Aula de francês


Click to this video!
Autor

Na época eu tinha 29 anos, sou morena de 1.65m, cintura fina, bumbum grande e seios médios. Comecei a dar aulas de francês para um amigo de minha afilhada, ele tinha 16 anos, um menino bonito, moreno, mistura perfeita de branco com índio, de 1.75m, sorriso largo em lábios carnudos. O conheci quando ele tinha 14 anos e sempre o achei um menino charmoso, mas sempre o vi como criança. As aulas eram na minha casa, estávamos na terceira semana de aulas, e desde o primeiro dia de aula, fiquei com a impressão que ele flertava comigo, mas me achei louca em pensar nessa possibilidade, o via como um menino.
No dia em que tudo aconteceu, havíamos terminado a aula, ele não tinha em nenhum momento da aula controlado seu olhar em mim, meu decote, minhas pernas… Eu estava com um vestido na altura dos joelhos, decote normal, mas a cada momento que eu me mexia e algo aparecia ele não exitava em olhar com desejo. Assim, terminada a aula, perguntei se ele queria um lanche, levantei para ir até a cozinha e ele se levantou e se pôs a minha frente. Me olhando dentros dos olhos, pegou minha cintura e me beijou. Fiquei tão confusa que não tive reação, ele me puxou para perto dele de forma ríspida, pude sentir sua excitação e seu membro que já estava duro. Nesse momento, voltei a mim e o empurrei, ele me segurou mais forte a cintura, me suspendeu um pouco do chão me empurrando em direção ao sofá, eu disse: "o que você está fazendo? Você é uma criança, não sabe o que está fazendo". Cai no sofá desajeitada e ele por cima de mim, ele riu e me disse: "garanto que sei o que estou fazendo e o que vou fazer". Juntou meus punhos e segurou minhas mãos, eu tentava argumentar, ainda não acreditava no que estava acontecendo, ele abaixou meu vestido, começou a lamber e beijar os bicos dos meus seios. Enquanto isso, colocou a mão dentro da minha calcinha e me masturbou. Soltou meus pulsos, tirou sua camisa, apesar dos meus protestos e num gesto rápido puxou minha calcinha, eu tentei pará-lo. Ele forçou o corpo sobre mim me fazendo deitar novamente no sofá. Eu tentei empurá-lo, sair debaixo dele e ele riu, pois sem esforço conseguia me imobilizar. Ele segurou minhas mãos novamente, e tentou se colocar entre as minhas pernas, eu não deixei, ele me deu um tapa no rosto, e se forçou entre minhas pernas, eu disse: "ok, Vinícius, você sabe o que está fazendo!! Me desculpa, você sabe, agora para!!". Ele abriu sua bernuda e retirou o pau para fora. Seu pau devia ter uns 17cm e era grosso, me dei conta, realmente, o quanto estava errada em pensar nele ainda como criança, ele iria me estuprar. Ele me olhou nos olhos e disse: "você não viu nada ainda do que eu sei fazer", apertou meus pulsos fortemente, colocou dois dedos em mim e se satisfez ao notar que eu estava molhada. Se posicionou e me penetrou com seu pau, e começou a bombar variando a força e o ritmo. Começou a me beijar, eu exitei, eu me esforcei para não gemer, para não demonstrar que estava gostando. Ele disse: "fala francês, vai!! Goza em francês, só vou parar de te comer quando começar a falar e gozar em francês". Eu me mantive em silêncio, apenas fazia que não com a cabeça, então ele começou a bombar muito forte, muito intenso, me lambendo o pescoço e os seios, e me comendo feito um animal, até um momento que não pude mais me controlar e gemer cada vez mais alto. "Fala em francês!!", ele gritava enquanto me comia forte, e meu gozo foi subindo e eu disse: "je vais jouir, je vais jouir!!" e a gemer alto até que eu gozei. Ele aumentou o ritmo e a força e gozou logo após, com a última estocada ainda mais fundo em mim deixando sua porra quente bem dentro de mim. Ele soltou meus punhos sorrindo, e me perguntou o que eu havia gritado em francês, eu respondi: "com mais aulas de francês você irá entender" e essa foi apenas e nossa primeira aventura juntos.