Prima de 26 com Primo de 18

Click to this video!
Autor

Hoje tenho 36 e minha prima 44. Sou um homem bonito e atraente, corpo definido de academia. Minha prima continua uma mulher bonita e atraente, porém hoje ela mora em outro país e a vejo por fotos.
Tudo começou quando eu tinha 12 anos e Fernanda, minha prima 19
Eu estava deitado na sala em um colchão Assistindo TV e minha irmã e o namorado sentados no sofá, minha prima chegou e pediu para se deitar no colchão comigo e eu falei que tudo bem. Ela se deitou e se cobriu com o lençol que eu estava; ela estava com uma bermuda jeans e se deitou virada de costas para mim, quando ela se deitou, se deitou com a bunda em cima da minha mão aquilo de alguma forma me excitou e eu comecei a mexer os dedos lentamente, ela não falou nada, continuei mexendo e fui passando a mão de leve na sua bunda, ela não falava nada e não esboçava nenhuma reação, então fui sendo mais ousado e colocando a mão no meio da bunda dela, já estava com a mão bem lá no meio quando ela se levantou, eu achei que tivesse ficado brava e foi para o quarto. Depois de um tempo o namorado da minha irmã foi embora, ela foi dormir no quarto e eu fiquei na sala assistindo TV deitado no colchão. Depois de um tempo quando todos dormiam minha prima voltou com um cobertor e um short bem largo e curto pedindo para se deitar novamente e eu deixei, ela se deitou, se cobriu com cobertor ficando de costas para mim, então eu lentamente comecei a chegar os dedos próximo a bunda dela, toquei no cobertor e comecei a passar a mão de leve, ela nada, então comecei a puxar o cobertor um pouco para poder entrar com minha mão dentro, ela se levantou um pouquinho pra minha mão entrar; quando entrou, ela pegou minha mão colocou a calcinha de lado e colocou direto em sua boceta, eu comecei a passar a mão enfiando os dedos de leve e ela apertando meus dedos com as contrações de sua buceta. Fiquei um bom tempo assim, estava muito excitado e só de pensar e lembrar disso agora, eu fico excitado. Me masturbei na sala e dormi.
O tempo se passou e sempre que podia eu esbarrava em minha prima, deixava mão boba e sempre tirava uma casquinha.
Teve uma vez que ela dormiu em minha casa, estava no quarto da minhas irmãs, eu fui até o quarto onde ela estava e ela estava de barriga para cima, eu cheguei bem perto e passei a mão de leve em seus peitos, tomei coragem e passei a boca, coloquei a boca como se estivesse chupando os peitos dela eu tirei meu pau para fora deixanfo encostado em sua mão. Acredito que ela estava acordada fingindo dormir. De repente ela se virou de bruços e eu saí do quarto assustado.
O tempo passou e eu sempre tentando tirar casquinha, até quando eu completei 18 anos e tirei minha carteira de motorista.
Um dia de dezembro, era um domingo, eu pedi para minha mãe para poder dar uma volta de carro e ela deixou, minha prima estava em casa e pediu para ir junto e eu falei que tudo bem. Até aí não pensava em nada demais. Saímos passeando de carro sem destino e ela estava com uma saia branca, o seu sol batia em suas pernas, eu olhava e aquilo começou a me excitar, só que não tinha coragem de fazer nada e o coração batendo, quase saindo na boca, até eu tomar coragem e colocar a mão nas coxas dela começando a subir. Ela na hora colocou a mão na frente e falou para eu parar, eu parei, mas ela não tirou minha mão, então comecei a subir novamente e ela foi abrindo as pernas lentamente. Subi até chegar a sua calcinha, fazendo isso Enquanto dirigia. Passei a mão por cima de sua calcinha alisando sua boceta e ela deixando, então coloquei a calcinha de lado e comecei a passar direto em sua boceta, ela estava muito molhada e eu cada vez mais excitado. Continue dirigindo até o momento em que tirei meu pau para fora e ela olhou. Não me esqueço até hoje o que ela disse na hora: "aí que delícia"; e pegou no meu pau. Ficou alisando enquanto eu dirigia. Aquilo estava uma delícia, então comecei a dirigir para uma estrada mais tranquila pois morávamos no interior de São Paulo. Na estrada, quando já não tinha movimento de ninguém, enquanto eu dirigia ela se abaixou e começou a chupar meu pau, aquilo era gostoso demais, era muito tesão, eu com 18 anos e minha prima de 26 me chupando, só que não tínhamos um lugar para