Guilherme o entregador de gás!


Click to Download this video!
Autor

Boa noite pessoal.
Sou moreno claro tenho 1,71 altura 70 kg coxas e bunda grossas e empinadas. Sou de ipatinga MG. Versátil porém adoro sentar e rebolar em uma rola.

Vou relatar o que acontece comigo nessa cidade maravilhosa.

Vamos ao conto.

Meu gás acabou tarde da noite, não tinha pra onde ligar para entregar, deixei para comprar no outro dia quando chegasse do trabalho. No dia seguinte conversando com amigos um deles me indica um que entrega e ainda falou que o primo dele que fazia as entregas, como sou bem próximo desse meu amigo perguntei qual dos primos, ele me mostrou e cai de boca, era o primo dele que sempre manjei a rola dele e sempre fui louco pra dar pra ele. Dentro tudo isso não deu outra.
Puta como sou cheguei em casa e corri pro banheiro pra fazer aquela higiene.
Liguei. Pedi e estava ansioso para a chegada do gás.
Fiquei de toalha esperando na janela o gás. Quando vejo uma moto chegando ao meu endereço corro para o banheiro e dou uma molhada, para se fazer que estava no banho. Interfone toca demoro um pouco pra atender e falo pra subir que estava saindo do banho. Abri a porta e fiquei a espera. Quando vejo subindo a escada aquele homem marrento delicioso, ele te. 1,75 altura… corpo malhado… tatuagem em um dos braços por completo… e aquele volume no meio das pernas.
O comprimento, peço desculpas por estar de toalha. Ele me reconhece e fala que é primo de um amigo meu. Eu pergunto qual ele fala e conversamos enquanto ele troca os botijoes.
O cara estava suado ele vira pro meu lado e sobe a blusa enxugando o suor da testa, vou ao delírio com aquelé tanquindo dele. Fico paralisado olhando pra barriga. Quando percebo que ele percebeu que estava delirando nele.
Me contive e falei que ia pegar o dinheiro. Eu tinha que dar um jeito dele ver meu rabo que é rosinha , piscando pra ele. O chamo pra pegar o dinheiro. Minha bolsa sempre deixo no chão do quarto. Cenário perfeito. Quando vou pegar a bolsa no chão, faço a toalha cair e nesse exato momento ele está bem atrás de mim. Finjo espanto , mas falo:
Estamos entre homens mesmo. E jogo a toalha em cima da cama. Ficando pelado.
Ele riu e balançou com a cabeca em sinal positivo.
Fiz o máximo de tempo possível agachado com o rabo aberto e piscando pro lado dele.
Percebo uma inquietação dele.
Entrego o dinheiro pra ele ainda pelado porém agora de frente.
Vou até o guarda roupa e ponho um short de dormir apertado que valorizava a minha bunda mais ainda. Percebo que o volume na calça dele tinha aumentado.
Pergunto se ele desejava uma água ou algo mais.
Ele apenas agradece e caminha pra porta.
Eu chateado poR ele não ter mordido a isca abri a porta e despedi dele.
Ele foi saindo e eu corri pra janela para ve-lo pela última vez.notei que estava demorando bastante pra ele chegar na moto. Quando ouço o barulho da campainha tocando.
Corro pra atender. Quando abro era ele.
O volume na sua calça era maior ainda. E no rosto um tom de safadeza.
Ele diz:
Esqueci de te dar o brinde.
Eu:
Brinde? O que é?
Ele:
Ltiro de leite.
Eu:
Só bebo leite se for quentinho e direto da fonte.
Ele:
Não seja por isso, é sacou aquela rola grossa e cheio de veias pra fora da cueca e falou. Na fonte tem que tirar. Então manda a vê .

Não deu outra, abaixei ali na porta mesmo e comecei a chupár aquela rola grossa.
Não era tão grande. Devia ter uns 19 cm, mas era uma rola grossona.

Como no meu prédio é 1 apartamento por andar. Fiquei um bom tempo mamando aquela tora de pica na porta. Quando ele me puxa me encosta na parede do lado de fora de casa e me dá aquele Beijo de língua de tirar o fôlego. Comecei a tirar a roupa dele ali mesmo. E abaixei meu short. Começamos a nos pegar ali mesmo.
Gemendo baixinho.

