Lição na prática


Click to this video!
Autor

Olá pessoal meu nome fictício e Rock 22 anos bem afeiçoado,corpo atlético meio de mal com a vida senhor de 20 cm de pau sucesso absoluto com as mulheres comigo pau é pau se é pedra é pedra é fim de papo,minha história começa com minha irmã de 6 anos estava estudando numa escola dá prefeitura de nossa cidade sempre tinha coleguinhas de classe lá em casa como mamãe trabalhava e eu também,clara minha irmã ficava praticamente sozinha aos cuidados dá vizinha do apartamento de frente às vezes ela pedia pra ficar lá em casa pra brincar com as colegas de escola como era de frente a porta dá vizinha ela deixava olhando de veis enquanto, até eu chegar mãe era enfermeira as vezes fazia plantão de até dois a três dias sem vir em casa e eu trabalhava meio expediente ficava a maior parte do tempo com ela muito sapeca adoro ela certo dia quando cheguei em casa ela estava com uma menina morena de cabelos compridos lábios grossos muito bonita aparentando 10 a 11 anos entrei no quarto de supetão estavam com uma cara estranhas como se tivessem fazendo algo de errado disfarçaram fingi que não tinha percebido nada mais resolvi pagar pra ver no dia seguinte fui na vizinha ela disse que ela estava brincando com a Malu a morena pensei Agora descubro o que estas duas estão aprontando, abri a porta bem devagar ouvi risinhos no quarto de clara fui de pé em pé pra ouvir o que diziam clara gemia baixinho enguanto Malu dizia geme putinha geme na língua do seu macho fiquei puto empurrei a porta, clara de pernas abertas, Malu com o dedo no cú dela, chupava o seu grelinho agarrei Malu pelos cabelos estava fora de mim falei piranha vadia o que pensa que está fazendo! Assustada tentava se justificar clara se encolheu tentando tapar a buceta com o travesseiro jóquei Malu na cama e falei então vc é o macho dela né então eu sou o teu macho falei com raiva ordenei tira a roupa macho ou vai apanhar perguntei tu gosta de homem cabra ela respondeu claro que não é mais hoje vai ser viado tira essa porra Agora! Assustada começou a tirar a brisa e a saia do colégio ficando só de calcinha tira tudo caralho falei aos berros ela começou a tirar mostrando uma bucetinha carequinha meu pau até então estava mole devido minha raiva mais naquele momento deu um pulo dentro dá bermuda agora macho falei em tom de sombaria deixa eu ver o seu caralho se é maior do que o meu ela disse para eu sou virgem eu disse mais e homem né ela respondeu com um não engasgado mais não foi isso que ouvi você dizer pra clara agora cara vc vai chupar meu pau ela fez que não com a cabeça fazendo cara de nojo falei ou chupa ou apanha comecei a tirar bermuda quando viu meu pau duro disse por favor deixe me ir falei não senhor chupa ou vai levar umas porradas chequei perto e disse se morder vou te espancar até desmaiar chorando colocou na boca e começou a chupar clara tentava consolar a amante enquanto eu começava a diferença aguela boca morena, enguanto chupava eu a segurava pelos cabelos já antegozando meu próximo movimento empurrei ela na cama agarrei suas pernas e coloquei nos ombros falei vc e homem vou te comer como tal coloquei a cabeça do pau lubrificado pela saliva dela na entrada do curso ela tentou impedir mais um tapa na cara a fez desistir comecei a empurrar enguanto ela chorava e gemia a cabeça entrou ela gritou eu empurrei até a metade e falei aguenta macho já foi a metade ela dizia para tá doendo vc e muito grande num movimento rápido empurrei o resto colando meu saco na bunda dela clara começou a beijar dizendo me perdoe o que ele tá fazendo contigo chorando comecei a bombar com força que cú apertado gozei enchendo ela de porra disse então macho e bom comer a filha dos outros responde filha dá puta calada e chorosa olhava oro lado evitando me citar meu pau já estava duro de novo eu queria mais estava com pena dela mais tinha que continuar ainda deitada de barriga pra cima me deitei sobre seu corpo e falei no seu ouvido deixa sua mulherzinha meter a buceta em vc aquela menina de 10 anos me olhou pela primeira vez encostei meu pau na entrada dá bucetinha dela e falei vem meu macho vamos tira minha virgindade! ela mexeu os quadris minha pica avançou até seu himen ela disse não faz isso eu falei vc e o homem e eu sou a Clarinha e forcei e o himen cedeu ela deu um grito eu deslizei todo dentro dela é comecei a diferença cautelosamente ela até então estava dificultando mais agora mexia timidamente logo começou a gemer e se mexer enguanto eu socava sem dó meus 20 cm dentro dela falava então meu macho tá gostando de fuder sua mulherzinha ela disse isso vadia mete mete tudo gostosa gozei como um cavalo dentro dela quando tirei tinha sangue misturado com porra falei agora vá tomar um banho e se querer sua mulherzinha outra vez estarei no quarto tomei meu banho e fui procurar quarto e encostei a porta vi ela pela fresta da porta falei entra meu macho ela de cabeça baixa disse outro dia eu volto tô toda dolorida falei então me dá um beijinho de despedida e mostrei meu pau já duro pra ela veio e ia me beijar na boca apontei pró meu pau e disse que tal esse beijinho ser nela ela se abaixou e colocou na boca comecei a fuder a boca dela é segurei a cabeça dela enchendo sua garganta de porra ela tossiu.engasgou mandei engolir ela engoliu olhando pra mim disse vou voltar OK quando saiu olhou pra mim e disse minha puta e saiu correndo comecei a rir clara veio até mim pra reclamar aí sobrou pra ela conto depois OK.