transar naquele momento e precisavamos voltar. Acabamos voltando para casa e eu me masturbei pensando nela. Passaram-se uns 3 meses, era Março, em um domingo também. Eu estava dormindo e minha prima veio me acordar, eu estava só de cueca e ela me disse que tinha uma menina no telefone querendo falar comigo. Quando ela veio, estava com uma toalha no cabelo e outra toalha cobrindo o corpo, tinha acabado sair do banho. Fui até o telefone e não tinha ninguém, estranhei e percebi que não tinha ninguém em casa a não ser nós dois, fui até onde ela estava e ela estava de calcinha e sutiã, passando uma blusa em cima da cama. Eu olhei e voltei, mas eu fiquei excitado em vê-la daquela forma, então tomei coragem, voltei e agarrei ela por trás. A princípio Ela falou para eu parar, mas eu não soltei e ela foi cedendo. Enfiei a mão por dentro da calcinha dela alisando sua boceta e ela colocou a mão para trás alisando meu pau. Eu tirei meu pau para fora e ela pegando enquanto eu enfiava o dedo na sua boceta e beijava sua nuca e seu pescoço. Entao eu abaixei a calcinha dela e ela em pé, apoiou as mãos na cama. Encaixei meu pau em sua buceta e ele entrou muito fácil, deslizou gostoso e comecei um vai e vem delicioso na boceta da minha prima. Ela rebolava no meu pau, mas falou para eu parar porque ela não tomava nada eu estava sem camisinha. Então fui até meu quarto e peguei a camisinha colocando no meu pau. Quando voltei ela estava na cozinha só que já estava de calça e blusa, então agarrei ela novamente abaixei sua calça junto com a calcinha e comecei a lamber sua boceta. Ela abria mais as pernas e deixava lamber sua boceta deliciosa. Depois que chupei, ela se ajoelhou na minha frente e começou a chupar o meu pau de camisinha mesmo, estava uma delícia, então ela se levantou, colocou as mãos na pia da cozinha e eu a agarrei por trás encaixei meu pau novamente em sua boceta e comecei a meter, metia devagar e depois com força, foi uma delícia. Então peguei ela pelas mãos e levei até o meu quarto, me deitei no chão e ela veio e sentou em cima do meu pau. Sentava e rebolava, era uma delícia, eu com 18 anos comendo minha prima mais velha de 26. Aquilo pelo fato do proibido, do perigo de sermos pegos e de nimguem poder saber era mais excitante. Ela Sentou muito no meu pau, eu menti muito gostoso e gozei dentro dela claro na camisinha.
Passaram-se algumas semanas eu liguei um dia para casa dela e ela estava sozinha, então começamos a fazer sexo virtual pelo telefone, foi muito tesão. Então em uma terça-feira ela estava na minha casa, a minha mãe estava tomando banho, ela conversando com minha mãe na porta do banheiro, eu cheguei bem ao lado dela, onde não daria pra minha mãe ver se olhasse na direção dela e passei a mão na sua bunda. Minha mãe estava com o box fechado, ela conversava com minha mãe e eu passando a mão na sua bunda, então tirei meu pau para fora e ela pegou, ficou pegando no meu pau conversando com minha mãe. Eu Fui até uma cadeira próxima e me sentei, ela veio caminhando até mim e sentou em meu pau. Conversava com minha mãe sentada no meu pau de roupa mesmo. Minha mãe acabou o banho e paramos. Nesse dia minha mãe recebeu visita de uma cliente e enquanto minha mãe atendia a cliente, minha prima ia pra sala e ficava pegando no meu pau, eu enfiava a mão por dentro da calça dela por, dentro da calcinha, alisava sua buceta ela chupava meu pau, mas não poderiamos transar ali, então mais tarde inventamos uma história Para darmos uma volta de carro sozinhos e minha prima falou para irmos a um motel em uma cidade próxima na estrada. Nesse dia transamos muito, chupei muito minha prima, ela me chupou muito, peguei ela de quatro, meti muito gostoso nela, ela ficava de bruços, eu em cima dela metendo meu pau até o fundo e meu cacete era engolido por sua boceta. Eu fodi muito gostoso, ela rebolava no meu pau, sentava de costas para mim, era muito tesão, gozamos muito nesse dia. Voltamos para casa e Agiamos perante aos outros como se nada tivesse acontecido, isso era bastante excitante. Transamos mais uma vez Depois desse dia, mas ela se mudou para o Estados Unidos, acabou se casando lá e nunca mais aconteceu, mas esse fato eu nunca esqueço ee só de lembrar eu já fico com muito tesão.

Se quiserem mandar email: