Gemendo na Rola Enorme do Meu Sogro


Click to this video!
Autor

Meu nome é Caroline, meu sogro é viuvo e mora numa chacará perto da nossa cidade, estava a fim de ir tomar banho de piscina, liguei para meu sogro e perguntei se ele estaria lá, pois gostaria de tomar sol, ai ele disse que ia ficar em casa para me acompanhar, então falei nossa sogrinho, não tenho coragem de usar esse fio dental junto com o senhor, mas no fundo estava querendo e ver novamente seu caralhão na minha buceta.
Ai ele me disse estou brincando já estou no trabalho poder ficar em casa a vontade. Isso era de manhã, quando deu a hora do almoço ele ligou e perguntou se podia ir la pegar umas coisas, então eu disse claro a casa é sua, quando chegar fico dentro da piscina, e sorrimos, quando ele chegou dei uma de vergonhosa, ele que não sabe que eu estava me exibindo para ele no dia anterior e cheia de tesão. Afinal ele já tinha me comido e sabia do que eu gostava.
Ao chegar foi direto para a piscina, estava nadando, ele sentou na cadeira de tomar sol e perguntou se estava tudo bem se tinha feito as marquinhas ai eu falei já deu uma bronzeada, mais dois dias vai ficar bem forte as marquinhas, ele falou que ia fazer algumas coisas de serviço em casa e que eu podia ficar a vontade, quando ele entrou resolvi deitar na cadeira de sol e ver no que ia dar. Puxei meu fio dental para tentar tampar o máximo minha buceta, mas não tinha muito o que fazer e meus seis estavam super duros com aquela tira cobrindo só os mamilos, depois de um tempo me sogro sem cerimonia chegou e ficou ao meu lado, meu coração disparou e ele disse: nossa está muito calor lá dentro.. e pássou alguns segundos ele falou nossa meu filho tem muita sorte, você esta linda neste fio dental, fiquei toda arrepiada com aquilo, agradeci, como estava deitada e ele sentando bem no rumo das minhas pernas quando fiz um movimento para pegar meu boné senti o fio dentarl entrando mais na minha buceta, fechei as pernas e pensei, e agora, respirei e o tesão falou mais alto, e agora respirei e o tesão falou mais alto, fui abrindo as pernas de leve e deixei ele apreciar minha buceta e fingi que não estava vendo o que estava acontecendo, pela reação deu para perceber que ele estava vendo minha buceta, os lábios estavam de fora, fiz que não tinha percebido. Eu de óculos escuros e boné olhava disfarçadamente, vi quando ele deu uma apertada no caralho, ficou um silêncio ai falou se eu importava dele nadar na piscina e que ia colocar uma sunga, pensei aquela sunga, hummmm delicia, falei meu sogro o senhor está na sua casa, fique a vontade, quando olho, lá vem meu sogro com uma sunga branca parecia ser de lycra, apertadinha com o pau de lado, a minha sorte estava de óculos, pois ele ia ver minha reação na hora, que caralho grande, pensei que na hora dele entrar na água ia ficar transparente, ai ele foi dentro da casa e pegou um copo de vinho para mim e cerveja para ele, só que ele tinha virado o caralho para baixo e estava me matando ver aquele caralho mole mais muito grosso, como o pai podia ter um caralho maior do que meu marido, seu filho??
Sentou na minha frente e começamos a beber e conversar, mas ele não tirava o olhos do meio das minhas pernas e nem disfarçava, estava louca para ver para ver sua sunga molhada e transparente, então ele deu um mergulho, saiu da piscina sentando na lateral e e inclinou o corpo para traz revelando seu caralho mais grosso e gostoso que eu imaginava, ele ficou naquela posição de proposito, pois era totalmente transparente a sunga, queria se exibir pra mim e fiqui hipnotizada, não conseguia parar de olhar, então levante e fui até a gladeira, estava confusa, com tesão, nervosa, ao caminhar vi que ele me comia com os olhos quando voltei vi que ele tionha mexido seu caralho e a cabeça bem vermelha estava puxada por de baixo da sunga transparente, me segurei pra não cair de boca naquele belo e grosso caralho;
Conversava cin ele até cheguava a gaguejar, kkkkkk, entãoa entrei na piscina, puxei a parte do fio dental para entrar toda na minha buceta e no cuzinho ao sair deitei de costa pertinho dele e abri um pouco as pernas, e falei que ia tomar sol para bronzear minha bunda, ele ficou calado, peguei o celular e pelo vidro vi que ele se ajeitava para ver o meio das mionhas pernas, então resolvi sacanear fiquei de quatro empinei a bunda e fiz que ia pegar meu copo de vinho, ele viu até minha alma, a qual ele já tinha se deliciado, aretornei e ao olhar para tras vi que ele estava com a mão apertando seu caralho.
