Vida de uma mãe desde à infância – parte 1


Click to Download this video!
Autor

QUEM SOU EU? (ATUALMENTE)

Meu nome é Silvana, tenho 59 anos atualmente (20/12/2017), sou branca, loira
tingida, tive 2 filhas (Silvia 46 e Suelem 43), cabelos compridos e lisos até a
bunda, à partir dos meus 40 anos virei viciada em contos eróticos, e resolvi
então agora contar minhas inúmeras aventuras vividas desde minha infância.
Então vamos iniciar.

MINHA INFANCIA

Nasci de pais evangélicos (assembléia), e eram bem crentes mesmo, assim
fui crescendo dentro da igreja de forma bem rígida dentro dos parâmetros
estabelecidos. Até que quando tinha 4 anos, minha mãe com 32 e meu
pai com 44 anos, deu um infarto no meu pai e deixou minha mãe viúva.

Sofremos muito com tudo isso, minha mãe ficou arrasada, e assim com
muitas visitas de irmãos, íamos para igreja quase todo dia, e minha mãe
era muito bonita mas se vestia nada sensual, aquelas blusas largas,
saias de gente velha antiga mesmo etc…

Nisso com meus 6 anos de idade, já havíamos superados o ocorrido
com meu pai e minha mãe já ia cada vez menos para igreja, íamos
uma vez por semana e as vezes nem íamos, e vivíamos com um
salário, pensão morte que recebíamos do meu pai.

Então minha mãe resolveu mudar para o interior de SP, uma cidade
bem pequena e não muito conhecida que prefiro não falar o nome.
Ela com seus 34 anos e eu com meus 6 anos, nesta cidade para
irmos no mercado era 20 minutos, e íamos a pé, e na primeira
semana um sr. com aparência de uns 40 anos ofereceu para dar
carona, seu nome era Miguel, um coroa bem bonito e apresentável,
nisso fomos conversando e como era criança falei, você quer ser
namorado da mamãe, nisso minha mãe ficou vermelho e falou cala
boca menina e pediu desculpa para o homem e ele todo gentil e
delicado falou, que isso, tudo bem.

Aí sempre que íamos no mercado o sr. Miguel dava carona, até
parecia que ele ficava vigiando para ver quando íamos sair, até
que minha mãe falou que éramos crente, que quase não íamos,
ele falou que ia de vez enquando também, na verdade ele so estava
interessado na minha mãe, assim em 1 mes minha mãe ja estava
namorando com ele, ele foi em casa pela primeira vez, e minha
mãe falou que ele ia ser meu papai e ele falou que iríamos sair
para passear e se divertir, fiquei muito feliz.

Nisso ele contou a vida dele pra minha mãe, que só namorou,
nunca casou e morava sozinho a mais de 10 anos.

Assim fomos no shopping, e ele comprou roupas de todo tipo
levou a gente no mc donalds e comprou alguns brinquedos pra
mim, fiquei muito feliz com tudo aquilo
Chegando em casa fomos experimentar as roupas e eu e minha
mãe estava muito feliz com tudo aquilo, estava na sala brincando
e escutava ele fala nossa você esta muito gostosa, e aos poucos
minha mãe foi se soltando com ele, e ouvia escondido que não
fazia isso aquilo, pois sempre fingia que ia pro meu quarto e ia
correndo escutar na porta do quarto e via eles conversando, nisso
minha mãe foi ficando bem safada e viciada em sexo, devia ser
por nunca meu pai ter feito um sexo gostoso nela, nisso minha
mãe quase não dava mais atenção pra mim, só queria saber dele,
ele chegava em casa ela já falava vai brincar filha e já iam pro
quarto, e só escutava.
– Mama vagabunda, isso minha puta, quero o cu, vira

E assim escutava muita dessas coisas praticamente todo dia

Minha mãe já saia de shortinho, salto alto, sainha, e o sr. Miguel
gostava, e assim ele chamou minha mãe e eu para morarmos
junto com ele, ficamos muito felizes.