Ele me vira de costas e abaixa metendo a língua no meu rabo, chupou como se nunca tivesse chupado nada, subiu e falou ao meu ouvido, estava louco pra cair de boca nesse rabo.
Desceu e chupou mais uns 10 minutos.
Ele levantou e começou a forçar a cabeça na por tinha. Caracá só a cabeça já estava vendo estrelas imagine tudo.
Começou a forçar. Eu falei vamos pegar a camisinha, ele tampou minha boca e falou.
Voce nao queria tirar leite. Vai tirar sem camisinha. Nao vou desperdicar leite nela nao. Vou te encher dele.
E foi entrando. Gemia cada vez mais Gemendo . Cada pedaço daquele mastro qie ia entrando eu ia gemendo mais alto.
Até que ele enfiou o resto de uma vez. Gemi alto , ele tampou minha boca. E o puxei ainda com o pau pra dentro de casa.
Tranquei a porta. Ele foi metendo da porta até o quarto…
Me jogou de 4 em cima da cama ainda com a rola dentro. E começou a socar . Aquela rola era grossa demais. Eu estava gritando de tesão. Resolvi ligar o som para abafar os gemidos.
Ele metia de acordo com a música. Socava forte. Até o talo. Dava pra sentiR as bolas dele batendo na minha bunda.
Ele começou a me bater. Estava anestesiado de tesão. Meteu uns 20 minutos de 4 me virou de frango assado. E metia mais forte ainda. Socava. Eu adora a ver aquela cara de metedor arrombando um cunho. Me colocou de lado. Metia fundo. Me pegou no colo e metia me encostando na parede. Ele tirou o pau.
Passei a mão e vi o estrago que estava fazendo.
Sentou na cama e mandou eu cavalgar nele.
Fui de costas encaixei aquele pau e sentei de uma vez. Ele ficou doido e começou a socar gostoso. Metendo. Gemendo.
Virei de frente pra ele e metemos mais ainda.
Nisso o telefone toca e era o patrão dele. Perguntando porque ele sumiu já tinha 1 hora. Ele mentiu falando que o pneu furou que estava remendando ele na borracharia.
Enquanto ele conversava. Eu resolvi me vingar. Levantei tirando o pau dele. E sentei de uma vez. Fui fazendo isso várias vezes. Ele estava querendo gemer alto.
Falou que iria demorar mais uns 30 minutos e já estava indo.
Desligou… puxou meu cabelo. Me jogou no chão. E caiu metendo no chão.
Ele viu a sacada do meu quarto e falou.
Vou te comer ali seu viado. Pra aprender a não fazer figa enquanto tô ocupado.
Me levou até lá. Como.moro no último andar e na avenida , estava movimentada.
Ele começou a socar gostoso ali. Nesse tesão e tensão goze ali mesmo. Sem tocar no pau. Estava na parte aberta da sacada. Os jatos foi de encontro pra rua. Nessa hora com medo o arredei pra dentro da sacada e continuamos ali.
Fudemos mais uns 30 minutos.
Ele me levou pro banheiro e falou
Vou te dar banho.
Ao chegar lá. Me jogou contra a parede me apertando e socou fundo. E rápido. Só ouvia as bolas batendo.
Ele me dava uns tapas na bunda. E falou que iria gozar.
Começou a meter mais forte ainda quando ele solta um gemido ofegante . E sinto a porra quentinha dentro de mim. Ele jorrava porra. E que porra quente. Goze sentindo aquele leite dentro de mim. Sua rola ainda estava dentro de mim. Ele ainda metia mas reduzindo a velocidade… Até que parou.
Colocou sua cabeça nos meus ombros nos beijamos .
Ele falou.
Agora é a hora do banho.
Fui para o chuveiro e quando ia ligar.
Ele me puxou e falou.
Não esse tipo de banho. E mandou eu ajoelhar.
Ajoelhei.
Colocou a pica dele na altura da minha boca. Mandou eu chupár.
Chupei gosto de porra . Limpei a rola dele.
Ela já estava dura novamente.
Quando sinto algo quente.
Isso mesmo. Ele estava mijando em mim.
Achei estranho no início. Mas aquele mijo do.meu macho nos meus peitos. Estava delicioso.
Quando acabou Mandou eu chupR a rola dele. Chupe igual louco.
Batia uma pela situação. Bati uma pra ele enquanto estava chupado. E ele goza novamente. Enchendo meu rosto e boca de porra. Goze junto.
Estava exausto. E ele tbm.
Tomamos banho de verdade. Ele vestiu a roupa. E falou que iria sempre aparecer pra eu tirar leite nele.
Fudemos outras vezes. De várias maneiras.
Se gostarem escrevo mais. Sobre ele.

Levei ele até a porta. Despedimos com Beijo e fui pra cama descansar pelado.