Fiquei deitada um tempo para ele apreciar minha bundinha e buceta que estava quase a toda a mostra, depois de um tempo ele foi pegar outra cerveja, e quando voltou entrou na água e sentou na minha frente só para exibir o seu caralho, maldoso estava me matando de tesão, então do nada falei, a sua sunga é igual ao meu fio dental, é bem pequena, mas com essa sunga não pode ir ao clube, ele sorriu e disse, porque, eu falei é transparente e sorri, ai ele perguntou será que eu ia apanhar no clube das mulheres: Falei ia apanhar dos maridos pois chama muita atenção, sorri, e ali foi a deixa para ele dar uma nova investida, Falei sem molhar já chama a atenção, quando molha fica bem transparente, ele perguntou? No meu caralho? Você gostou, quando transamos aquelas vezes, lembra?
Sim me lembro bem, sempre ficava impressionada com o tamanho e a grossura. Ele perguntou quer ver novamente agora e fora da sunga? Não consegui responder, deitada na beira da piscina com minha buceta pegando fogo e ele sentado na minha frente, simplesmente puxou a sunga de lado e saltou aquele caralho grosso meia dura com a cabeçona exposta, fiquei paralisada por alguns segundos e falei, nossa. Fiquei sem reação, ele retirou meu boné e o óculos, apertou o caralho e se aproximou de mim, como estava deitada e ele sentado na beira da piscina, seu caralho veio de encontro ao meu rosto, ele disse, sinta ele, e passou o caralho no meu rosto e minha boca, em silêncio peguei seu caralho e começei a lamber e morder, aquilo foi inchando, pensei como seu caralho era grosso e grande, tentei enfiar o caralho na boca, mas não conseguia enfiar tudo, somente a cabeça e parte do mesmo, entrei em transe de tanto tesão, comecei a bater uma punheta, mordia, chupava, lambia, o caralho dele era pesado, o que me deixava mais louca era a grossura enquanto chupava ele dizia aproveita que ele é todo seu, acho que chupei durante uns 15 minutos desfrutando daquele monumento, então ele entrou na piscina, me virou e abriu minhas pernas e caiu de boca, confesso que em um minuto no máximo dei u a explosão de orgasmos tão intenso que achei que estava fazendo xixi, fiquei paradinha apor alguns segundos, então ele me puxou pra dentro da piscina e cruzei minhas pernas na cintura dele e senti seu pau esfregando meu cuzinho, ele me deu um beijo demorado fiquei sentindo ele pulsando no meu cuzinho, ele me levou para fora deitou na cadeira de sol segurou aquele caralhão pra cima, totalmente lindo e gostoso, cai de boca novamente, ai ele disse senta nele, subi na cadeira abri as pernas fui descendo até sentir a cabeça grossa forçando minha buceta, embora toda molhada fui sentindo a cabeça abrindo minha buceta, subia e descia deslizando aquela cabeça para dentro e para fora, ele foi a loucura vendo meus movimentos, o caralho dele pulsava de tesão, então resolvi ajoelhar na cadeira e cavalgar deixei a cabeça entrar e fui descendo bem devagar, entrando e saindo bem lentamente estava prestes a gozar novamente, pois como seu caralho era grosso ficava roçando meu clitores, fui forcando meu corpo ate para ver onde ia aguentar, consegui até a metade.