Até que mudamos para casa dele, e em um final de semana
numa tarde estava dormindo (cochilando), e acordo e vou até
a cozinha, ele estava encostado na pia e minha mãe de costa
para o corredor se beijando, depois minha mãe beijando o
pescoço dele eu ali paralisada olhando ele alisando a bunda
da minha mãe até que ele me viu e não falou nada, como
minha mãe estava de costa nem reparou ele só falou mama
minha cadela, minha mãe baixou ele tirou aquele pau da cueca
segurou a cabeça da minha mãe com as 2 mãos e gemia
olhando pra mim até que ele gritou, vou gozar minha puta,
vi minha mãe abrindo a boca e ele gozou, nisso vi minha
mãe bebendo tudo aquele negocio branco, ele guardou o pau
na cueca e minha mãe virou e me viu e falou nossa vai pro
seu quarto menina, aí sai correndo e fui para meu quarto

Fiquei pensando em tudo aquilo, e escutava ele falando, deixa
ela é criança ainda e minha mãe falava:
– Nossa que loucura, somos loucos e caíram na risada.

Não demorou muito e foram até meu quarto minha mãe e o
Sr. Miguel, aí minha mãe falou, filha você viu tudo?
– Balancei a cabeça e falei, um hum, nisso minha mãe já
falou, filha isso é parte do namoro de um adulto, e acho que
o sr. Miguel estava ficando excitado com tudo aqui pois aí ele
perguntou, o que você viu Silvana?
– Minha mãe olhou pra ele e falou, Miguel… Ele continuou fala
Silvana e então eu falei, eu vi a mamãe mamando mamadeira,
Nisso minha mãe olhou pra ele meio rindo, e olhou pra mim:
– Filha, a mamãe também mama igual você, nisso olhei pra ela
e falei, eu posso mamar também a mamadeira do Sr. Miguel
mamãe, nisso observei que cresceu o volume na cueca dele.

Nisso minha mãe caiu na risada e falou, não filha, a mamadeira
do Miguel é só da mamãe e caíram na risada. E aí conversando falei
mamãe, queria um shortinho igual aquele que você saiu ontem,
então o sr. Miguel falou, ta bom, final de semana vamos no shopping
comprar..

Nisso ficamos mais próximos, e então comecei conversar mais com eles,
aproveitei então pra perguntar um monte de coisa, falava, mãe porque
você é a putinha do sr. Miguel, ela filha, onde ouviu isso? então disse:
– Eu escuto quando vocês estão sozinhos no quarto e o miguel te
chama assim, nisso minha mãe ja falou pra mim, olha, tudo que você viu
e ouviu aqui não pode falar pra ninguém, na escola em lugar nenhum tá,
vai ser um segredo nosso.
– Eu falei, tudo bem mamãe, nisso minha curiosidade só aumentou

Final de semana fomos ao Shopping e o Sr. Miguel comprou umas
roupinhas curtinhas pra mim, um monte, chegando em casa ele pediu
junto com minha mãe para experimentar, pois se não servissem iríamos
trocar, chegando ele já manda eu vestir um shortinho lagg curtinho.
Minha mãe olhou e falou nossa meu amor, muito pequeno, não vai servir,
acho que ele fez de propósito comprando número menor, nisso ele, deixa
ela vestir vamos ver como fica.

Assim minha mãe colocou apertadinho chegou a rachar minha bucetinha
no meio, tinha a bucetinha bem inchadinha, nisso ela olha pra ele meio
assustada e sorrindo, olha isso meu amor, ele falou, ficou linda que nem
a putinha da mamãe, e caimos na risada, então minha mãe falou que
iria trocar pois estava apertado, o sr. miguel já falou:
– Que isso, deixa ela usar, então falei, eu gostei mamãe, nisso ela deixou
olhou pra mim rindo, ta ficando putinha que nem a mamãe, e rimos todos.

Nisso sai pra ir no banheiro e quando saiu minha mãe ja estava gemendo
e percebi que nem a porta fecharam, minha mãe estava muito ofegante
e o miguel enfiando nela de quatro, minha mãe olha pra porta eu parada
olhando, ela sai menina, o miguel já grita pode fica olhando, minha mãe
to louco miguel e gemendo, nisso o miguel fala segura a mãozinha dela
meu amor vai, minha mãe em uma mistura de tesão falou vem filhinha e
pegou na minha mão, o miguel ficou ali enfiando e chingando de puta
vagabunda, que delicia, que buceta gostosa, eu segurando a mão da minha
mãe e ela ficava cada vez mais excitada, eu vendo aquilo com carinha
de espanto falava ta doendo mamãe, ela excitada, não filhinha, ta gostoso,
papai ta cuidando da mamãe, nisso o sr. Miguel ouvindo aquilo socou mais
forte ainda, que safadinha vai ficar que nem a mamãe, nisso minha mãe
super excitada, falava quer ser putinha que nem a mamãe quer filhinha,
eu falava um hum, e nisso ela segurava minha mão cada vez mais forte
e o sr. miguel socava forte e falava que delícia meu amor nisso segurou
forte a cintura da minha mãe e encheu a buceta dela, ela saiu e vi ainda
pingando do pau dele aquele negocio branco, minha mãe já virou
chupando, depois me abraçou e me deu um selinho, senti o gosto salgado
na minha boca.

