A Atendente!


Click to this video!
Autor

Olá a todos novamente, aqui quem fala é o Michael, venho aqui mais uma vez publicar mais de uma das minhas aventuras, espero que gostem. Primeiramente aos que não me conhecem, sou morador de Taguatinga-DF, tenho porte físico atlético, cabelos pretos, pele clara, olhos castanhos escuros, não me considero bonito nem feio, mas nunca tive problemas quando o assunto é pegar mulher ou conquistar uma.
A moça que irei me relacionar nesse conto, chama-se Fernanda e a conheci de uma maneira inusitada e como na maioria dos meus contos, a vontade maior sempre partiu por parte da mulher, eu só induzo a mesma a ter a iniciativa de mostrar o que realmente quer. Essa bela morena, tem olhos castanhos claros, pele clara, usa óculos, nem gorda nem magra, possui seios grandes que dão o maior destaque em seu corpo, e uma bunda que não chega a ser espetacular, mas só de pensar já me deixa excitado novamente.
Mas vamos ao conto então, estava eu na época namorando, e fui ao shopping comprar um presente para a minha namorada, pois seria nossa aniversário de namoro daqui uns dias então lá fui eu tentar comprar algo para ela. Após andar um pouco, entrei em uma loja popular, que não estava tão cheia até no momento, e continuei minha saga de procurar algo, mas estava difícil. Foi então que eu avistei essa moça com um decote enorme, arrumando umas roupas e fiquei impressionado com o tamanho dos seus peitos e vidrei meu olhar nela. Fernanda até de maneira inocente, percebeu que eu a observava e achando que eu queria talvez tirar alguma dúvida, veio em minha direção dizendo:
-Boa Tarde Senhor, tudo bem? Há algo em que eu possa te ajudar?
Após ela dizer aquilo com sua voz suave, decidi ver o quão safada era aquela atendente e se eu teria alguma chance de me divertir com ela depois.
– Boa Tarde, estou bem e você? Bom eu queria uma ajuda pra escolher uma lingerie para dar de presente para uma “amiga” minha, será que você poderia me ajudar? – Disse olhando ainda fixamente para os seios de Fernanda.
– Mas é claro senhor, de que tipo de lingerie ela gosta? Me diz um pouco como essa sua amiga é. – Disse Fernanda percebendo meus olhares nos seus peitos e parecendo não se incomodar muito com isso.
Após uma boa conversa sobre os tipos de lingerie e algumas dicas da mesma, acabei escolhendo um modelo, mas não querendo perder a oportunidade com aquela morena peituda, resolvi arriscar.
– Bom, obrigado pela ajuda Fernanda, mas ainda estou na dúvida se isso ficaria bom no corpo da minha amiga? Será que você poderia experimentar e me mostrar para eu ver como é que fica? – Disse arriscando tudo com essa frase.
Fernanda me olhou e pensou por um tempo até que a resposta dela me surpreendeu de uma maneira bem excitante.
– Claro seu Michael, me siga, vamos ali numa sala que tem no departamento lá ficará melhor para eu te ajudar nisso – disse Fernanda já me olhando e mordendo os lábios como uma fêmea no cio, doida para fuder.
Fomos então para essa tal “sala”, ao chegar lá, Fernanda não se fez de santa e foi tirando a roupa na minha frente e vestindo a lingerie que eu tinha escolhido de maneira excitante e provocante. Já estava bem excitado com toda aquela situação, mas deixei que aquela mulher tivesse o controle da situação. Ela então num ato de puro extinto me puxou e me beijou de forma quente, nossos corpos desejavam um ao outro e aquele beijo foi acompanhado de várias mãos bobas, percorrendo nossos corpos.
Foi então que ambos nos despimos, e Fernanda já se ajoelhou e começou uma chupeta gostosa, chupando a cabecinha, as bolas e tudo que tinha direito. Aquela atendente sabia muito bem o que fazia e gostava de ter o controle da situação.
– Que delícia esse pau gostoso e grande desse macho safado, mas agora minha buceta necessita um pouco de atenção. – Disse ela com cara de safada e deitando no chão e abrindo bem as pernas.
Sem pensar duas vezes caí de boca naquela buceta peluda e molhadinha, arrancando suspiros da minha parceira que pedia cada vez mais. Após um tempo me dedicando aquela buceta, minha parceira anuncio o gozo, enchendo minha boca de porra, gozando tanto, mostrando que ela queria muito aquilo e toda a situação a excitava bastante.
– Que delícia esse macho safado, chupa muito gostoso, mas agora quero que ele me coma sem dó e me faça gozar muito nesse pau gostoso – Disse Fernanda mostrando o quão safada ela era.
Com um ato rápido, ela sentou no meu pau bem gostoso e começou uma cavalgada bem gostosa. Ela me xingava e eu fazia o mesmo, dando tapas na bunda da mesma, puxando seu cabelo e tudo mais, o que fazia Fernanda gemer ainda mais sem se preocupar se alguém nos pegaria naquela sala “secreta”. Após essa bela cavalgada, foi a vez de comê-la de frente.
– Isso meu macho me faz gozar…estou gozando delíciaaaaaaa! – Disse Fernanda gozando bem gostoso no meu pau e gritando que nem uma putinha.
Depois disso, coloquei minha putinha de 4 e comecei a mandar ver naquela buceta sem dó nenhuma, dando tapas e puxando seu cabelo de maneira selvagem. Fernanda gemia e pedia que eu desse meu letinho pra ela, quase que implorando por isso. Foi aí que a mesma se ajoelhou e eu anunciando o gozo, enchi a cara daquela atendente safada de porra, melando ela todinha.
Fernanda então me ajudou a sair dali sem que ninguém me notasse e ainda me pediu o telefone o que prontamente passei pra ela meu número. Saí tão rápido que acabei nem levando o presente pra minha namorada. Após esse episódio ainda me encontrei umas 3 vezes com Fernanda, mas depois que virasse algo mais sério acabei cortando as relações com a mesma.
Espero que tenham gostado do meu conto, aceito críticas, elogios e sugestões. Quem quiser manter contato, me mande um email : [email protected] Agradeço desde já pela leitura e até a próxima, beijos e abraço!