Safada deste de criança 2


Click to Download this video!

Oi voltei para contar para vcs um pouco mais das minhas aventuras de pequena bom depois daquele dia com o meu tio o meu cuzinho e a minha bucetinha vivia pegando fogo queria brincar a td momento comecei brincar com os meninos da rua conheci um menino com 6 anos e eu com 7 eu vivia brincando com ele ensinei muita coisa para ele ate queria poder rever ele agora mais não tem como . Bom chamei ele para brincar igual com o meu tio tiramos a roupas e pedi para ele colocar o pintinho dele na minha bucetinha ele tentava mais era gostoso tbm ate que a vo dele pegou nois dois pelados e chamou minha mãe apanhei muito minha mãe me proibiu de brigar com qualquer menino passou uns meses e um casal de senhor com a sua neta de uns 6 anos mudou para ao lado de casa eu com 7 para 8 anos comecei a ir brincar com ela ficava doida pois ela tinha muitos brinquedos tds os dias eu ia brincar com ela minha mãe começou a ter amizade com o senhores avos dela e eu sempre pedi para minha mãe deixar dormir la pra poder brincar com a Maria e ela deixava não via nenhum problema nisso só que como eu dizer no conto anterior minha mãe era muito boca aberta e acabou falando para o vo e vo da Maria os dois não ligaram muito para isso mais depois de minha mãe contar oq eu fiz td ficou diferente vivia mais na casa da Maria do q em casa estava eu brincando com a Maria e a vo dela dona Suzana dizer q ia ao medico e pediu para o vo cuidar de nois bom ela saiu e eu Maria estamos brincando no quintal ele veio e chamou eu e a Maria para tomar banho para almoçar chegando no banheiro eu e Maria ficamos fazendo a maior farra e ele olhando pra nois ele tirou a Maria e falou pra mim ficar la q ele liame dar banho direito q estava suja passo um tempo ele voltou perguntei sonde dava a Maria e ele dizer q ela estava na mesa almoçando e pego o sabonete e começou a me lavar passou sabonete nos peitos na hora minha bucetinha já pegou fogo ele lavou minha bunda e ficou passando o dedo no meu cuzinho e eu quieta passou sabonete na minha bucetinha nossa fechei o olho na hora ele demorou um tempo e me tirou do chuveiro me pegou no colo e me levou para o quarto dele começou a secar meu corpo a na minha bucetinha ele dizer q não precisava que era para mim ficar sem calcinha w secava rapidinho passou o dedo um pouco e falou e ela esta bem molhada mais fica sem calcinha e com esse vestido aqui q jaja seca me levou para almoçar comi e a Maria já tava na sala assistindo eu e ele na cozinha comendo e dizer pq vc não senta aqui do meu lado para mim ver se a sua pererequinha estava seca eu fui correndo Kkkkkk sente ele meteu a mão e ficou alisando enquanto eu comia eu ficava quieta né pois minha mãe dizia que fazer aquilo tipo de coisa q nem eu fiz com o meu amiguinho era errado mais eu gostava e muito então ficava quieta bom acabei de comer e fui para sala Maria tava dormindo o velho chegou colocou Maria na cama e me chamou para sentar no colo dele para ver desenho eu sente ele colocou a mão denovo e não dizer nada e ficou mexendo e eu adorando aquilo comecei sentir o pau dele na minha bundinha ele ficou se mexendo e falou = vc tá gostando de eu ficar com a mão na sua pererequinha e eu = sim mais minha mãe dizer q e errado fazer isso ai o velho a = mais pq vc esta quieta vc esta gostando mais tá com medo e? e eu = e eu tô gostando mais tô com medo pois minha mãe me bateu muito .ele falou = a mais sua mãe só de bateu pq ela descobriu se ficar em segredo ela não vai bater em vc oque vc acha ? Eu = a eu não vou contar mais se alguém ver eu vou apanhar o velho = não e só nois brincar escondido tá bom e eu confirmei com a cabeça ele colocou o pinto dele para fora era pequeno não era igual o do meu tio ele me dizer para virar de frente para nois brincar de papai e cavalinho eu virei e sentei em cima do pinto dele