, ofegante, quando ele percebeu, tirou os dedos, se levantou rapido e voltou a enfiar o p….eu tremendo, ele rindo

T – isso…goza…goza bem safada pra mim fernanda

Aquilo me deixou ainda mais louca…e eu continuava gozando…como louca..gemendo, ele continuou enfiando…eu pedi pra ele esperar um pouco, pois tava sensível, ele parou, e passou a mao na minha b…, eu tremi, falei q não…q tava sensível demais.

Eu deitada no banco do carona, ele de joelhos no banco de tras, perto da minha cabeça, veio com o pau na altura do meu rosto, passou na minha boca, reclamei do gosto, parecia de borracha, então ele tirou a camisinha, eu fui chupando o pau grosso dele, eu chupava, parava, olhava….ele me segurando na nuca

Eu chupei uns minutos, deixei ele bem molhado, eu deitada, ele voltou a tocar minha b…., como nao reclamei, ele pegou o pacote e colocou outra camisinha, voltou por cima de mim, e a pincelar o pau na entrada de minha buceta

Ele pincelou..e voltou a enfiar, eu molhada, entrou fácil, enfiou um pouco, bombando, o pau entrando e saindo, enfiava forte, me empurrando contra o banco

Bombou alguns minutos, e tbm começou ficar ofegante, gemendo, ele tirou fora, arrancou a camisinha do pau…e começou gemer alto e gozar, em cima do meu ventre

Fiquei olhando ele gozar….ele tremendo….balançando o pau, ficou passando ele em cima do esperma, ficou segurando, e passando em mim, então derrepente voltou a enfiar, melado, sem camisinha, só soltei um gemido

T – nossa….q bucetinha apertada…..delicia fernanda!!!

Ele enfiou….tirou, passou denovo sobre o esperma..e voltou a enfiar, soltei um gemido sentindo ele me preenchendo

T – meu pau não amolece….q tesão você é!!!

Então ele voltou a bombar….eu já excitada denovo, ele foi aumentando o ritmo…já enfiando rápido, mais forte

T – caralho…não acredito que teu marido te come uma vez por semana….pqp!!!

Eu gemendo, e rindo, excitada, aos poucos o barulho da chuva foi diminuindo…e só se ouvia nossa respiração, e gemidos!!

Ele tirou de dentro….me fez ficar de lado no banco….e se colocou atrás de mim, de conchinha, ..foi se encaixando, eu excitada, molhada, o pau dele deslizou fácil novamente

Ele enfiava, e segurava meus seios, apertando, agarrando, nos dois ao mesmo tempo, enfiava rápido….me segurando, nossos corpos suados ja

Ficou um tempo assim, depois me empurrou pra frente, e sentou, no banco de tras, com os dois da frente reclinados, eu subi no colo dele, com o pau encaixado na entrada, e comecei cavalgar nele, de frente pra ele

Eu subia e descia nele…ele segurando nas minhas nadegas….enquanto eu pulava no colo dele, depois ele subiu as mãos…me segurando na cintura..me erguendo um pouco…me deixando suspensa..e começou a bombar..rápido..e forte….fazia barulho…sabem como né!?!

Eu completamente excitada novamente…meu corpo tremendo denovo, louca, ele não parava..bombava..gemendo, eu junto, então ele soltou meu corpo..fazendo cair meu peso, com o pau inteiro dentro de mim….me segurando nas nadegas..apertando elas, começou a pulsar…e senti ele gemendo e gozando, eu sentindo os jatos….estava louca tbm, comecei gozar junto, e ele percebeu

T – isso..goza denovo safada..goza com meu leitinho na tua buceta…caralho

Ele me tirou decima do pau dele…suados…ele já amolecendo, eu ali escorrendo..tirando de dentro, sentada, enquanto ele abriu a porta, e saiu do carro, pelado, e foi fumard

F – vc é louco….não era pra gozar dentro

T – não aguentei..sua buceta é mto gostosa…e merece uma boa gozada

Aquilo me deixava ainda mais pirada com ele, e ao mesmo tempo me mantinha excitada, ele me chamou pra fora do taxi, eu pelada, falei que não, mas ele insistiu…ficou me chamando..e eu fui

Ele pelado tbm, fumando, o pau mole…balançando, me aproximei, mas ele fez sinal pra eu me abaixhar..rindo, falei q nao

T – vai la fernanda….faz ele acordar denovo…!!