Qualquer mulher iria ficar louca em rebolar num caralho daquela grossura, rebolei muito, ai ele pediu para eu fuder o caralho dele com a posição invertida, sentar na rola virada de costas que ele queria ver minha bunda enquanto rebolava no seu caralho, obedecia, ele ficou louco e eu mais ainda, me dava tapas de leve na bunda, me chamando de puta safada, minha buceta sendo rasgada por aquele caralho delicioso, depois me colocou de quatro e disse hoje você estava me provocando quando ficou nessa posição na beira da piscina, disse que sim, falei não estava com saudades? Demorou muito a descobrir que queria experimentar novamente seu belo e gostoso caralho. Depois falei? e o senhor não queria me provocar também, quando colocou essa sunga transparente, ele disse que sim, e nisso senti a cabeçona forcar minha buceta, disse vem devagar nessa posição não sei se vou aguentar, ele foi carinhoso e foi forçando e eu me preparando e relaxando para receber bem gostoso, fui literalmente arrombada, perdendo a noção, gemia alto que acho que os vizinhos todos iriam ouvir, depois ele me levou para a piscina e me fudeu la dentro. gozei novamente, e ele nada. Firme e no maior pique, coloquei ele na beira da piscina e voltei a chupar como louca, me colocou de lado e tornou a comer minha buceta gostoso, minha buceta que há essa altura estava bem molhada e inchandinha.a fizemos um 69. Esfregava aquele caralhão no rosto, na boca e nos peitos, e quando ele me chupava ele simplemente atolou o dedo no meu cuzinho, quase gozei novamente, me arrepiei toda, ele vendo meu tesão, disse que ia comer meu cuzinho, então ele me deitou na rede de bunda para cima e começou a lamber meu cuzinho, fiquei louca, gozei novamente, enfiou o caralhão na minha bucetinha e começou novamente um vai e vem descontrolável, só pedia para ele não enfiar tudo pois ia me machucar, ele foi acelerando e não parava nunca, sentou num banco alto me segurou pela cintura e deixou minha buceta engolindo aquele caralho o qual ia até a metade, que delicia nisso seu filho me liga e pergunta como eu estava, e nesse momento estava com o caralho do seu pai entrando e saindo da minha buceta e que naquele momento não podia falar.
Desliguei e meu sogro acelerou, tinha hora que ele ia introduzia um pouco e eu sentia uma dorzinha, ai ele me colocou sentada numa banqueta alta e empinei para ele minha buceta e meu cuzinho todo oferecido para ele , tornou a passar a lingua e começou a morder minha bunda e meu cuzinho, comecei a piscar para ele foi quando ele introduziu o dedo, dei um gemido tão louca que quase entrei em transe, começei a rebolar no dedo dele como se tivesse fodendo seu caralho, ele então levantou e começou a esfregar a cabecona dura no meu cuzinho todo lubrificado, pedi para não enfiar no cuzinho, mas no fundo estava querendo sentir, começou a forçar a cabeça, achava que era impossivel entrar, mas ele forçando e de repente relaxei a metade da cabeça entrou e deu um ardido, as pregas do meu cuzinho estava sendo literalmente rasgadas, ele enfiava devagar e tirava para eu me acostumar, ele foi forçando até que aquele caralhão entrou ardeuuuu, mas eu queria dar uma de experiente (sempre gostei de dar meu cuzinho, mas aquele monstro estava demais) comecei a amo ver meu corpo fazendo a cabeça entrar e sair do meu cuzinho, comecei a rebolar, fazendo movimentos de entra e sai sentindo aquela potência entrando e saindo do meu cuzinho, estava exausta, então ele me sentou e fez eu chupar seu caralho até ele encher minha boca de leite (não consegui ficar com tudo na boca e foi caindo pelo meus seios) deixei seu caralho limpinho e peguei com um dedo o resto do seu gozo que tinha ido até meus seios, quando me deliciei mais uma vez com seu gosto delicioso. Foi talvez o melhor sexo que já tive, marcamos outras vezes e sempre adoro sentir aquele cabeção entrando nos meus buracos, me fazendo gozar bastante.