Assim fui pra sala ela ficou conversando com ele, falando que loucura, e ele,
sim mas foi muito bom né, nunca senti um tesão desse, ela falou, eu também
não, acho que somos loucos, e assim caíram na risada. A noite depois da
janta minha mãe me chamou para a sala onde tínhamos um computador e
falou, filhinha senta no colo do papai, que ele vai te mostrar umas coisinhas,
provavelmente eles já tinha conversado alguma coisa, nisso sentei e ele me
mostrou uma mulher de calcinha de quatro bem empinada, aí minha mãe
falou ta vendo filhinha, tenta fazer igual, nisso sai do colo do Sr. Miguel
(agora papai) e se ajoelhou no chão, minha mãe não filhinha, empina mais
meu amor ai ela baixou também, tentei fazer igual, então ela pressionou
minha cintura pra baixo até eu aprender fazer direitinho. Então ela falou isso
meu amor, isso princesa putinha da mamãe, assim mesmo, nisso fiquei
bem feliz pois eles ficaram felizes.

Agora coloca esse shortinho, minha mãe deu o shortinho legging apertado
que dividia minha bucetinha ao meio, e pediu pra mim colocar sem calcinha
mesmo e ficar sem camisa, pegou na minha mãozinha e falou agora vem
pro quarto com a mamãe, nisso minha mãe novamente falava, filha, vamos
te ensinar a crescer linda e maravilhosa, mas essas coisas nunca pode
falar pra ninguem ta bom meu amor, com todo carinho, eu falava ta bom
mamãe, nisso minha mãe mandou eu falar, fala que vc quer ser a cadelinha
do papai fala, então eu falava, quero ser a cadelinha do papai, isso minha
filha, assim mesmo…

Nisso ela já tira a roupa e fica pelada e fala, filha agora abaixa a cueca do
papai e fica de costas pro papai na posição que te ensinamos,
– Eu falei, ta bom mamãe, nisso abaixo a calça do papai e solta ja aquele
negócio grande e duro na minha frente, nisso fiquei meio assustada mas
depois fiquei de costas bem empinada com o shortinho bem enfiado,
nisso minha mãe que linda, ficou eu e minha mãe de quatro, o papai
enfiando na mamãe e passando o dedinho na minha bucetinha por cima
do shortinho, nisso comecei sentir algo muito gostoso, e minha mãe,
nossa que linda ela ta gostando meu amor, falando para meu papai, o
Sr. Miguel… nisso ele socava com mais vontade e minha mãe já muito
excitada não ligava pra nada, e falava, vai meu amor tira esse shortinho
e enfia um dedinho na bucetinha dela, ele ficava doido e falava, não ta
louco, so enfiando na minha mãe, e minha mãe cada vez mais excitada,
vai meu amor ela já aguenta, ele só com o dedinho roçando na minha
bucetinha por cima do shortinho e eu achando uma delicia até que ele
tira da buceta da minha mãe e gosa tudo na minha bundinha em cima
do shortinho… Minha mãe vira e fala, que delícia amor sujou tudinho ela
e passa a mão, melecando tudo sua mão, nisso ela leva até meu rostinho
e lambusa tudo, falando, passa a linguinha filhinha, senti o gosto do leitinho
do papai, se tomar bastante você cresce cada vez mais linda e fortinha,
nisso eu lambi achei ruim salgado ele isso meu amor, isso mesmo, nisso
minha mãe com tesão perdia a noção e meu pai já se controlava mais, ela
virou vem filhinha o miguel olhando meio assustada, abre a boca putinha abre
e toda inocente abri e ela enfiou minha boquinha no cacete do sr. Miguel
e segurou que engasguei e ficou segurando que me assustei e vomitei tudo
na cama, e comecei a chorar, nisso minha mãe abraçou e falou, tudo bem
meu amor, é tudo normal, quando a gente aprende é assim memso, assim.
Ela tira uma caixa de baixo da cama e me dá, era um presente, uma boneca
da barbie linda, e assim eu já fico muito feliz, e ela fala filha, vc quer ganhar
mais, eu falei que sim, ela então fala, então vc tem que fazer tudo que
pedirmos tabom, então falo, ta bom mamãe, nisso ela me deu um outro
abraço falando que me amava e tudo que eu era uma cadelinha obediente.

