Fingi que estava dormindo enquanto meus primos me comia


Click to Download this video!
Autor

Olá , meu nome é Bruno e tenho 36 anos.
Aos 08 anos fui estuprado por dois primos mais velhos Marcos e Rogério, eles tinham na faixa de 15 a 17 anos.
Minha mãe era super protetora e não deixava eu sair de casa, por este motivo era muito inocente. Meus primos viviam na rua e eram muito malandros. Um dia minha mãe foi visitar uma tia no interior de SP. e fiquei na casa da minha tia, mãe deles. Minha tia trabalhava de costureira o dia todo e ficávamos sozinhos durante o dia. Rogério era o mais velho e logo no primeiro dia começou a passar a mão na minha bunda, ficava me agarrando por trás e fazia-me sentar no seu colo. Eu deixava, pois não imaginava suas intensões. No segundo dia acordei com o Rogério deitado atrás de mim, ele estava passando o pinto nas minhas coxas, fiquei com medo e fingi estar dormindo. Eu estava de lado e ele bem devagarinho foi colocando o pinto no meio das minhas coxas e começou um vai e vem, ele respirava forte e não demorou muito pra gemer e gozar. Senti um liquido quente entre as minhas pernas, mas continuei quieto com os olhos fechados. Então ouvi o Marcos falando que era a vez dele. Deitou no lugar do Rogério, abaixou meu shorts e tentou colocar no meu rabinho, ouvi o Rogério dizer pra não forçar muito que poderia doer e eu acordar, mas Marcos foi colocando e quando forçou a cabeça dei uma gemida de dor, ele parou e eu não abri os olhos, Marcos tentou novamente e quando entrou ele deu uma paradinha. A dor era forte, mas eu fiquei firme, Marcos começou a bombar e gozou dentro de mim. Senti um pouco de prazer apesar de estar com dor e medo.
Marcos se levantou e quando achava que tinha acabado ouvi o Rogério dizer que iria comer meu rabinho também. Marcos riu e disse, pode foder esse viadinho que ele não vai acordar.
Rogério se colocou atrás de mim novamente e foi colocando com mais facilidade, logo começou a bombar e depois de uns 10 minutos gozou dentro de mim. Ouvi ele sair do quarto de abri os olhos, fiquei quieto por um tempo e depois levantei e fui pra cozinha. Meus primos me olhavam com cara de sacana e fingi que não tinha acontecido nada. Entrei no banheiro com um pouco de dor e com minha bunda toda suja de porra. No outro dia minha mãe chegou e fui embora, mas até hoje lembro e fico de pau duro. Tenho vontade de ser passivo, mas tenho medo.