Relutei, mas pouco adiantou, quando dei por mim estava de cócoras no chão, e com o pau dele no meu rosto, ele puxou a pele pra trás…balançando

T – chupa ele vai….bem gostoso

Ele balançando…me mandando chupar, aquele cheiro forte…..acabei segurando nele…e logo fui chupar, era grosso….eu fui colocando na boca…ainda estava mole…mas quase não cabia todo

Quando eu tava com ele na boca, tirei, olhando ele, e soltei um risinho, ele pediu oq foi, ai eu ri e disse nada….ele insistiu

T – que foi? Porque riu!?

F – é….é que seu pau mole…é quase maior que do meu marido duro

Ele riu tb

T – então aproveita ele safada…chupa bem gostoso….que eu sei que vc tá gostando!!!

E voltei a colocar ele na boca, fui chupando..ele gemendo…ainda fumando, o pau ainda meia bomba..eu colocava quase todo na boca

T – caralho fernanda…q gulosa

Ele gemia…o pau foi endurecendo

T – isso..chupa…chupa gostoso…

Ele largou o cigarro….e segurava em meus cabelos, primeiro ele me puxou pelo cabelo pra tras…fazendo sair do pau

T – delícia fernanda, era isso que vc queria não era? Fala pra mim!!!

Eu ri….e concordei, e ele segurou com a mao em meu queixo

F – responde safada….fala que vc quer chupar meu pau fala….

Eu apenas ri, então foi ai q ele deu o primeiro tapa, na minha bochecha, me assustei…fiquei um pouco sem reação, e antes de eu falar qualquer coisa ele bateu denovo

T – responde sua safada!!

Nem deu tempo pra responder, ele enfiou devolta em minha boca, segurando minha cabeça….o pau endurecendo..enfiando na minha boca!!!

T – isso..chupa gostoso….asssim..cadela!!!

Ele segurou no meu cabelo…me puxando a cabeça pra tras, segurando no pau com a outra mao….batendo com ele na minha boca, ele voltou a enfiar na minha boca…me segurando pela nuca…eu me excitando…com meus dedos me tocava no clitóris, melado, gozado e excitado!!!

Eu chupando…quando tentei tirar da boca ele segurou com a mao atrás da minha nuca…me segurando no pau dele, fiquei um pouco, mas arregalei os olhos…ele só tirou quando comecei lacrimejar, ele tirou…me olhando

T – isso..baba bastante..safada!!!

T – ta gostando do meu pau safada? Tá?

Eu nao respondi, ele deu outro tapa

T – responde!!!

Não falei nada

T – nao vai responder??? Tá gostando de apanhar né safada???

E deu outro tapa

Me segurando pelo cabelo foi me levantando

T – entao levanta….levanta que quero comer essa buceta denovo!!!

Fez eu ficar em pé…com as mãos encostadas no carro, abriu minhas nadegas, me olhando…passando a mao na minha buceta, ele passou a mao, e rindo

T – ta toda molhada denovo, tá doida pra tomar pau na buceta né safada?

Ele deu um tapa na minha bunda, minha bunda não é aquelas redondinhas e durinhas de academia, é grande, mas é daquelas moles…que balançam ehhehe

T – quer ou nao quer vadia?