Nisso a vida da minha mãe era prazer, e minhas roupas jogaram todas foras,
so tinha roupinhas apertadinhas, de criancinha de 2 a 4 aninhos, e eu com
6 aninhos ficava tudo apertadinho, mas ja acostumava com tudo, apertando
minha bucetinha, sentia muito prazer, até que com muitas intimidades
o sr. Miguel contou pra minha mãe que vivia sozinho so batendo punheta
em salas de bate papos como uol e outros, e ele sentia tesão com isso.

Então ele foi mostrar pra ela como era e abriu o bate papo uol em IDADE
18 a 20 anos criou um usuario (Mamãe_Putinha) e entrou nisso varios
homens começou mandar mensagem e minha mãe super empolgada
e curiosa com tudo aquilo, então ele falou pra minha mãe que muitos
homens mais velhos adoram ver conversar com novinhas, trocar vídeos,
etc… Minha mãe ficou chocada e com muito tesão com tudo aquilo, mas
já tinha entrado no jogo e não tinha mais volta.

Nisso tinha um usuário lá com apelido “5quentãoquerNovinha” que chamou
a atenção da minha mãe e caíram na risada, assim começaram conversar
e minha mãe se masturbar, direciono a camera pra baixo onde mostrava
do pescoço pra baixo e não mostrava o rosto da minha mãe, nisso minha
mãe já excitada apareceu um homem feio gordo, com o pau de fora minha
mãe riu muito e meu pai do lado olhando, mas o homem pensava que
minha mãe estava sozinha e como não tinha microfone só vídeo, meu pai,
o sr. Miguel, mandava ela escrever, velho safado, gosta de novinha é,
nisso o velho so punhetava, adora safada, minha mãe ficava de quatro,
abria a buceta pra ele ve na camera e enfiava o dedo na buceta, assim
minha mãe descobriu seu maior fetiche, conversa vai, conversa minha
mãe se masturbano louca meu pai também, o velho pergunta porque, esse
apelido: “mamãe putinha”, nisso ela excitada porque sou mamãe, e o velho,
mas cade a filhinha e minha mãe muito excitada falou Silvana, fui la e vi
minha mãe pelada enfiando o dedo na buceta, e meu pai do lado batendo
uma punheta, nisso ele falava adoro menininha, e minha mãe escrevia,
gosta de uma bucetinha e o homem, sim adoro… nisso minha mãe ja me
colocou ajoelhada na cadeira, ele batendo ficou doido, e minha mãe muito
excitada, então ele vira pra mim ver o rostinho dela, ele não ta doido, e
minha mãe muito excitada, vira essa putinha mamãe vadia, puta pra mim
tem que mostrar o rostinho, nisso minha mãe sentiu muito tesão que virou
eu na hora e falou olha pra ca filhinha olha e da um sorrisinho, olhei pra
camera como minha mãe mandou e o homem, vc também mamãe, minha
mae com muito tesão e não se importando com nada, baixou também
e mostrou o rosto e o sr. miguel do lado vendo tudo e batendo punheta, nisso
o sr. miguel gozou como nunca e desligou o computador e minha mãe
com muito tesão botou eu pra lamber a buceta dela, fiquei lambendo até
ela ter um orgasmo muito forte que chegou a fazer xixi junto pegou e segurou
minha cabeça, lambe filhinha lambe a mamãe, isso minha putinha, assim
mesmo vai cadelinha, sai com o rostinho todo lambuzado e foi me acostumando
com tudo aquilo, aos poucos ela e o sr. miguel foram enfiando o dedinho na
minha bucetinha até eu aguentar, quando rompeu sangrou muito fiquei assustada
mas ela me consolava, falava que era normal:
– É normal filhinha, precisa alaciar pro papai ficar feliz e enviar o paozão dele
aqui dentro, vc nao quer ganhar presentes e receber o pau dele aqui dentro
que nem a mamãe, eu um hum, ela então, vc precisa acostumar. nisso o
dedo da mamãe ja entrava todinho na buceta, e no cuzinho também. Depois
de um mês já nem sentia mais nada e estava gostando, sentia prazer.
Assim virei um objeto de prazer pra eles, completando 7 aninhos…

Continua…