A cupida


Click to Download this video!

Olá
Hoje vou contar o dia que transei com o meu melhor amigo
Me chamo Ingrid e meu melhor amigo Marcos, nos somos o total oposto um do outro, eu sou gorda e baixinha, muito branca, loira com olhos marrons claros, ele é negro, alto e muito magro, seus cabelos são pretos assim como seus olhos
Somos amigos a anos, ele é sempre atencioso, compra chocolate pra mim na TPM, assistimos filmes na minha casa e as vezes na dele, se preocupa comigo e conversamos sempre sobre tudo
Em fim, o amigo perfeito
Até que uma véspera de festa ele me pediu ajuda pra ficar com uma amiga, e que pra ajudar eu tinha que fingir namora-lo
-Sabe que isso de fazer ciúme não funciona né?- perguntei descrente
-Por favor?
Acabei concordando
Eu não achei que daria certo afinal pela quantidade de tempo que passamos juntos todos já acham que namoramos mesmo, mas a parte de fazer crimes eu n pus fé
Acabei voltando pra casa sozinha naquela noite, ele foi pra casa dele e levou a tal amiga
Foi aí que descobri que sentia ciumes dele, fiquei bem chateada naquele dia
Mas rebobinei e não deixei que ele percebesse
No outro dia ele me contou tudo, cada detalhe da transa com a tal menina
Nunca houveram pudores entre a gente e por isso não pude repreende-lo pela quantidade de detalhes, o pior de tudo foi que ao final ele disse a seguinte frase
-Deveríamos fazer isso mais vezes, você
vai ser meu cupido!
Pronto, aí fudeu, porque eu tinha que ter aceitado?
Começamos a fazer isso mais vezes, íamos a bares, bailes, festas e ele sempre saia com a mulher da noite, eu ficava pra titia
Até que uma vez em um bar minha animação estava no pé e eu bebericava a primeira dose de bebida entediava quando um carinha sentou do meu lado
Ele puxou conversa fomos conversando e acabamos ficando em um motel
No outro dia quando ele veio me contar sobre a noite eu contei da minha também é não economizei nos detalhes
Não deixei de notar as caretas enquanto eu narrava o quando o cara me fez gozar
-Porque essa cara?- perguntei sinuca
-Muita informação!
– Ah, e eu reclamei enquanto você me contava o quando a boca da Joana macia?- ele negou- O minimo que você pode fazer é me escutar, faz um mês que nos saímos e você vai em bora com uma minae deixando sozinha, eu também dou um ser humano, preciso de atenção e sexo!
Ele me olhou espantado
-Não sabia que se sentia assim, se você estava na seca porque não me falou? Poderíamos ter dado um jeito juntos
-Antes ou depois de você ir pra cama com a Vanessa? E como você ia me ajudar? Ia transar comigo por acaso?
Ele não respondeu
E aquele silencio me matou
-Bem, se você precisasse, é pra isso que servem os amigos!
É pra isso que servem os amigos? Bom então vamos ver se eu tenho um bom amigo não é mesmo?
-Estou precisando!- exclamei rápido
-oque?
-Estou precisando de sexo, transar comigo!
Ele me olhou chocado de novo
-Você trancou ontem!- ele justificou
-Mas não com você
Puxei ele pelo colarinho e o beijei antes que mudasse de idéia
Depois de alguns segundos ele foi cedendo e me beijando de volta
Desabotuei sua camisa e a joguei mo chão da minha sala parando de beija-lo e o empurrando no sofá
Sentei em cá dele e massageei seus ombros
-Você está tenso- lhe dei um selinho- Relaxa!
Tirei minha própria blusa junto ao sutiã e os joguei em algum lugar
Ele mais que depressa agarrou meu seios e se pois a chupa-los
Ganhei chupões, mordidas, beijos e muito mais naquela região
Suas invertidas começaram a correr por meu pescoço e ombros até que ele se cansasse daquela região
Nos beijamos e eu sai de seu colo deixando assim que ele tirasse as calças
Agarrei seu membro levemente molenga e lambi a grade, masturbei um pouco até enfurecer mais e aí cai de boca
Chupei cada milímetro daquela rola, sem tirar nem por, ele agarrou minha cabeça para aprofundar o oral e eu não deixei
O sentei novamente no sofá e retirei Minha saia junto com a calcinha que usava sentando direto na pica
Ele me preencheu e fomos a loucura, mudamos de posição momentos depois e eu o deixei comandar gostando pela primeira vez
Vez ou outra ele parava para chupa-lo e comecei a intercalar entre minha buceta e meu cu para ele sentir mais prazer
Após a nossa transa, o clima ficou tenso, sempre que falávamos sobre sexo do podíamos comparar com aquele dia pois foi nosso melhor mas silenciosamente decidimos não falar sobre

Avalie esse conto:
PéssimoRuimMédioBomExcelente
(0 Votos)
Loading...