F – quero…..quero

Ele se ajeitou, pincelou nela….e foi enfiando, enfiava rápido, dando tapas na minha bunda, abria minhas nadegas, passava o dedo no meu cuzinho e aos poucos pressionando, eu louca, ele forçou, e o dedo entrou

Então tirou o pau da minha bucetinha…me empurrou pro banco do carro, ele em pé fora, e eu de 4, no banco, pincelou o pau no meu cuzinho…forçou, mas não enfiou, voltou ele pra bucetinha

Ele bombava um pouco, tirava e voltava a pressionar em meu cuzinho, e continuou fazendo isso, metia na bucetinha, tirava e voltava a pressionar atrás

Cada vez entrava um pouco, ele foi fazendo isso, enfiava um pouquinho atrás, tirava e enfiava com tudo na bucetinha, então numa das vezes q ele tirou, eu esperava ele enfiar denovo na buceta

Mas ele forçou atrás, entrando, soltei um ai, ele me segurou na cintura, gemendo, eu reclamando, dizendo ai

T – cala boca vadia

Falei q tava doendo, ele enfiou um pouco, nem um minuto, percebeu que era mto grosso, tirou e voltou a enfiar na bucetinha denovo, olhando e rindo

T – olha que cuzão que ficou…..delícia

E continuava bombando na bucetinha, eu só gemia..sentindo ele enfiar, ele aumentando o ritmo, bombou mais um pouco

T – tesão fernanda…eu vou gozar na tua boca…vem

F – nao…na boca nao

T – então vou gozar no teu cuzinho….

E foi tirando o pau da minha buceta, já encostando na entrada denovo

F – naaao, dói, aí nao

Ele me deu um tapa na bunda…

T – um dos dois….na boca ou no cu, escolhe vagabunda

Falei pra ele gozar nos meus seios, ele me segurou na cintura e enfiou atrás denovo, foi entrando, aquela coisa grossa, me rasgando

T – nos peitos o caralho, vou gozar onde eu quiser

Soltei outro ai, sentia ele me rasgando

F – aiiiii….tira…tira….

T – então vou gozar na tua boca

F – sim….

T – pede porra na boca então, que eu tiro

F – tiraaa…..goza na minha boca….mas tira

Ele foi tirando, mas antes de sair todo, enfiou de volta em uma vez só no meu cuzinho, nossa, gritei na hora

F – aiii….aiii…paraaaa

T – toma no cu sua puta…caralho….tesão….cala boca vadia

F – aiiiiiiiiii….tiraaaaa

T – cu gostoso…caralhooo

Bombou uns 10 a 15 segundos, rápido e forte, eu gemendo, ele mais ainda, e aí tirou, me puxando pra fora do carro

T – ajoelha vadia

Fiquei escorada no carro, quase sentada no chão, ele só me segurou no cabelo

T – abre a boca…abre

Fui abrindo, um pouco de nojo..ele soltando o pau, deu uma jateada, pegou no rosto, perto do nariz, e depois dessa primeira jatiada, ele levou o pau pra minha boca, empurrou quase metade pra dentro

F – toma…toma meu leite sua vadia

Eu nao tinha como tirar a cabeça….só senti o resto caindo dentro, ele me segurando a cabeça com as duas mãos e gemendo, então foi tirando o pau da minha boca aos poucos….amolecendo….ele aproveitou e bateu com ele no meu rosto.

Ele gemendo, suado, pegou uns papeis no carro, se limpando, entregou pra eu também me limpar, enquanto eu me limpava, ele já foi se vestindo, então entramos no carro, ele já foi dirigindo, enquanto eu me vestia.

Morrendo de vergonha, remorço, calada, ele então me deu um cartão dele, disse que não queria meu contato, que não era pra eu me preocupar, mas ia me deixar o dele, e se eu quisesse, podia fazer contato com ele.

Minha viagem de volta, passei os 500 km acorda, chorando, arrependida, pensando no que fiz, nunca tinha traído meu marido, e nem pensado, e do nada, acabei transando com um desconhecido, e o que pior, deixando ele fazer o que quisesse.

Voltei pra aula 15 dias depois, mas não liguei pra ele, ainda fiquei receosa ao pegar outro taxi. Hoje confesso que estou assimilando melhor o que aconteceu, e na semana que vem recomeçam as aulas, e senti vontade de compartilhar isso com alguém, e decidi fazer aqui, pois imagino que não serei julgada como seria por minha família ou amigas. Espero que possam comentar sobre esse relato. Beijos.