ele levantou meu vestido e começou a mexer nos peitinhos e ficou mexendo minha bunda num vai e vim muito gostoso ai ele chupava meu peito e ficava olhando para minha pererequinha ele dizer vamos dar um beijo q nem gente grande tá bom e eu confirmei com a cabeça ele tava engolindo a minha boca mais eu não tava nem ligando ele começou a mexer mais rápido aquele vai e vem e me melou td me levantou me limpou e levantou eu fiquei no sofá assistindo com as perninhas abertas ai ele voltou um nossa olha essa pererequinha ela e bem pequena né eu balancei a cabeça ele chegou bem perto e começou a mexer eu fechava os olhinhos pois era muito bom ele colocou a boca e começou a chupar um tava muito bom ele me deitou no sofá e começou a pinçalar o pinto na minha bucetinha e falava tá gostando e eu só balança a cabeça e ele começou a forçar o dedo na minha bucetinha ele conseguiu colocar o dedo e ficou me fudendo com o dedo eu tava gostando tava doendo um pouco ele tirou o dedo chupou e começou a tentar colocar o pinto na minha bucetinha e forçava ate q ele forçou e eu senti uma dor forte e pedi pra ele para ele deitou em cima de mim e falou vai ficar gostoso denovo e começou a me beijar ele começou a se mexer e falava nossa que delicia essa pererequinha de nené apertadinha hummm geme para o vo geme eu tava quieta pois tava doendo o velho não parava e falava um monte de coisa quando a Maria acorda e ele escuta ela vindo para sala levantou e mandou eu esperar o velho colocou a Maria no banheiro e voltou e colocou denovo eu quieta ainda ele começou a me foder com força e eu querendo chorar ai ele parou e dizer a não chora e tão gostoso calma ai e se a baixo e começou a me chupar agora sim tava bom ele subiu em cima de mim e viu q eu tava gostando ai sim o velho gozou e muito ai mando eu ir para o banheiro com a Maria e eu fui ele deu outro banho e nois mandou nois ir brincar e falou q era o nosso segredo minha bucetinha tava ardendo e doendo muito bom tds os dias quando não tinha ninguém por perto o velho vinha e me beijava ou eu ia atrás dele para receber uma dedadinha na pererequinha o velho ficava louco com aquilo vivia falando q queria me foder denovo tinha vez q ele levava eu e a Maria para a cama dele e ficava roçando em mim e nela enviava a mão dentro das nossas calcinhas por Maria ser mais pequena inocente do q eu ela não ligava bom ate q chegou o dia de ficarmos sozinhos denovo a vo Suzana saiu e eu a Maria estamos na piscina ele me chamou e dizer para Maria q eu ia embora e era para ela ficar na piscina e quando fosse sair ela chamava ela ficou e o velho o dize tira o biquíni para nois brincar eu tirei rapidinho ele começou chupar minha pererequinha e adorando aquilo ele me deitou na cama e colocou o pinto na minha pererequinha dessa vez sim tava bom o velho gemia e falava nossa q delicia de nené apertadinha dessa vez eu gemia e ele tava louco vendo uma menininha de 7 anos gemendo o velho tava me fedendo q nem louco e me beijava eu tava adorando sentir aquele velho dentro de mim não demorou muito o velho começou a falar a vou encher esse periquitinho de porra nossa q delicia vou gozar nesse periquitinho hummm e foi rápido e senti uma coisa estranha na minha pererequinha ele levantou e eu vi escorrendo gozo na minha perninhas ele me levou para o banheiro e começou e me lavar e perguntar se eu tinha gostado eu dize q sim q eu queria mais ele dize hum vamos ver se o pinto do vo sobe denovo mandou eu dar beijo nos pinto dele fiquei dando e nada Maria começou a gritar oh vo eu quero sair ele rapidinho mandou eu colocar biquíni e voltar la corri e ela fez a farra começamos a brincar e sempre quando tínhamos uma oportunidade nois brincava de papai e mamãe isso durou ate os meus 9 anos no próximos contos eu conto como seduzi meu pai e dei pra ele tbm pq eu nasci com um fogo na bucetinha que ninguém apaga hahahaha