O pai, a mãe e a filha IV-Amanda uma doce menina III


Click to Download this video!

O dia transcorria sem maiores novidades, Sérgio voltou da cidade armou a churrasqueira e botamos a carne no fogo e Ana e Amanda estavam na cozinha preparando o restante das comidas que iriam acompanhar o churrasco. Ficamos beliscando e tomando cerveja eu,Sérgio e Ana até a hora do almoço e quando estávamos almoçando sentados na mesa com Amanda do meu lado, Amanda falou ! pai e mãe sabia que agora eu sou a namorada do tio ? Sérgio e Ana se olharam e eu fiquei sem saber o que dizer apenas dei um sorriso amarelo e Ana falou sorrindo ! por isso é que demoraram tanto dando comida para os bichos ! tá certo disse Sérgio e quando sai o casamento ? não sei pai por enquanto estamos só namorando kkk ! Amanda apertou meu pau por baixo da mesa e eu confesso que não sabia o que dizer ! acabamos de almoçar e depois de tirar a mesa Sérgio disse que ia tirar um sono e Ana disse ! já conheço esse sono depois da cerveja agora só lá pelas 7 horas kkk Fiquei na cozinha com Ana e Amanda enquanto elas lavavam a louça e Amanda parecendo muito a vontade sentou no meu colo e me abraçava enquanto Ana lavava a louça e sem nenhuma cerimônia me deu um beijo na boca e disse, mãe também vou me deitar um pouco toma conta do meu namorado para mim kkkk Tá bom pode deixar ! Amanda foi para o quarto e eu fiquei com Ana na cozinha que acabava de lavar a louça ! Abracei Ana por trás e mordi o pescoço dela ao mesmo tempo que minha mão apertava seus lindos seios e a outra acariciava suas coxas e sua buceta por cima do short que ela usava ! gostosaaaaa estou louco para fuder essa bucetaaa, falei ao mesmo tempo que esfregava meu pau já em total ereção em sua bunda ! Ana colocou a mão para trás e apertando meu pau falou ! tarado já comeu o pai, a mãe e agora quer comer a filha kkkk a filha é só brincadeira ! agora eu quero é fuder essa buceta novamente safadaaaa ! Ana se virou para mim e disse, só dou se me contar o que aconteceu lá no quartinho entre você e Amanda ! nada demaissssss, apenas uns beijinhos e uns amassos ! minha mão já entrava por baixo da blusa de Ana e apalpava seus seios ! Ana apertava meu pau e procurava abrir minha bermuda o que facilitei colocando meu pau para fora que ela passou a apertar enquanto nossas bocas se buscavam num beijo que mordia lábios,e sugava línguas que se ofereciam ! gostosooooooo Ana se abaixou e passou a chupar e lamber meu pau com intenso desejo ! aiiiiiii safadaaaaa chupa o pau do teu macho puta gostosaaaaaaaa ! puxei Ana para cima e empurrei ela contra a mesa fazendo-a se deitar e ao mesmo tempo tentava abrir seu short que com sua ajuda foi tirado levando junto a calcinha e logo sua buceta estava ali exposta e diante de meus olhos ! chupa safado a buceta da tua putaaaaaaaa ! mergulhei entre suas coxas e minha língua passeava entre os lábios em toda extensão chegando até seu cuzinho ! Ana gemia e levantava as pernas e meus dedos invadiram seu sexo, ocupando espaços e fazendo companhia a minha língua que acariciava seu grelinho saliente lambendo e sugando ! delíciaaaaaaaa me conta tudo amorrrrrrr me enche de tesãoooooooo vagabunda gostosaaaaaaaa vou te contarrrrrrrrrrr chupei os peitinhos dela e a bucetinhaaaaaaaa aiiiiiiiiiiiii fala maisssssssssss e nesse momento eu falava e esfregava meu pau em sua buceta molhada ! meteeeeeeeeeeee safadoooooooooo, taradoooooo gostosooooooooooo ela te chupouuuu ? clarooooooooo e adorou pegar no meuuuu pauuuuuuuuuuu aiiiiiiiiiiiii meu pau grande e duro deslisou para dentro da buceta de Ana que se contorcia enquanto eu olhava meu pau entrando e saindo num ritmo perfeito ! levantei sua blusa e passei a chupar seus seios e sugar seus mamilos ! a bucetinha dela é uma delíciaaaaaa e fiz ela gozar na minha bocaaaaaaaa aiiiiiiiiiiiiiiii amorrrrrrrrrrrrrr e cada vez mais Ana se excitava na medida que eu ia falando o que havia acontecido entre eu e Amanda ! você meteu nelaaaa ? nãooooo, mais gozei muito gostoso nas coxas delaaaa ! aiiiiiiiiii amorrrrr então fode minha buceta como se estivesse fudendo a da minha meninaaaa ! safadooooooooo quero ver você chupandoooo elaaaaa ! quero verrrr esse pauzão rasgando a bucetinha delaaaaaaaaaaaa querrrrrrrrr ? queroooooo muitooooo, aiiiiiiiiii delíciaaaaaaaaaaaaa quando eu for tirar o cabacinho delaaaaaaaa vou te chamarrrr quero que vocêee chupe a bucetinha delaaaaaaaa depois que eu meter nela e gozarrrr bem gostosooooooooooo ! taradooooooooooo safadoooooooooooo gostosoooooooo aiiiiiiiiii amorrrrrrrrrrr vouuuuuuuuu gozarrrrrrrrrrrr gozaaaaaaaa comigoooooooooo nãooooooo paraaaaaaaaaaa me fodeeeeeeeeeee aiiiiiiiiii e Ana se contorcia e as garras da felina rasgaram a minha pele enquanto e gemia alto jogando o corpo contra meu pauuuuuuuuu delíciaaaaaaaa gozaaaaaaaa mais safadaaaaaaaa vaiiii chupar a buceta da filhinhaaaaaaaaaaa vaiiiiiiiiiii ! vouuuuuuuu querooooo lamberrrrrrrr tua porraaaaa com o sangue do cabaçoooo da minha meninaaaaaaa ! nesse momento aquele frenesi louco sacudiu meu corpo e busquei a boca de Ana e sentia meu pau se dilatando e jatos de porra quente encheram aquela buceta gostosa ! aiiiiiiiiiiii amorrrrrrrrrrr gozaaaaaaaaaaaa maissssssss assimmmmmmmmmmm e Ana apertava minha cintura com suas coxas e gritava e de sua boca saiam gemidos e palavras sem nexo que eu bebia em sua boca ! corações acelerados e respirações ofegantes e nossas bocas se buscavam em um beijo sereno e nossas mãos se encontraram e um sorriso iluminou o rosto daquela felina mulher. -continua em O pai, a mãe, a filha V- Uma doce menina IV-